Bolsonaro determina suspensão de uso de radares móveis em rodovias federais




O presidente Jair Bolsonaro (PSL) determinou a suspensão do uso de radares móveis em rodovias federais. A decisão foi publicada na edição de hoje do DOU (Diário Oficial da União). Não há indicação sobre quando a medida entrará em vigor.

Especialistas ouvidos pelo UOL criticam a medida e dizem que a consequência de tirar ou diminuir radares de velocidade nas estradas federais será o aumento do número de mortos em acidentes. Um levantamento feito pelo jornal Folha de S.Paulo mostrou que o número de mortes nas estradas brasileiras caiu 21,7% nos trechos de rodovias federais em que há radares depois da instalação dos equipamentos.


Na segunda-feira, em evento no Rio Grande do Sul, Bolsonaro havia anunciado que acabaria com os radares móveis no país na semana que vem.

"Estou com uma briga juntamente com o Tarcísio [de Freitas, ministro da Infraestrutura] na Justiça para acabarmos com os pardais no Brasil, essa máfia de multas, que vai para o bolso de alguns poucos nessa nação. É uma roubalheira. Anuncio para vocês que a partir da semana que vem não teremos mais radares móveis no Brasil", disse ele na ocasião.

A ordem publicada no DOU foi dada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, chefiado por Sergio Moro, que é responsável pela Polícia Rodoviária Federal. A suspensão do uso dos radares vale até que o Ministério da Infraestrutura conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade em vias públicas.

A suspensão se aplica aos radares estáticos, móveis e portáteis. Não há determinação sobre os radares fixos, que ficam instalados em locais definidos e de forma permanente. Além disso, a medida exige que o Ministério da Justiça revise os atos normativos internos sobre o tema.

Segundo o documento assinado pelo presidente, a medida tem como objetivo "evitar o desvirtuamento do caráter pedagógico e a utilização meramente arrecadatória dos instrumentos e equipamentos medidores de velocidade".

No último dia 30, a Justiça Federal homologou um acordo do governo Bolsonaro com o Ministério Público que prevê a instalação de cerca de 1.140 radares de velocidade em rodovias federais. O Dnit informou na segunda que a declaração do presidente Bolsonaro, de acabar com os radares móveis, não tem implicação nenhuma no acerto homologado na Justiça porque se refere a equipamentos fixos.

Para especialistas ouvidos pelo UOL, a consequência de tirar ou diminuir radares de velocidade nas estradas federais será o aumento do número de mortos em acidentes no país.

Reportagem da Folha publicada em abril mostrou que o número de mortes nas estradas brasileiras caiu 21,7% nos trechos de rodovias federais em que há radares depois da instalação dos equipamentos. Também houve redução de 15% nos índices de acidentes nos trechos em que houve instalação dos radares.

Cerca de 37 mil pessoas morrem no trânsito brasileiro anualmente. Até 2020, o governo brasileiro tem a meta de reduzir pela metade as mortes no trânsito brasileiro em relação a 2010 --quando houve quase 43 mil casos.

Pesquisa Datafolha realizada no início do mês passado apontou que 67% dos entrevistados reprovam a decisão de acabar com radares nas estradas.

Conteúdo: ‘UOL’


Comentários

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Recém-nascido encontrado em canavial foi morto por esfaqueamento em Ibaté, SP

Colisão de asteroide com a Terra é "100% certa", diz cientista

Avião com mais de 200 a bordo faz pouso de emergência em milharal após colidir com pássaros na Rússia

Mulher faz falsificação 'grotesca' em bilhete e tenta retirar prêmio da Mega Sena em lotérica de MT

Funcionário morre ao fazer manutenção dentro de máquina em fábrica de cervejas em Itu (SP)

Madrasta grava vídeo dando lata de cerveja para enteada e revolta moradores de Bom Jesus de Goiás; veja

Homem de muleta é atingido por roda que se solta de carro em movimento, em Goiânia; vídeo

Conchal - Projeto distribuirá plantas medicinais para pacientes da USF “Ministro José Serra”

Cantor sertanejo morre após bater motocicleta em caminhão em MT

Carro na contramão bate em van da banda Sampa Crew e deixa 1 morto e feridos na Rodovia Bandeirantes

Todas as Publicações

Mostrar mais