Prefeito Vando Magnusson se retrata publicamente através de nota, quanto as ofensas proferidas por ele, a empresas e ao município de Araras.




A nota de esclarecimento foi publicada nesta manhã (3), no Facebook, na  página pessoal do prefeito.



NOTA:

Por estes dias, repercutiu pela cidade um vazamento de áudio meu, cuja mensagem foi indevidamente divulgada em rede social, visto que, destinava-se exclusivamente a uma determinada pessoa.
 
Em rigor, minha fala não teve a intenção de propagar ofensas, mas bastou para que as línguas soltas de sempre ficassem assanhadas, gerando reações desproporcionais ao conteúdo da postagem.


Ao analisar a gravação vazada, facilmente compreende-se que eu estava fazendo uma espécie de desabafo, um comentário inconformado sobre as críticas que tenho recebido, sendo que em dois trechos determinados eu lamento a dependência do município com duas empresas aqui instaladas e aponto falhas no serviço de limpeza pública de Araras, justamente as observações que foram consideradas ofensivas.



Eu peço desculpas por esse desabafo, divulgado em rede social, mas garanto que a conversa não foi num contexto de desprezo pelas firmas sediadas em Conchal, nem de desmerecimento à administração ararense.

E o mais importante na minha manifestação é a preocupação, o anseio, para que nossa cidade receba mais empresas que multipliquem os postos de trabalho, aumentem a arrecadação e dinamizem o comércio local.

Embora, nesse áudio vazado, eu tenha procurado me defender de ataques que julgo injustificáveis, me descuidei, expondo opiniões num espaço inapropriado e de forma intempestiva. Mas, como ser humano, tenho o meu limite de paciência e tolerância. E que ninguém se iluda: as pessoas que costumam envenenar as redes sociais com politicagem não estão nem um pouco interessadas no bem público, no desenvolvimento do município e no atendimento dos cidadãos.


Os objetivos daqueles que plantam polêmicas descabidas e infundadas na internet devem ter pretensões inconfessáveis, cobiças ocultas ou ambições pessoais que procuram se esconder atrás do interesse público.

Não é de hoje que a vida administrativa de Conchal tem sido atrapalhada pela politicagem e pelos interesses escusos. Inclusive, nossos pais e avós também passaram por isso como nos contaram.

Entretanto, agora a intriga politiqueira foi facilitada e intensificada pela ferramenta das redes sociais, em que irresponsavelmente as línguas ferinas espalham a difamação, tentado destruir o trabalho dos políticos sensatos e bem intencionados.



Atualmente, nós conchalenses com boa vontade e honradez, nos dedicamos para que tenhamos paz e prosperidade, atendendo ao lema escrito no nosso brasão, mas infelizmente estamos sujeitos aos ataques infames que são propagados na internet por gente que se fantasia de defensora dos mais necessitados e de algumas pessoas que querem falar em nome da população.
 
Estamos, portanto, diante de uma tentativa de distorção deliberada da opinião pública contra a qual, como já disse, temos que nos precaver, não com a censura, mas com a devida resposta e esclarecimento à população, para que se separe o joio do trigo. Acredito que, apesar de toda maledicência, a verdade sempre prevalecerá!

Vando Magnusson



Comentários

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Polícia indicia pai e mãe de adolescente que pediu socorro pelas redes sociais após ser estuprada

Polícia Civil de Conchal apreendeu na tarde desta terça-feira (16), traficante com 45 papelotes de cocaína, 25 pedras de crack e 31 reais em espécie

Polícia Civil investiga mais dois padres por suspeita de abuso sexual da diocese de Limeira, SP

Liberação de saque de contas do FGTS será anunciada na próxima semana, diz ministro da Casa Civil

Vereadores de Conchal aprovam relatório para a abertura de processo de cassação do vereador Rodinei Ferreira da Silva.

Líder de grupo terrorista revela plano para matar Bolsonaro

ANP libera venda direta ao consumidor de botijão de gás de 13 kg

Governo de São Paulo muda identidade visual de viaturas da PM

Funcionários da concessionária Arteris/Intervias entram em greve por tempo indeterminado

Governo pretende liberar R$ 42 bilhões das contas ativas do Fundo de Garantia

Todas as Publicações

Mostrar mais