Pular para o conteúdo principal

Postagens

Prorrogada para o dia 19 convocação de lista de espera do Fies - Fundo concede financiamento até 100% dos custos de cursos de graduação

O prazo final para a convocação das vagas remanescentes do Fies foi prorrogado para o dia 19 de julho. Edital publicado pelo Ministério da Educação (MEC) adiou a pré-seleção dos candidatos que ficaram na lista de espera do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Essas vagas remanescentes são aquelas que não foram preenchidas durante as etapas regulares de seleção do programa. As vagas são exclusivas para os estudantes efetivamente matriculados no curso, turno e local de oferta em que se inscreveram. Os alunos devem estar obrigatoriamente cursando no momento da inscrição ou devem ter cursado o semestre com aproveitamento de, ao menos, 75% das disciplinas, caso o semestre já tenha acabado. A prioridade para a seleção da lista de espera é para os candidatos com renda familiar per capita de até meio salário-mínimo inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) dos programas sociais do governo federal. Verba O Fies concede financiamento de até 100% dos custos de cursos de graduação em

OMS divulga dados sobre cobertura vacinal global em 2023

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou novos dados sobre a cobertura vacinal global referentes ao ano de 2023. Segundo a OMS, após um ano de melhora em 2022, os índices de cobertura vacinal estagnaram em 2023. A análise é baseada na cobertura da terceira dose da vacina DTP, que protege contra difteria, tétano e coqueluche. Em 2023, 84% das crianças receberam a terceira dose da vacina, o mesmo percentual de 2022. Antes da pandemia, em 2019, a cobertura era de 86%, caindo para 81% em 2021, durante o auge da pandemia. O nível ideal de cobertura é de 95%. Além disso, o número de crianças que não receberam nenhuma dose da vacina DTP aumentou em 2023. Em 2022, 13,9 milhões de crianças não foram vacinadas, número que subiu para 14,1 milhões em 2023. No entanto, algumas regiões das Américas e da África apresentaram melhora nos indicadores. No Brasil, por exemplo, o número de crianças sem nenhuma dose da vacina DTP caiu de 200 mil em 2022 para 103 mil em 2023. Em São Paulo, a vacinaç

‘Eu deveria estar morto’, diz Trump em entrevista após atentado a tiros em comício - Para o ex-presidente dos Estados Unidos, é um milagre estar vivo depois de ser vítima de um atentado no sábado (13); Serviço Secreto investiga como o atirador conseguiu chegar ao telhado com um fuzil estilo AR e ferir Trum

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump disse, no domingo (14), ser um milagre estar vivo depois de ser vítima de um atentado durante comício em Butler, Pensilvânia, no dia anterior. Ele concedeu sua primeira entrevista ao jornal New York Post a bordo de seu avião particular a caminho de Milwaukee para a Convenção Nacional do Partido Republicano. “O médico no hospital disse que nunca viu nada parecido, ele chamou de milagre”, disse Trump. “Eu não deveria estar aqui, eu deveria estar morto”. O ex-presidente acrescentou que o médico do hospital local disse a ele que nunca viu alguém sobreviver após ser atingido por um AR-15. Segundo o jornal, que não teve autorização para fazer fotos do ex-presidente, Trump estava usando uma bandagem branca grande e solta que cobria sua orelha direita, atingida pelos disparos. O atirador, identificado como Thomas Matthew Crooks, de 20 anos, atirou várias vezes de um telhado com um fuzil AR-15, antes de ser “neutralizado” por agentes do Servido

USP: sintomas de abstinência alcoólica podem aparecer mesmo sem interrupção de consumo - O psiquiatra explica que a abstinência pode se manifestar mesmo que o usuário não interrompa totalmente o consumo

Segundo dados do Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico, em 2021 cerca de 18% da população brasileira fez uso abusivo do álcool, bebendo mais de cinco doses em uma única ocasião do mês. Caso o uso abusivo se torne frequente, o quadro pode evoluir para dependência de álcool, caracterizada pelo uso descontrolado, constante em quantidades progressivamente maiores da substância. João Castaldelli-Maia, psiquiatra e professor de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP, conta mais sobre os sintomas da abstinência: “O paciente começa a tremer, fica muito ansioso, com elevação da pressão arterial, e pode inclusive convulsionar, o que pode levar à morte”. O psiquiatra explica que a abstinência pode se manifestar mesmo que o usuário não interrompa totalmente o consumo. Basta reduzir a dose, ou beber bebidas fermentadas mais suaves no lugar de destilados, que o alcoólico começa a manifestar sintomas, que podem durar até 15 dias.

Estudo de SP mostra como a mudança brusca de rotina afeta a saúde - Segundo o IBGE, cerca de 7 milhões de brasileiros trabalham de madrugada; rotina invertida gera uma série de complicações de saúde

Jornada noturna de trabalho, segundo o artigo 73 da CLT, é aquela realizada entre 22h de um dia até 5h da manhã do dia seguinte, em áreas urbanas; para trabalhadores rurais, a legislação determina que o trabalho noturno está compreendido entre 21h e 5h em lavouras e entre 20h e 4h na atividade pecuária. O último Censo brasileiro sobre o tema, realizado em 2016 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou que ao menos 7 milhões de trabalhadores brasileiros trabalham nesse período. Policiais, bombeiros, profissionais da saúde, entre outros, trabalham em jornadas noturnas tradicionalmente. Recentemente, para abraçar a demanda acelerada do estilo de vida das grandes cidades, muitos setores estão entrando em modelos de atendimento 24 horas por dia. Lanchonetes, mercados, conveniências e até academias começaram a manter suas atividades madrugada adentro. Para isso, alguém precisa trocar o dia pela noite. A troca de turnos é um movimento que esbarra em questões f

Agricultura brasileira utiliza robôs para solucionar gargalos da produção - As tecnologias e robôs de ponta são utilizados em mapeamento de relevo, identificação de características do solo e monitoramento de produção

O Brasil conta com robôs de última geração aplicados na produção agrícola. A tecnologia vem avançando no campo com a automação e a robótica aplicada a biossistemas. Já existem soluções muito interessantes para produção vegetal, animal, e florestal. O professor Roberto Fray, do Departamento de Engenharia de Biossistemas da Esalq, pesquisador em aprendizagem de máquina e inteligência artificial, fala sobre as mudanças promovidas pelos avanços. O professor afirma que, das áreas de aplicação da robótica, a agricultura é uma das que possuem maior potencial de aplicação eficiente. “Ela vem crescendo muito nos últimos anos devido principalmente a novos sensores, novos equipamentos e inteligência artificial. Isso mudou a forma como a gente vê sistemas de produção digital, animal e agrícolas. Além disso, a substituição da mão de obra humana por robôs é muito interessante para certas funções, principalmente para tarefas perigosas e em ambiente insalubres”. Modelos utilizados Existem vári

Estudo mostra que trabalhar grandes períodos dentro do carro pode trazer danos à saúde - Professor da USP comenta estudo que mostra a liberação, em baixas quantidades, de substâncias nocivas à saúde nos veículos

Um estudo de pesquisadores da Universidade de Duke, nos Estados Unidos, mostrou que uma grande parte dos carros apresentam em seu interior uma quantidade pequena de fosfato de tris, substância que pode ser nociva à saúde. Apesar da quantidade ser muito baixa, a exposição por longos períodos, durante vários anos e sob temperaturas elevadas pode levar ao surgimento de complicações de saúde. O professor Maurício Yonamine, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da Universidade de São Paulo, explica a relação entre essas substâncias e a saúde humana. Segundo o especialista, o estudo demonstrou que o ar interno de carros relativamente novos, fabricados a partir de 2015, podem conter substâncias conhecidas como retardantes de chamas. Ele conta que essa é uma classe de substâncias que têm chamado a atenção de toxicologistas nos últimos anos devido ao potencial carcinogênico, neurotóxico e de desregulação hormonal que podem causar nos seres humanos expostos. “Os retardantes de chamas