Novidade!

Levantamento estima quão ansioso está o brasileiro em cada região do País



Entre muitas outras consequências físicas e psicológicas, a quarentena e a pandemia de COVID-19 fizeram muita gente desenvolver ansiedade ou ver as próprias tendências ansiosas aumentarem – e, de acordo com uma pesquisa recente feita por um aplicativo de música que mapeou o nível deste mal em diferentes regiões do Brasil, o Sudeste é líder quando se fala no assunto.

Sudeste é a região mais ansiosa, aponta levantamento de app

Elaborada pela plataforma de streaming Deezer e feita com base nas respostas de 2 mil brasileiros, a pesquisa perguntou: "Qual destas opções descreve melhor como se sente agora, desde que começou o surto do coronavírus?“, dando as alternativas: ansiedade, otimismo, fúria, depressão, tristeza, felicidade e positividade.



O resultado mostrou que o sentimento de ansiedade é o mais relatado em todas as regiões do País – e, na região Sudeste, quase metade das pessoas indicaram isso. De acordo com o estudo, 42,32% das pessoas afirmam estar ansiosas.

Após o Sudeste, as regiões Sul e Centro-Oeste aparecem com números não muito diferentes; de acordo com o estudo, 41,88% das pessoas relataram este sentimento na primeira região, enquanto, na segunda, o percentual foi de 41,67%. Já o Norte e o Nordeste aparecem com 38,64% e 37,91%, respectivamente.



Por outro lado, o segundo sentimento que mais se destacou nas respostas foi o de otimismo – algo que ficou em falta no Sudeste, onde apenas 18,2% das pessoas se sentem assim. Já no Centro-Oeste e no Norte, o otimismo foi relatado por 20,8% e 20,4% dos participantes, colocando-as em primeiro e segundo lugar, respectivamente.

Segundo a pesquisa, as pessoas estão usando o entretenimento como forma de driblar essa ansiedade e manter o otimismo, algo que 58,8% dos participantes vêm fazendo com a ajuda, por exemplo, de músicas motivacionais e podcasts com temáticas animadoras e reflexivas (vale lembrar que a pesquisa foi feita com usuários da plataforma de streaming).



Além disso, foi levantado que a música ajuda a melhorar o estado de espírito de 79% dos participantes, enquanto audiobooks e podcasts fazem o mesmo para 28,4% e 33% deles, respectivamente. Aqui, o rádio também entra e, enquanto para 33,7% dos entrevistados ele ajuda a distrair, para 34,5% ele melhora o humor.

*Com informações de MSN.





Imperdível

Publicidade

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Quadrilha tenta assaltar bancos e troca tiros com a polícia em madrugada de terror em Araraquara, SP

Mulher de 36 anos é morta a tiros pelo filho adolescente em SP

Colisão traseira termina em capotamento de veículo e uma vítima leve na Rodovia Anhanguera

Cachorro que fugiu de casa teve a melhor reação quando foi “preso” pela polícia

ROCAM e Força Tática estouram ponto de preparo e venda de drogas e detém quatro por tráfico em Araras, SP

Acidente entre ônibus e caminhão em Taguaí teve o maior número de mortes nas rodovias de SP neste ano, diz PM

ROCAM apreende menor por tráfico de drogas após receber informações de PM de folga em Araras, SP

Força Tática prende traficante de drogas com apoio da ROCAM durante patrulhamento em Araras, SP

Policia Civil recupera moto furtada na casa de menor

Veja quais foram os candidatos eleitos a vereador (a) em Conchal

Todas as Publicações

Mostrar mais