Novidade!

Coronavírus pode ter sido transmitido por sopa de morcego e carne de cobra. Os animais são vendidos vivos na China e consumidos como iguaria



Conteúdo: Veja

Um estudo publicado no Journal of Medical Virology indicou que a nova cepa do coronavírus que surgiu em Wuhan, na China, e infectou mais de 600 pessoas, pode ter sido transmitida para o homem pela carne de cobra e de morcego. A cobra é um predador do morcego e a carne de ambos é consumida na China.

A equipe de cientistas comparou o genoma de cinco amostras do novo vírus com 217 vírus parecidos coletados em várias espécies. A conclusão é que uma proteína do vírus teria sido alterada de forma a se ligar aos receptores das células hospedeiras de uma espécie de cobra e de morcego. As espécies de cobra e morcego que seriam possíveis hospedeiras não foram especificadas pelo estudo.

A cobra e morcego são iguarias na China. O morcego silvestre é consumido em sopas.

O vírus

O coronavírus identificado na China foi chamado de 2019-nCoV. Esse vírus é da mesma família que o coronavírus causador da epidemia de Sars, que afetou milhares de pessoas em todo o mundo e matou quase 800 durante um surto em 2003, e a MERS, que causou a morte de 858 dos 2.494 pacientes identificados com a infecção desde 2012.

Existem outros coronavírus já identificados, presentes inclusive no Brasil, que causam apenas resfriado comum. A diferença da cepa que surgiu em Wuhan é que é um vírus completamente novo, que nunca havia sido identificado e, por isso, não sabemos como o organismo humano reage a ele.

Casos mais leves podem se parecer com gripe ou resfriado comum, dificultando a detecção. Já casos mais graves podem evoluir para pneumonia e síndrome respiratória aguda grave ou causar insuficiência renal. Os sintomas incluem febre alta, tosse, dificuldade para respirar e lesões pulmonares.





Imperdível

Publicidade

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Homem é encontrado morto por enforcamento nesta tarde de domingo (29) em Conchal

Após ler matéria veiculada pelo F5. Família identifica homem que foi encontrado morto por enforcamento neste domingo (29) em Conchal.

Conchal registra primeira morte “SUSPEITA” de coronavirus em homem de 80 anos. Outro paciente de 50 anos, também de Conchal, encontra-se internado em estado grave.

30/03/2020 Boletim Coronavirus: Instituto Adolfo Lutz emiti resultado do exame referente a menina de 13 anos e descarta a primeira Suspeita de coronavirus em Conchal

Câmara aprova projeto que prevê R$ 600 por mês para trabalhador informal

Prefeitura Municipal de Araras investiga morte de paciente suspeita de coronavirus

Governo de SP anuncia programa “Merenda em Casa” para 700 mil alunos

Rio Claro confirma primeiro caso de coronavírus. Paciente tem 50 anos, teve sintomas leves e passa bem.

Bandidos roubam fios e deixam parte do Lago Municipal de Conchal no escuro

Todas as Publicações

Mostrar mais