Novidade!

Plataformas de vendas online confirmam ‘boom’ com isolamento forçado



Laís Cauner é adestradora de cães desde 2006 e ela atende pets de todos os portes e raças. Mas, por causa da pandemia, Laís precisou migrar as atividades para o ambiente virtual. “O adestramento online funciona de uma forma que eu passo todas as informações necessárias para o dono aplicar com o cachorro. Isso faz com que o dono, além de ter entendimento sobre o comportamento, ele começa a desenvolver uma linguagem corporal assertiva com o cão.” Com o empresário Marcelo Lage, que vende pão de queijo gourmet, não foi diferente.

Ele precisou adaptar o negócio para o delivery online. “Hoje são sete lojas virtuais que nós temos e outras vão ser ampliadas agora em janeiro até em cidades diferentes. E isso nos ajudou imensamente na pandemia.” Dados da consultoria Ebit-Nielsen, apontam que 7,3 milhões de brasileiros compraram pela internet pela primeira vez, entre janeiro e junho. O faturamento das lojas online cresceu 47% no primeiro semestre de 2020, a maior alta em 20 anos. A Organização das Nações Unidas (ONU) considerou a pandemia de Covid-19 como o maior desafio do mundo desde a Segunda Guerra Mundial.



Todos os segmentos da sociedade foram impactados pelas medidas de isolamento. E, da crise, surgiu o protagonismo da tecnologia — que se tornou imprescindível na vida da população. Mas, em 2020, a tecnologia não serviu apenas para auxiliar nas relações comerciais. Os eventos sociais e a reuniões familiares também mudaram de lugar. O zoom, por exemplo, aplicativo que as pessoas usam para se encontrar virtualmente, teve o aumento de 355% no faturamento no segundo trimestre de 2020.

Segundo a consultora em saúde do trabalho, Bianca Vilela, se por um lado a tecnologia ajudou muito, por outro, a saúde física e emocional da população também foi afetada. “Como que essa pessoas se tornaram tão produtivas? Fácil: trabalhando das 7h ás 00h. Os impactos mentais frente ao medo de ser demitido faz com que a pessoa trabalhe muito mais.” Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica, as vendas de notebooks subiram em 18% este ano. A venda de cadeiras de escritório aumentou 1.362% de março a junho no Mercado Livre, quando comparado com o mesmo período do ano passado.

*Com informações de Jovem Pan.









Imperdível

Publicidade

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Policia Militar e fiscais da prefeitura de Conchal fecham 4 estabelecimentos por não respeitar medidas de combate ao Covid-19

Jovem tenta se desfazer de drogas e é presa pela Policia Militar em Conchal

Menor e drogas são apreendidos pela Polícia Civil no Sol Nascente em Conchal

“As pessoas precisam entender que o momento é crítico”, diz Dr. Agnaldo Piscopo sobre atual situação da pandemia em Araras, SP

Pai e filho saem para trabalhar e são baleados na zona oeste de SP

Bombeiros buscam bebê que teria sido jogado pelo pai em rio de MG

Câmara dos Deputados pede ao STF prisão do comediante Danilo Gentili

Avião com doses da vacina da Covid-19 bate em jumento que estava em pista de aeródromo da Bahia

Doria anuncia mais restrições para São Paulo nesta quarta, mas deve manter escolas abertas

Assédio moral no trabalho, o que fazer nestas situações?

Todas as Publicações

Mostrar mais