Pular para o conteúdo principal

90 dias Grátis

Governo de SP anuncia vacinação contra COVID-19 para pessoas com 50 a 54 anos com deficiências e comorbidades -Novo grupo totaliza 865 mil pessoas que poderão receber doses a partir da próxima sexta-feira (14)

O Governador João Doria anunciou nesta sexta-feira (7) a vacinação contra COVID-19 para pessoas com comorbidades e deficiências permanentes na faixa de 50 a 54 anos. Os grupos poderão tomar a primeira dose do imunizante a partir da próxima sexta (14).   “Este grupo não estava na programação de vacinação dos grupos já anunciados. Vamos iniciar essa vacinação para pessoas com deficiência permanente e comorbidades, na faixa etária entre 50 e 54 anos, na próxima sexta-feira, 14 de maio. O público estimado é de 865 mil pessoas”, disse Doria.   Serão contempladas as pessoas que tiverem uma ou mais comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde (verifique a lista disponível no final do texto) e, no caso dos deficientes, o comprovante do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC).   Na mesma semana, o Governo de SP começa a vacinar praticamente um novo grupo por dia. Já na segunda-feira (10), doses passam a ser aplicadas em quem tem Síndrome de Down, pacientes e

OS MELHORES FILMES - BAIXE O APP AGORA!

Coronavírus: Quando a pandemia de covid-19 vai terminar?



Há pouco mais de seis meses, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou a chegada do novo vírus que em pouco tempo se tornou uma pandemia global.

Naquele dia, no final de janeiro, havia quase 10 mil casos relatados de coronavírus e mais de 200 mortes. Nenhum dos casos havia acontecido fora da China.

Desde então, o mundo e nossas vidas, mudaram profundamente. Como estamos lidando com a guerra entre a raça humana e o coronavírus?




Se olharmos para o planeta como um todo, o resultado não é bom.

Já nos aproximamos de 19 milhões de casos confirmados e superamos 700 mil mortes. No começo da pandemia, demorava semanas até se registrarem cada 100 mil casos. Agora esse marco é atingido em questão de horas.

"Ainda estamos no meio de uma pandemia intensa e muito grave", diz Margaret Harris, da OMS. "Está presente em todas as comunidades do mundo."




O impacto da covid-19 é diferente pelo mundo afora, e é fácil cada pessoa ignorar o que acontece no resto do mundo, fora de seus próprios países.

Mas um fato une todo mundo, desde quem vive na floresta amazônica, nos arranha-céus de Singapura ou nas ruas do Reino Unido: este é um vírus que prospera com o contato humano. Quanto mais nos aproximamos, mais fácil é a contaminação. Isso segue tão forte hoje em dia quanto no dia em que o vírus surgiu na China.

Esse ponto central explica a situação de todos no mundo e sugere como será nosso futuro.




É o que provoca o grande número de casos na América Latina — o atual epicentro da pandemia — e o surto na Índia. É o que explica o porquê de Hong Kong estar mantendo pessoas em centros de quarentena ou da Coreia do Sul de estar monitorando contas bancárias e de telefone de seus cidadãos.

É o que leva a Europa e a Austrália a terem dificuldades em equilibrar o final das quarentenas com a contenção da doença. E é o porquê de estarmos buscando "um novo normal", em vez de voltarmos ao "velho normal".

"Esse é um vírus que circula por todo o planeta. Ele afeta cada um de nós. Ele passa de pessoa para pessoa, e sublinha o fato de estarmos todos conectados", diz Elisabetta Groppelli, da St George's University of London.




Até o simples ato de cantar juntos pode espalhar o vírus.

O vírus também se provou especialmente difícil de rastrear, com sintomas leves ou até inexistentes em várias pessoas, mas mortal suficiente em outros, capaz de lotar hospitais.

"É o vírus pandêmico perfeito para nossa era. Nós agora vivemos na era do coronavírus", disse Harris.

As melhores chances contra o vírus até agora foram nas tentativas de se conter a disseminação do vírus de uma pessoa para outra.




A Nova Zelândia é onde isso mais chamou atenção. O país agiu cedo, quando ainda havia poucos casos: com quarentenas e fronteiras fechadas. Agora praticamente não há mais casos e a vida voltou ao normal, em grande parte.

Atenção para coisas básicas também ajudam em países pobres. A Mongólia tem a maior fronteira de qualquer país com a China, onde o surto começou. No entanto, não foi registrado, antes de julho, qualquer caso de internação em UTI. Até agora só foram diagnosticados 293 casos, com nenhuma morte.

"A Mongólia fez um ótimo trabalho com recursos muito limitados. Eles fizeram um trabalho exaustivo de epidemiologia, isolando casos, identificando contatos e isolando esses contatos", afirma o professor David Heymann, da London School of Hygene and Tropical Medicine.




Eles também foram rápidos em fechar escolas, restringir viagem internacional e promover o uso de máscaras e higienização das mãos.

Por outro lado, Heymann argumenta, a "falta de liderança política" abalou muitos países em que "os líderes na saúde e na política têm dificuldades de conversar juntos". Neste clima, o vírus prosperou. O presidente americano, Donald Trump, e a maior autoridade em doenças infecciosas do país, Anthony Fauci, claramente estiveram em lados opostos nesta pandemia.

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, se juntou a manifestações contra a quarentena e descreveu o vírus como "gripezinha", dizendo que a pandemia estava quase no fim em março.




Ao invés disso, o Brasil teve 2,8 milhões de casos e mais de 100 mil mortos.

Mas os países que conseguiram se impor contra o vírus — na maioria com quarentenas dolorosas que machucaram as sociedades — estão descobrindo que o vírus não sumiu, e que ele vai continuar voltando se nós relaxarmos. A normalidade ainda está muito distante.

"Estão descobrindo que é mais desafiador sair da quarentena do que entrar nela", diz Groppelli. "Eles ainda não pensaram sobre como podemos coexistir com o vírus."




A Austrália é um dos países tentando achar um caminho para sair da quarentena, mas o Estado de Victoria agora está em estado de "desastre". Melbourne voltou para quarentena no começo de julho — com o contágio crescendo — e desde então impôs regras mais rígidas. Agora há um toque de recolher e as pessoas só podem se exercitar dentro de um raio de cinco quilômetros de suas casas.

A Europa também está reabrindo, mas Espanha, França e Grécia registraram recentemente o número mais alto de casos das últimas semanas. A Alemanha está com mais de mil casos por dia pela primeira vez em três meses.

O uso de máscaras, algo estranho antes, agora é lugar comum na Europa, até mesmo com resorts insistindo na prática.




E — como alerta para todos nós — sucessos passados não são garantia para o futuro. Hong Kong foi muito elogiada por resistir à primeira onda de coronavírus — agora bares e academias de ginástica fecharam novamente, enquanto a Disneyland do país conseguiu reabrir por apenas um mês.

"Deixar a quarentena não significa voltar às velhas práticas. É o novo normal. As pessoas ainda não entenderam esse recado", diz Harris.

A posição da África na luta contra o coronavírus segue uma questão em aberto. Houve mais de um milhão de casos; depois de um começo bem-sucedido, a África do Sul parece estar em má situação, registrando a maioria dos casos do continente. Mas com poucos testes, é difícil ter um retrato fiel da situação.




E existe o enigma do notório baixo índice de mortes comparado com o resto do mundo. Eis alguns motivos que podem explicar isso:

As pessoas são muito mais jovens, com idade média de 19 anos na África; e a covid-19 está associada a pessoas mais velhas Outros tipos de coronavírus são mais comuns, e isso pode oferecer uma espécie de proteção Problemas de saúde comuns aos países ricos, como obesidade e diabetes do tipo 2, que aumentam os riscos da covid-19, são menos comuns na África

Alguns países estão inovando na sua resposta à doença. Ruanda tem usado drones para entregar material para hospitais e divulgar restrições para a população. Eles estão sendo usados até mesmo para flagrar pessoas que estão desrespeitando as regras, como aconteceu com um pastor que estava indo para missa.




Mas em vários lugares, como na Índia, o acesso à agua limpa e saneamento prejudica até mesmo coisas triviais, como a higienização das mãos.

"Há pessoas que têm água para lavar suas mãos e há os que não têm", diz Groppelli. "Essa é uma diferença grande, nós podemos dividir o mundo em duas categorias. E há grandes dúvidas sobre como controlar o vírus sem que haja uma vacina."

Quando isso tudo vai acabar?

Já existem tratamentos com remédios. A dexametasona — um esteroide barato — teve bom resultado com alguns pacientes em estado grave. Mas não é suficiente impedir que pacientes morram de covid-19 ou dar fim às quarentenas. Atenção especial será dada para a Suécia nos próximos meses para entender se a estratégia do país funcionou no longo prazo. O país não impôs quarentena e até agora teve uma taxa de mortes significativamente maior do que a dos países vizinhos, depois de fracassar na proteção em lares de idosos.




Em geral, a esperança do mundo de ver a vida voltar ao normal está ligada à descoberta de uma vacina. Imunizar as pessoas impediria a disseminação do vírus.

Seis vacinas estão entrando na fase três de testes clínicos. Essa fase é crítica, quando descobriremos se as vacinas promissoras realmente funcionam. Esse obstáculo final já derrubou muitos remédios no passado. Autoridades de saúde dizem que devemos continuar falando em "se" a vacina vai funcionar — e não "quando" a vacina vai funcionar.

A doutora Margaret Harris, da OMS, diz: "As pessoas têm essa crença holiwoodiana em uma vacina; que os cientistas vão arrumar tudo. Em um filme de duas horas, o final chega rápido, mas os cientistas não são Brad Pitt se injetando e dizendo 'nós vamos todos nos salvar'".

*Com informações de R7.



F5 Conchal e Região

Quer receber notícias gratuitamente via WhatsApp?

Quer receber notícias gratuitamente via WhatsApp?
Clique na imagem e nos envie o seu nome e idade

VEJA TAMBÉM

Carro pega fogo e família consegue sair do veículo sem ferimentos no Jardim Planalto em Conchal, SP - O carro ficou completamente destruído.

Por: Beto Ribeiro Repórter   Um incêndio em um veículo na noite desta quinta-feira (6), mobilizou equipes da Guarda Civil Municipal, Polícia Militar e moradores do Jardim Planalto, na cidade de Conchal (SP). Ninguém se feriu.   De acordo com primeiras informações, o fogo teria começado no painel do VW/Gol, e toda sua família que estava dentro do carro entrou em desespero, e felizmente conseguiu sair em tempo. Haviam três crianças, sendo uma de colo e outras duas menores.   Moradores vendo toda aquela situação, tentaram apagar as chamas utilizando mangueiras de água de suas casas, mas o fogo consumiu rapidamente todo o veículo, Equipes da Guarda Civil Municipal e Polícia Militar, também estiveram pelo local. O carro ficou completamente destruído.    

Bandidos furtam bar Santo Forte em Conchal nesta segunda-feira (3)

O crime acabou de ser descoberto pelo proprietário que esta fazendo o levantamento do prejuízo. Segundo informações fornecidas pela vítima, o bandido teria entrado pelos fundos do estabelecimento arrombado uma janela. Até o momento proprietário já sentiu falta de 1 notebook e 3 tablets utilizados para anotar os pedidos. Logo traremos mais informações.

Policia Civil prende dois indivíduos suspeitos de participar da quadrilha responsável por diversos furtos e roubos acontecidos em Conchal nos últimos meses

  A ação dos policiais aconteceu nesta terça-feira (4). Após investigações , policiais civis de Conchal, comandados pelo delegado de polícia Luis Henrique Lima Pereira, prenderam dois autores de roubos e furto ocorrido no município. Os policiais localizaram os investigados M.A.S., de 24 anos e N.J.O., de 23 anos, ambos de Conchal, em uma chácara no bairro Pádua Sales, ambos foram representados com prisão temporária.   Em companhia dos presos, estava uma terceira pessoa, que escondia junto ao corpo um simulacro de arma de fogo. Este indivíduo foi conduzido ao plantão policial, onde foi realizada sua oitiva e liberado.   Em prosseguimento as diligências, foi localizado um veículo (Meriva) relacionado aos roubos, parcialmente depenado, nos fundos da chácara que os investigados estavam. As investigações prosseguem na Delegacia de Polícia.

Policia Militar prende homem após furto a igreja em Conchal - O indiciado já possui passagem criminal por furto.

A equipe fazia patrulhamento na noite de quinta-feira (6), pela Av Pref. Francisco Magnusson, quando populares acenaram para a viatura, apontando um indivíduo que teria cometido o furto de um botijão de gás, da Igreja dos Santos do Últimos Dias, localizada na Rua Conselheiro Rodrigues Alves. O indivíduo foi encaminhado para exame de corpo delito no pronto socorro de Conchal e posterior ao Plantão de Polícia no município de Araras. A autoridade de plantão, Dr Luis Henrique Lima Pereira, tomou ciência dos fatos e ratificou a voz de prisão em flagrante. O indiciado já possui passagem criminal por furto.

Policia Militar prende homem após furto de botijão de gás na região central de Conchal

Aproximadamente as 2hs da madrugada desta segunda-feira (3), a equipe da Policia Militar estava em patrulhamento pela Rua São Paulo, quando se deparou com um indivíduo com um botijão de gás nas costas.    Após a aproximação da viatura o indivíduo soltou o botijão e adentrou a uma residência da mesma via, que foi identificada posterirormente como sendo da irmã do indiciado.   Feito o acompanhamento a pé pelo quintal, o indivíduo obteve êxito em pular o muro dos fundos dando acesso a outra casa, porém minutos depois voltou ao local.   Os policiais foram acionados via Copom, para retornar ao local, por solicitação da própria irmã que declarou que, “ele dá muito trabalho e que furta o que puder”.   Pelo local o indiciado estava escondido no corredor de fundos da residência, sendo abordado e algemado, recebeu voz de prisão.   Em contato na residência furtada pela Rua Conselheiro Rodrigues Alves, os policiais não foram atendidos, aparentando não haver morador naquele momento.

Após festa de furtos e roubos acontecidos no último final de semana em Conchal, Câmara colocará em votação autorização para prefeitura contratar “Atividade Delegada” que prevê a contração de mais Policiais Militares para a cidade

Opinião:  Que os números de casos de roubos e furtos estão fora de controle na cidade de Conchal, isso todos já sabem. Mas neste último final de semana a coisa foi ainda pior. Sem saber a quem reclamar, as pessoas foram as redes sociais para dar o grito de “acorda autoridades”. Foram dezenas de situaçõe s que na maioria das vezes nem chegaram a virar boletim de ocorrência, principalmente pelo fato de não haver em Conchal, o plantão da polícia judiciaria. Algumas ocorrências que podem ser feitas pela internet, na maioria das vezes não são registradas, pois o cidadão comum, muita das vezes de origem mais simples, não sabem como fazer esses registros. O fato é que enquanto as autoridades, alguns que são claramente a favor da política “quanto pior, melhor”, criam situações e dificuldades, a população é quem paga pelo prejuízo.   Neste final de semana pudemos verificar postagens dando conta de furtos a comércios, bateria de veículos sendo furtada. Pessoas que saíram de casa e qu

Prefeitura de Conchal prestará contas “Ao Vivo” dos 8 milhões destinados ao combate a pandemia – Clique na imagem para acessar matéria completa. Saiba como participar.

Amanhã 05/05, a partir das 19hs, o diretor do departamento de saúde do município de Conchal, Wagner Lozano, estará concedendo entrevista ao vivo ao F5, para prestação de contas referentes aos gastos dos recursos recebidos para combate a pandemia provocada pelo coronavirus. Na ocasião, o diretor estará prestando contas apenas dos valores investidos no setor da saúde. Na próxima quarta-feira 12/05, O prefeito de Conchal Vando Magnusson, juntamente com o diretor administrativo e diretor financeiro, apresentarão a prestação de contas dos valores aplicados em outros setores do município. O público em geral poderá participar e tirar as dúvidas relacionadas às ações promovidas no combate a pandemia em Conchal. Basta enviar a pergunta aqui no F5, até as 12hs desta quarta-feira 05/05, através do WhatsApp (19) 99153 0445 ou poderá deixar a pergunta abaixo desta publicação na página do F5, no Facebook. Para a entrevista com o prefeito e seus diretores, que acontecerá na próxima semana, as

Polícia Federal realiza operação em Mogi Guaçu e Mogi Mirim na manhã desta quinta-feira (6)

Agentes da PF (Polícia Federal) estiveram na manhã desta quinta-feira (6) em Mogi Mirim e Mogi Guaçu, como parte das ações deflagradas pela operação “Grão Branco” que está cumprindo mais de 100 mandados de prisão e busca e apreensão nos estados de São Paulo (Capital e Interior), além de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Amazonas, Maranhão, Pará, Rio Grande do Sul e Paraná.   Em Mogi Mirim, logo nas primeiras horas desta manhã, os agentes estiveram em um endereço da cidade de onde foram apreendidos alguns computadores. Há informações, não confirmadas, de que pelo menos um suspeito foi detido. Todos os objetos apreendidos nas ações foram levados para a sede da Polícia Federal de Campinas.   O objetivo principal dessa operação, segundo a própria PF, é desarticular uma quadrilha responsável por tráfico internacional de drogas. Logo pela manhã, viaturas da PF foram vistas circulando pela cidade e também em Mogi Guaçu e Sumaré.   O nome da operação "Grão Branco&quo

Homem invade creche com facão e mata três crianças e duas mulheres em SC

Um jovem de 18 anos invadiu uma escola municipal de educação infantil com um facão, na manhã desta terça-feira (4) e matou ao menos três crianças e dois adultos na cidade de Saudades, no oeste de Santa Catarina, a 600 km de capital Florianópolis. As informações são da BandNews TV, BandNews FM eda Rádio Bandeirantes.   A creche atende crianças de 6 meses a 2 anos. Entre as vítimas estão uma professora e uma funcionária. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado, o autor do ataque também desferiu golpes contra o próprio pescoço, além de abdome e tórax. Ele foi encaminhado para o hospital da cidade de Pinhalzinho, e não tinha passagens anteriores pela polícia.   As identidades do autor e das vítimas ainda não foram reveladas. Ao menos uma criança está hospitalizada em estado grave.   De acordo com informações iniciais, o homem invadiu uma sala de aula da Escola Municipal Infantil Pró Infância Aquarela por volta das 10h da manhã desta terça e começou a desferir os gol

Foguete chinês descontrolado cairá na Terra nos próximos dias

O foguete Long March-5B, usado no lançamento do módulo central da Estação Espacial Chinesa na última quinta-feira (29), está retornando à Terra em uma descida descontrolada, podendo atingir áreas habitadas nos próximos dias, conforme relatou o SpaceNews.   Depois de colocar o módulo Tianhe em órbita, o impulsionador se separou dele. Porém, o primeiro estágio do Long March-5B também foi parar nesta região do espaço por algum erro, e o seu atrito constante com a atmosfera terrestre tem o arrastado cada vez mais para perto do planeta.   Viajando a 7 km/s, o estágio central do foguete chinês, que tem aproximadamente 30 metros de comprimento, 5 metros de diâmetro e pesa 21 toneladas, não deve se queimar por completo durante a reentrada, como normalmente acontece com outros tipos de lixo espacial menores, justamente por causa das suas medidas.   Espera-se que partes dele resistam às altas temperaturas e caiam em uma área indefinida. O local exato da queda não pode ser apontado, p