Novidade!

Mais de 436 milhões de empresas podem fechar por pandemia, alertou OIT (Organização Internacional do Trabalho)


Fonte: Jovem Pan

 

Organização Internacional do Trabalho (OIT) alertou nesta quarta-feira (29) que mais de 436 milhões de empresas em todo o planeta correm um sério risco de interromper as atividades devido à crise gerada pela pandemia de coronavírus.

 

Segundo o terceiro relatório sobre os efeitos da pandemia no mercado de trabalho, a OIT calcula que 232 milhões de empresas de atacado e varejo, 111 milhões da indústria manufatureira, 51 milhões de hotelaria e 42 milhões em outras atividades estão em sério perigo.

 

“Milhões de empresas ao redor do mundo estão à beira do colapso, sem economias e sem acesso ao crédito. Esta é a verdadeira face do mundo do trabalho. Se não forem ajudadas agora, simplesmente perecerão”, alertou em comunicado o diretor-geral da OIT, Guy Ryder.

 

A organização pede para que as medidas tomadas em cada país para retomar a economia sejam baseadas em um alto nível de criação de empregos e apoiadas “por políticas e instituições trabalhistas mais fortes e sistemas de proteção social mais abrangentes e com melhores recursos”.

 

A OIT também aconselha uma maior coordenação internacional dos pacotes de medidas de estímulo e iniciativas para aliviar a incerteza, de modo que a “recuperação seja eficaz e sustentável”.

 

No relatório, a organização prevê que no segundo semestre, devido aos confinamentos e outras medidas para frear o contágio, deverá ser perdido 10,5% das horas de trabalho no planeta, o equivalente a 305 milhões de empregos em tempo integral (no início deste mês, a previsão era de 195 milhões).

 

Por regiões, a OIT calcula que a América será a mais prejudicada, com uma perda de 12,4% das horas de trabalho, seguida pela Europa, com 11,8%, enquanto as demais superariam 9%.

 

A crise tem especial impacto negativo na economia informal, da qual vive mais da metade dos trabalhadores do mundo (2 bilhões dos 3,3 bilhões), motivo pelo qual a OIT estima que 1,3 bilhão de trabalhadores “correm o risco iminente de perder as fontes de sustento”.

 

No primeiro mês de medidas de isolamento social, a OIT calcula que esses trabalhadores informais perderam 60% da renda, porcentagem que foi ainda maior na África e na América (81%) e na Europa e na Ásia Central (70%).




 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Imperdível

Publicidade

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Bandido armado assalta comércio no Jardim Santo Antônio em Conchal. O crime aconteceu nesta sexta-feira (18). Câmeras de segurança flagraram toda a ação do criminoso. Assista vídeo...

Bandidos mantêm vitima refém por três horas em roubo à residência no Santa Luzia em Conchal

Bandidos tentam roubar agência do Banco do Brasil em Conchal

Guarda Municipal recupera veículo roubado nesta terça-feira (22)

Viagem intermunicipal Conchal/São Paulo e Conchal/ Cosmópolis recebem novos horários. Confira...

Polícia Civil captura menor de 14 anos por tráfico de drogas no Parque Industrial em Conchal

Idosa flagrada dirigindo cadeira de carrinho elétrico em rodovia só queria dar um abraço na filha em Limeira, SP

Auxílio de R$ 300: nem todos vão receber as quatro parcelas; entenda

Polícia Civil prende em Conchal menor que tinha "depósito de drogas" em casa

Eleições 2020: sistema de divulgação de candidaturas já está disponível

Todas as Publicações

Mostrar mais