Procurador que atacou juíza entrou com faca de cozinha escondida nas roupas na sede do TRF 3ª Região na Avenida Paulista


Procurador da Fazenda Matheus Carneiro Assunção está preso por tentativa de homicídio na sede da Polícia Federal em SP.


Procurador Matheus Carneiro Assunção foi preso após o ataque — Foto: TV Globo/Reprodução

Conteúdo: ‘G1’ 


O procurador da Fazenda Matheus Carneiro Assunção, que foi preso nesta quinta-feira (3) após esfaquear a juíza Louise Filgueiras na sede Tribunal Regional Federal da 3ª Região, na Avenida Paulista, entrou no prédio com uma faca de cozinha escondida em suas roupas. Segundo a Polícia Federal (PF), ele está detido por "tentativa de homicídio" (leia mais abaixo).

De acordo com o Tribunal Federal da 3ª Região, o procurador entrou no prédio para participar de um congresso de combate à corrupção à administração pública. Para entrar no prédio, ele apresentou sua carteira funcional.

Por volta das 18h, após deixar o evento, ele usou as escadas e entrou em diversos gabinetes de desembargadores federais. Um dos gabinetes que o procurador entrou foi do desembargador Paulo Fontes, onde estava a juíza federal Louise Filgueiras. A juíza tinha sido convocada para cobrir as férias do desembargador.

O procurador atacou a juíza várias vezes com a faca. Ela conseguiu desviar da maior parte dos golpes. Em seguida, o agressor foi contido por um servidor, que acionou a Secretaria de Segurança Institucional do TRF e a Polícia Federal.

Tentativa de homicídio

O procurador foi preso e levado para a sede da PF na Lapa, Zona Oeste de São Paulo. Por meio de nota, a Polícia Federal informou que Matheus foi preso em flagrante pelo crime de "tentativa de homicídio qualificado contra a juíza".

"O fato ocorreu na sede do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, localizado na Avenida Paulista. A conduta criminosa investigada está tipificada no artigo 121, § 2°, inciso IV, c/c artigo 14, todos do Código Penal. O preso será encaminhado à audiência de custódia nesta sexta-feira", informa nota divulgada pela PF.

A juíza sofreu um corte superficial no pescoço e foi atendida pelos médicos do próprio Tribunal. Ela passa bem.

Testemunhas disseram que o procurador estava transtornado e que gritava que estava lá para acabar com a corrupção.

Em nota, o TRF3 diz que “lamenta profundamente o ocorrido, reitera seu comprometimento com a segurança de todos os seus magistrados, servidores, colaboradores em geral e público externo e irá tomar todas as medidas necessárias para a minuciosa apuração do ocorrido.”

Em nota, a Advocacia-Geral da União informou que "referente à prisão do procurador da Fazenda Nacional acusado de tentativa de homicídio contra juíza federal, o advogado-geral da União determinou a imediata abertura de sindicância investigativa no âmbito da instituição."

"A Advocacia-Geral da União lamenta o ocorrido, registra irrestrita solidariedade à magistrada e repudia todo e qualquer ato de violência", cita o comunicado.

As associações dos juízes federais do Brasil e de São Paulo divulgaram nota manifestando solidariedade à juíza e pedindo apuração rigorosa dos fatos.






Comentários

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Polícia identifica corpo de homem encontrado com tiro na nuca em estrada rural de Araras

Corpo masculino é encontrado seminu e com tiro na nuca em Araras, SP

Vídeo - Incêndio em ônibus bloqueia trecho da Rodovia Anhanguera em Araras, SP

Equipe de Policiamento Rural de Conchal (GCM) recupera Trator Roubado e prende um dos Ladrões.

Polo do Cartório Eleitoral em Conchal abrirá para cadastramento biométrico neste sábado (07/12) e domingo (08/12)

Conchal conquista ótima avaliação no Programa Município Verde Azul subindo 35 pontos no ranking estadual

PM é flagrado agredindo morador de rua e cachorro no interior de SP; veja

Vídeo - Motorista persegue e atropela assaltantes após roubo em Manaus

Atirador deixa cinco mortos e se suicida em São Vicente (SP)

Saiba tudo sobre a dengue em Conchal

Todas as Publicações

Mostrar mais