Novidade!

China condena a quatro anos de prisão jornalista que noticiou Covid-19



A China condenou a jornalista Zhang Zhan a quatro ou cinco anos de prisão por ter veiculado notícias sobre o início da propagação do novo coronavírus na cidade de Wuhan. Durante um julgamento a portas fechadas de três horas de duração, a ativista de 37 anos foi acusada de “provocar tumultos” e “buscar problemas”, duas acusações frequentemente utilizadas contra os cidadãos que são contrários ao governo chinês. O Ministério Público também a condenou pela publicação “repetida de um grande número de informações falsas” e por “exagerar maliciosamente” sobre a situação em Wuhan. Zhang Zhan é uma das várias jornalistas chinesas detidas por fazer reportagens sobre a cidade, mas a primeira a ser condenada à prisão. A audiência aconteceu em um tribunal de Xangai, em meio à forte presença de policiais, nesta segunda-feira, 27. As autoridades chinesas costumam realizar julgamentos delicados envolvendo ativistas de direitos humanos durante a temporada de férias, quando grande parte do resto do mundo está distraída. Os procedimentos, anunciados com pouca antecedência, são quase sempre mantidos em segredo.



Em fevereiro, a jornalista viajou para Wuhan para filmar hospitais, bairros e centros comunitários lotados. Os conteúdos eram publicados em plataformas como o WeChat, o Twitter e o YouTube junto com relatórios críticos acusando a China de não informar os moradores da cidade sobre a realidade da situação. Eles contrastavam fortemente com a cobertura da mídia estatal, que era muito mais otimista sobre a disseminação do vírus. Entre as informações divulgadas por ela estaria o fato dos habitantes de Wuhan terem recebido comida apodrecida durante o primeiro confinamento de 11 semanas imposto na cidade e serem obrigados a pagar para fazer os testes de detecção do novo coronavírus. Seu veredito surge antes de uma missão da Organização Mundial da Saúde (OMS) à China para investigar as origens do novo coronavírus. O tópico politicamente tenso, já que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, junto com outros críticos, diz que o país asiático deve assumir a responsabilidade pela pandemia que já atingiu mais de 1,7 milhão de vidas. “A sentença de Zhang Zhan terá um efeito dissuasor de silenciar outras pessoas que testemunharam o que aconteceu em Wuhan no início deste ano”, disse Leo Lan, um consultor de pesquisa e advocacia da Chinese Human Rights Defenders.



Detida em maio, Zhang Zhan está em greve de fome desde setembro, mas foi alimentada à força por meio de um tubo enquanto permanecia algemada. Apesar disso e dos apelos de seus amigos e familiares, ela afirmou ao seu advogado de defesa, Zhang Keke, que continuará se negando a comer até morrer na prisão. “Se receber uma sentença pesada, vou recusar qualquer alimento até o fim”, disse a jornalista. Os seus apoiadores estiveram do lado de fora do Tribunal de Xangai durante a sua audiência, segurando cartazes que defendiam a sua inocência e pediam a atenção da comunidade internacional. No entanto, os simpatizantes foram empurrados para longe do prédio pela polícia, sendo que nove chegaram a ser presos.

*Com informações de Jovem Pan.









Imperdível

Publicidade

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Conchal iniciou nesta quinta-feira (21) a vacinação contra a Covid-19

Vagabundo rouba cadeirante e acaba preso em flagrante pela PM em Conchal, SP

Prefeitura de Conchal se prepara para vacinação contra Covid-19 – O F5 entrevistou o diretor do departamento de saúde do município. Wagner Lozano deu mais detalhes sobre esse e outros assuntos relacionados ao setor

Professor pede ajuda após cadelinha ser jurada de morte

Quem são as pessoas que não podem tomar vacina contra covid

Criança de 10 anos engravida de gêmeos após ser estuprada pelo padrasto, diz polícia

Força Tática captura procurado por tráfico de drogas e realiza flagrante de porte Ilegal de arma de fogo durante patrulhamento em Araras, SP

Restaurante Santo Forte faz homenagem à lanchonetes que fizeram parte da história de Conchal

Governo de SP endurece quarentena, adia volta às aulas e fecha bares, restaurantes e comércio aos finais de semana

MULHER PULA DE CARRO EM MOVIMENTO APÓS NAMORADO AMEAÇAR JOGAR VEÍCULO DA SERRA

Todas as Publicações

Mostrar mais