Polícia prende quadrilha que aplicava golpes em clientes de cartões de crédito

Grupo comprava dados pessoais no mercado negro e ligava dizendo ser do setor de segurança de uma central bancária, alertando que o cartão da vítima havia sido clonado.




A polícia de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, prendeu uma quadrilha que aplicava golpes em clientes de cartões de crédito. O esquema era sofisticado e foi revelado pelo líder do grupo, Reginaldo da Silva.

O grupo encomendava listas de dados pessoais no mercado negro e ligava para as vítimas dizendo ser do setor de segurança de uma central bancária. Com os dados comprados, perguntavam se o cartão de crédito dela tinha sido emprestado ou se tinha feito compras em determinadas lojas, como mostra gravação obtida pela polícia. A vítima não reconhecia as compras e era informada que o cartão tinha sido clonado.

O bandido, então, orientava a vítima a ligar para o banco ou administradora pedindo o bloqueio do cartão. Para isso, dizia que ela deveria usar o número impresso no verso do cartão. Só que o golpista não desligava o telefone. Por causa do nervosismo, a pessoa discava com pressa e não percebia que a ligação anterior não havia sido interrompida.

O golpista conseguia segurar a linha e, com o uso de um programa de computador, registrava o número para o qual a vítima estava ligando. Isso bastava para ele saber o nome do banco e lançar mão da estratégia mais ousada do golpe: acionava um arquivo de áudio idêntico ao usado pela central de atendimento. Era como se o dono do cartão estivesse mesmo em contato com a central telefônica verdadeira.



Comentários

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Corpo de mulher é encontrado fora da cova e seminu: “Apavorante”

Suspeito de Roubar Joalheria em Conchal é preso pela Policia Civil

Videos - Após chuvas em Conchal, infestação de pequenos sapos assusta moradores

Policia Militar prende dois por tráfico no Parque Industrial em Conchal

Adolescente de 12 anos é estuprada dentro de escola pública em SP

Mais um processo na conta do Presidente da Câmara conchalense - Ministério Público pede condenação do presidente da Câmara de Conchal (Robinho) por “gastos abusivos com combustível”

Corpo de menina torturada por pai tem 37 marcas de tiros de arma de pressão, diz Conselho Tutelar

Justiça determina bloqueio de 407 mil reais do Presidente da Câmara Municipal de Conchal Roberson Claudino Pedro (Robinho) e de Marcelo Aparecido Mandeli, ex-assessor do presidente

Bar suspenso a 45 metros de altura é atração em Holambra

Todas as Publicações

Mostrar mais