Prefeitura apresenta os primeiros resultados da “Auditoria Interna”

Colaboração: Gean Mendesf5conchal@gmail.com

A prefeitura de Conchal apresentou no dia 09/06, o primeiro resultado da auditoria interna que está sendo realizada para apurar a dívida dos 32 milhões deixados pela administração anterior.

Foram designados como membros da “Comissão Municipal de Auditoria Interna” (decreto nº 3.979, de 05 de maio de 2017), os Srs. André Luiz de Abreu, Marcel Ribeiro Fadel e a Sra. Nathalia Franco Chiarotto, responsáveis por analisar, apreciar e expor para população, toda documentação analisada relativa aos contratos administrativos investigados.
Membros da sociedade civil organizada e representantes da imprensa foram convidados para acompanhar os resultados da primeira avaliação, com o objetivo de dar transparência a todo o processo de apuração. Estavam presentes nesta ocasião os Srs. Orlando Caleffi Junior representando a Associação Comercial de Conchal (ACICO), o Sr. Wilson Lozano representando o Lions Clube Conchal, Sr José Maria de Lima representando o portal de noticias “A cidade de Conchal” e Sr. Gean Mendes representando o F5 Conchal. Vale lembrar, que cada membro acima citado foi indicado pela diretoria de cada entidade representada e não, pela prefeitura de Conchal que, divulgou em ato oficial (Edição 143 – ano VIII – 2ª quinzena de maio de 2017 – pagina 04), o comunicado da reunião.
Na ocasião, os membros da “Comissão Municipal de Auditoria Interna” apresentaram como supostas irregularidades encontradas, quinze pagamentos realizados pela gestão anterior, para empresa D.A.Rosa – ME. A comissão justificou, que os pagamentos foram feitos sem que ninguém tivesse assinado ou atestado algum pedido e nem mesmo o recebimento do serviço prestado pela empresa. Foram pagos pela prefeitura quase R$ 56.000,00 (cinquenta e seis mil reais), entre os anos de 2014 e 2016.
Outra suposta irregularidade encontrada pela comissão, foi referente a empresa Adolfo Januário Pedroso – ME, que recebeu em 2016, R$ 7.927,00 (sete mil, novecentos e vinte e sete reais), referente a contração de serviços para publicações de editais, chamadas de audiência pública e campanhas nas edições de nº, 485, 487, 490 a 512 e 515 a 517 do jornal Polêmica e Debates. A comissão de auditoria informou que a empresa em questão, não realizou as publicações contratadas nas edições 485, 487, 516 e 517 e mesmo assim recebeu integralmente pelo contrato firmado com o município.
Tanto o caso da empresa D.A.Rosa quanto, o da empresa Adolfo Januário Pedroso – ME, foram encaminhados ao Ministério Público que está apurando as supostas irregularidades apontadas pela “Comissão Municipal de Auditoria Interna da Prefeitura de Conchal”.

 Entramos em contato com o proprietário da empresa Adolfo Januário Pedroso – ME solicitando informações sobre os fatos apurados pela prefeitura de Conchal. A empresa nos respondeu via email o seguinte.
“O Jornal Polêmica repudia a tentativa do prefeito Vando e de seus comparsas por conta das falsas e mentirosas acusações, porque a afirmação sobre a falta de publicação da Prefeitura de Conchal nas edições citadas não é verdadeira. Acompanhe: Na edição 485 de 29/05/2015, houve publicação na página 08, referente ao Cronograma Físico do Plano Diretor de Conchal no tamanho de 3 colunas (14,5 cm) por 8,4 cm de altura. Na edição 487 de 12/06/2015, também aconteceram duas publicações na página 07 referentes ao Cronograma Físico do Plano Diretor de Conchal, sendo uma no tamanho de 3 colunas (14,5 cm) por 11 cm de altura e outra no tamanho de 3 colunas (14,5 cm) por 9,5 cm de altura. Já nas edições 516 de 18/12/2015 e 517 de 23/12/2015 foram publicadas respectivamente na página 08 uma chamada em cada edição para a 63ª Corrida de São Silvestre no tamanho de 3 colunas (14,5 cm) por 11 cm de altura. As respectivas publicações denunciadas pela Prefeitura de Conchal, nas versões impressa e digital (PDF), foram encaminhadas ao ex-prefeito Wilson Lozano, um dos participantes da suposta auditoria. Também estão disponíveis no site do Jornal Polêmica para que todos tenham acesso e tirem suas dúvidas. Resumindo, não há nada que desabone e minha empresa e tudo não passa de pura fantasia da cabeça do prefeito Vando da Capelinha e seus comparsas”.
Obrigado pela atenção!

Nota F5

Se houve irregularidades ou ilegalidades conforme apontado pela “Comissão Municipal de Auditoria Interna da Prefeitura de Conchal”, cabe única e exclusivamente à justiça decidir. No entanto, podemos detectar a enorme falta de coerência promovida pelo ex-prefeito Valdeci Aparecido Lourenço ao administrar o dinheiro público. Por contratar outra empresa para divulgar editais e campanhas, sendo que a prefeitura possui o “jornal oficial do município” para esse tipo de serviço.
A administração do ex-prefeito Valdeci, investiu na empresa D.A.Rosa – ME e na empresa Adolfo Januário Pedroso – ME, em quatro anos (2013/ 2016), a importância de, R$ 313. 900,35 (Trezentos e treze mil, novecentos reais e trinta e cinco centavos) sendo, R$ 283.002,71 (Duzentos e oitenta e três mil, dois reais e setenta e um centavos) para empresa D.A.Rosa – ME e R$ 30.897,64 (Trinta mil, oitocentos e noventa e sete reais e sessenta e quatro centavos) para empresa Adolfo Januário Pedroso – ME.

Com essa quantia de dinheiro (R$ 313. 900,35 - Trezentos e treze mil, novecentos reais e trinta e cinco centavos), a prefeitura poderia ter recapeado ou tapado os buracos de várias ruas da cidade. Poderia ter adquirido quase um ano de medicamentos para a farmácia municipal. Poderia ter contratado laboratórios para realização de exames médicos, evitando deixar a fila de espera chegar há mais de quatro mil pessoas, como aconteceu. Com R$ 313. 900,35 - Trezentos e treze mil, novecentos reais e trinta e cinco centavos), o ex-prefeito Valdeci, poderia ter terminado a obra da UBS do Jardim Planalto, que a atual administração do prefeito Vando Magnusson já deu inicio e que custará R$ 282.199,99 (Duzentos e oitenta e dois mil, cento e noventa e nove reais e noventa e nove centavos), beneficiando cerca de seis mil conchalenses.



Comentários

Leia também...

Duas Moradoras de Conchal são encontradas mortas em Artur Nogueira

Inédito - Prefeitura de Conchal faz pagamento do 13° salário dos servidores antes da data convencional

Entrevista completa com os vereadores representantes de cada chapa que disputa a presidência da Câmara Municipal de Conchal

Policia Civil prende seis indivíduos suspeitos de serem os responsáveis pela onda de crimes acontecidos em Conchal nos últimos meses

Corpo é encontrado às margens do Rio Mogi Guaçu nas imediações do Bairro Arurá

Bandidos explodem Agencia Santander em Conchal nessa madrugada

Prefeitura de Conchal Emite Nota de Esclarecimento referente às obras do Lago Municipal.

Colisão entre carreta da Umaflex e um ônibus escolar deixam vitimas em Santa Bárbara (Bahia) nesta manhã de Domingo (25)

Família procura desesperadamente por jovem desaparecido desde Domingo (12/11)

Todas as Publicações

Mostrar mais