STF decide que grávidas e lactantes não podem exercer atividade insalubre

Norma estava prevista na nova lei trabalhista e foi questionada por uma entidade em 2018. Durante julgamento, relator afirmou que permissão era 'absolutamente irrazoável'.

Ministros do STF no plenário do tribunal durante o julgamento desta quarta-feira (29) — Foto: Carlos Moura/SCO/STF


O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (29), por 10 votos a 1, que grávidas e lactantes não podem exercer atividades consideradas insalubres. As informações são do ''G1''. 

A ação julgada nesta quarta-feira tinha sido apresentada em abril de 2018 pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos.

A entidade discutiu um trecho da nova lei trabalhista que permitiu o trabalho de gestantes e lactantes em atividades insalubres, exceto em caso de atestado médico.

A nova lei havia sido proposta pelo governo de Michel Temer e aprovada no Congresso Nacional. O trecho questionado pela confederação estava suspenso por determinação do ministro Alexandre de Moraes, e agora o plenário do STF analisou o caso de maneira definitiva.

Ao longo da sessão desta quarta-feira (29), Moraes votou de novo a favor de derrubar o trecho. Segundo o ministro, a proteção em relação a trabalho insalubre tem ‘’direito instrumental protetivo’’ para a mulher e para a criança.


"Não é só a salvaguarda da mulher, mas também total proteção ao recém-nascido, possibilitando convivência com a mãe de maneira harmônica, sem os perigos do ambiente insalubre", acrescentou o ministro.
 "É uma norma absolutamente irrazoável, inclusive para o setor de saúde", completou o relator.

Conforme o voto de Moraes, a mulher grávida ou que esteja amamentando deverá ser realocada para outra atividade ou receber licença, caso a realocação seja impossível.






  

Comentários

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Prefeitura de Conchal lança edital para concurso público

Vídeo - Veículo pega fogo próximo ao trevo de Conchal

Concursos abertos na região têm mais de 100 vagas para todos os níveis de escolaridade

Casal é preso em Vinhedo por manter idosa em cárcere privado por 20 anos

Com importantes contribuições da iniciativa privada Guarda Municipal faz reforma na sede

Sem saber de gravidez, jovem dá à luz após procurar hospital com dores abdominais em Sorocaba

Adeus mamografia: novo exame de sangue detecta precocemente o câncer de mama

Departamento Municipal de Saúde de Conchal realiza ação neste sábado (29) para intensificar vacinação contra a febre amarela

Associação cosmopolense cria projeto de lei popular para diminuir salário de vereadores

Crianças fazem abaixo-assinado para que McDonalds e Burger King acabem com brinquedos de plástico nos brindes de refeições

Todas as Publicações

Mostrar mais