Novidade!

Estado de SP tem mais de 200 candidatos com patrimônio acima de R$ 1 milhão que receberam auxílio emergencial, diz TCU



O estado de São Paulo tem ao menos 208 candidatos a vereador, prefeito e vice-prefeito que declararam renda superior a R$ 1 milhão, mas que constam na lista do Ministério da Cidadania como beneficiários do auxílio emergencial do governo federal, segundo auditoria feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

O órgão cruzou a lista de bens declaradas pelos candidatos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o cadastro do auxílio emergencial e constatou quase 11 mil candidatos em todo o país, que têm patrimônio superior a R$ 300 mil, mas que receberam o auxílio emergencial, seja na forma inicial de R$ 600 ou os R$ 300 residuais do programa. São Paulo e Minas Gerais são recordistas nas irregularidades (veja vídeo abaixo).



Em São Paulo, o TCU detectou que 1.980 candidatos em todo o estado estão na lista de beneficiários do auxílio emergencial e têm patrimônio declarado acima de R$ 300 mil. Do total, 37 são candidatos ao cargo de prefeito, 48 de vice-prefeito e 1.895 de vereador.

Nesse grupo de 1.980, 208 são candidatos com patrimônio declarado de mais de R$ 1 milhão. O caso que chama mais atenção em São Paulo é o de um candidato a vereador da cidade de Espírito Santo do Pinhal, que tem o patrimônio declarado de R$ 13,5 milhões, mas que estava recebendo o auxílio residual de R$ 300 do governo federal.



Entre os bens declarados desse candidato há três fazendas avaliadas em R$ 3 milhões cada, mas o nome dele aparece entre os beneficiários do auxílio emergencial, solicitado através do aplicativo da Caixa Econômica Federal.

Em todo o país, o TCU identificou ao menos 1.320 candidatos com o patrimônio superior a R$ 1 milhão, além de outros 2.525 que declararam ao TSE patrimônio de até R$ 750 mil.



Limite de R$ 300 mil de patrimônio

A auditoria considerou o valor de R$ 300 mil porque uma medida provisória assinada em setembro deste ano passou a vetar a concessão do benefício a quem declarou bens a partir de R$ 300 mil em 31 de dezembro de 2019.

“Causa perplexidade imaginar que uma pessoa que tenha patrimônio dessa monta e, mesmo assim, se disponha a solicitar o recebimento de auxílio emergencial possa vir a ser eleito e gerir a coisa pública e a vida da comunidade", diz o ministro do TCU, Bruno Dantas, que investiga as irregularidades envolvendo o auxílio emergencial.



Segundo o TCU, o levantamento com os quase 11 mil candidatos que receberam o irregularmente o auxílio foi encaminhado ao Ministério da Cidadania, que já começou a cortar o pagamento do benefício para o grupo. O órgão alerta, porém, que há risco de erro de preenchimento pelo candidato da declaração do TSE e até mesmo de fraudes estruturadas com dados de terceiros.

“Só o Ministério da Cidadania pode confirmar se o pagamento é indevido e só o TSE pode confirmar eventuais crimes eleitorais. O papel do TCU é garantir o bom uso do dinheiro público”, afirmou o tribunal.



Na capital paulista, o TCU identificou 48 candidatos com indícios de renda incompatível para o recebimento do auxílio emergencial. Todos são candidatos a vereador e ao menos 7 deles tem renda superior a R$ 1 milhão.

“Quando se fala de cidadãos brasileiros que se apresentam nas eleições com uma proposta de representação popular, não basta que esses candidatos respeitem a lei; é preciso que eles tenham o senso de moralidade acima da média. E de modo que quando nos deparamos de uma lista como essa, é algo que nos dá preocupação e uma certa repugnância”, afirmou o ministro Bruno Dantas em entrevista ao Jornal Nacional.

*Com informações de G1.









Imperdível

Publicidade

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Policia Militar e fiscais da prefeitura de Conchal fecham 4 estabelecimentos por não respeitar medidas de combate ao Covid-19

Policia Militar prende mais um por tráfico de drogas em Conchal - Indagado, o meliante confessou que estava na prática de comercialização do entorpecente pelo local

Maria da Penha nele! - Meliante agride mulher grávida de 8 meses e é detido pela Policia Militar em Conchal

Conchal/SP - Sem sintomas, jovem de 22 anos descobre que está grávida após 37 semanas de gestação – O fenômeno é chamado pelos médicos, de “gravidez silenciosa”

Policia Militar apreende nesta quinta-feira (25) maconha e menor no Parque Industrial em Conchal

Vídeo - Conseg realiza reunião para debater ideias visando melhorias da segurança pública em Conchal – Na ocasião o novo Delegado de Polícia Civil de Conchal foi apresentado

Menor e drogas são apreendidos pela Polícia Civil no Sol Nascente em Conchal

Bombeiros buscam bebê que teria sido jogado pelo pai em rio de MG

Pai e filho saem para trabalhar e são baleados na zona oeste de SP

Policia Civil apreende adolescente por tráfico de drogas no Esperança 1 em Conchal

Todas as Publicações

Mostrar mais