Jovem escreve carta antes de morrer
Colaboração: Gean Mendes – f5conchal@gmail.com

Conforme consta no Boletim de ocorrência lavrado no dia 06/08/2017 (Domingo).  O jovem Matheus Alexandre Alves Ferreira (MACOTA), 23 anos foi encontrado desacordado no quarto em que dormia, porém com sinais de vida. A mãe relatou aos policias, que Matheus havia deixado um bilhete escrito na geladeira,  manifestando sua vontade de morrer. Ao ler o bilhete, a mãe se dirigiu até o quarto do filho, onde o mesmo encontrava-se no sofá. O jovem teria vedado as janelas com sacolas plásticas e inserido um braseiro em uma lata. Imediatamente a mãe retirou Matheus de dentro do quarto, por haver muita fumaça no local.
O jovem chegou a ser atendido pelo SAMU e encaminhado ao pronto socorro de Conchal, porém acabou não resistindo, vindo a falecer.
Foi requisitado o exame necroscópico, porém o resultado não foi divulgado até o fechamento dessa matéria.



Sobre Matheus  

Jovem, 23 anos, estudante universitário na área da saúde, funcionários público do município de Conchal e muito querido por todos. Matheus trabalhava no PSF do Jardim Planalto como agente comunitário de saúde aproximadamente há dois anos.
A depressão pode ter motivado?
Diferente do que se acredita, a provável motivação não foi um fator isolado. O jovem conhecido pela sua inteligência e pelo futuro promissor, demonstrava dificuldades emocionais tento um perfil introspectivo e introvertido, conforme apuramos com amigos de Matheus.
A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. No sentido patológico, entre os sintomas, há presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima, que aparecem com frequência e podem combinar-se entre si. É imprescindível o acompanhamento médico tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado.
A depressão é na realidade uma ampla família de doenças, por isso denominada Síndrome. Há uma série de evidências que mostram alterações químicas no cérebro do indivíduo deprimido, principalmente com relação aos neurotransmissores (serotonina, noradrenalina e, em menor proporção, dopamina), substâncias que transmitem impulsos nervosos entre as células. Outros processos que ocorrem dentro das células nervosas também estão envolvidos.
Ao contrário do que normalmente se pensa, os fatores psicológicos e sociais, muitas vezes, são consequência e não a causa da depressão. Vale ressaltar que o estresse pode precipitar a depressão em pessoas com predisposição, que provavelmente é genética. A prevalência (número de casos numa população) da depressão é estimada em 19%, o que significa que aproximadamente uma em cada cinco pessoas no mundo apresenta o problema em algum momento da vida.
São sintomas de depressão:
Humor depressivo ou irritabilidade, ansiedade e angústia, desânimo, cansaço fácil, necessidade de maior esforço para fazer as coisas, diminuição ou incapacidade de sentir alegria e prazer em atividades anteriormente consideradas agradáveis, desinteresse falta de motivação e apatia, falta de vontade e indecisão, sentimentos de medo, insegurança, desesperança, desespero, desamparo e vazio... Pessimismo, ideias frequentes e desproporcionais de culpa, baixa autoestima, sensação de falta de sentido na vida, inutilidade, ruína, fracasso, doença ou morte.
A pessoa pode desejar morrer, planejar uma forma de morrer ou tentar suicídio.
Interpretação distorcida e negativa da realidade: tudo é visto sob a ótica depressiva, um tom "cinzento" para si, os outros e o seu mundo.
Dificuldade de concentração, raciocínio mais lento e esquecimento.
Diminuição do desempenho sexual (pode até manter atividade sexual, mas sem a conotação prazerosa habitual) e da libido.
Perda ou aumento do apetite e do peso.
Insônia (dificuldade de conciliar o sono, múltiplos despertares ou sensação de sono muito superficial), despertar matinal precoce (geralmente duas horas antes do horário habitual) ou, menos frequentemente, aumento do sono (dorme demais e mesmo assim fica com sono a maior parte do tempo).
Dores e outros sintomas físicos não justificados por problemas médicos, como dores de barriga, má digestão, azia, diarreia, constipação, flatulência, tensão na nuca e nos ombros, dor de cabeça ou no corpo, sensação de corpo pesado ou de pressão no peito, entre outros...
Tratamento de Depressão
Como se trata de uma família grande de “depressões” com múltiplas causalidades,; antes de se iniciar qualquer tratamento é necessário que seja feita uma investigação etiológica rigorosa.
Após o levantamento das causas envolvidas pode-se fazer um planejamento terapêutico adequado. Existem diversas “ ferramentas “ terapêuticas, e a medicamentosa é uma das mais importantes.
Prevenção
A prevenção da depressão pode ser feita com algumas medidas:
Exercícios físicos diários se possível, técnicas de relaxamento, rituais religiosos e religiosidade, arte-terapia, lazer, qualidade de sono, alimentação saudável e balanceada e prevenção e cuidados de outras doenças físicas, se existirem.
Não podemos precisar ao certo, mas a morte do amigo Caio Gerra, falecido uma semana antes, pode ter sido um dos fatores agravantes, porém, “NÃO DETERMINANTES”, como muitos falaram durante a semana em grupos sociais dentro do município. 
Terminamos essa matéria trazendo uma das boas lembranças deixadas pelo jovem Matheus.
Em Dezembro de 2016, a equipe do F5 Conchal teve o imenso prazer em conhecer esse jovem, que gentilmente escreveu um artigo para o Jornal, falando sobre a “Saúde Pública”. Esse artigo foi publicado no dia 03/12/2016, edição 19 do F5 Conchal. Vamos relembrar...

“SAÚDE PÚBLICA ADOENTADA”
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), saúde é uma questão de completo bem estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença. Se levarmos em conta essa definição, veremos que a nossa situação está muito mais preocupante do que imaginamos. Ler jornais, por mais otimista que sejamos, é como  ler os possíveis efeitos colaterais de uma bula, mas com a diferença de que infelizmente já temos todas os sintomas. A educação fragilizada, segurança insuficiente e somada a falha de políticas públicas não tem como ter resultado diferente que não seja uma “SAÚDE PÚBLICA ADOENTADA”. Temos em Conchal um único Hospital, o numero de reclamação quanto ao atendimento, chega ser pequeno se diluirmos ao número extremamente exagerado de atendimento. Agora a questão deve ficar mais grave pelo fato de que repentinamente "como que em rabo de foguete", perdemos a médica cubana. Diga-se de passagem, que o numero de consultas  e a qualidade do atendimento está acima da media. Resumindo a triste situação da nossa saúde publica em Conchal... Enquanto muitos já estão na tradicional espera do Papai Noel, nos apenas esperamos a chegada de MAIS MÉDICOS! Matheus Alexandre Alves Ferreira (MACOTA)
Veterinários de Conchal Sentem-se Traídos por Administração Municipal
Colaboração: Gean Mendes – f5conchal@gmail.com

A prefeitura de Conchal realizou no dia 14/07 o pregão presencial 44/17 (Tomada de Preços), para a contratação de serviço móvel de castração de animais (caninos e felinos), pelo valor de R$ 218.000,00  (duzentos e dezoito mil reias), montante este, suficiente para custear a castração de 1600 animais. Apenas uma empresa do município de Mogi Mirim participou do pregão, tornando-se ganhadora por apresentar os preços dentro do estimado e por não haver outra com quem competir.

Ainda que a prefeitura não seja obrigada a contratar a referida aquisição, conforme consta na ata de registro de preços, a situação causou desconforto e desconfiança, conforme alegou o médico veterinário Luz Antonio S. Maneira, o “Coruja”, proprietário de uma das cinco clinicas veterinária que reclamaram junto ao poder público. Coruja afirmou que não foi comunicado e que, em nenhum momento a prefeitura de Conchal fez tomada de preços com a empresa dele.

“Eu só soube que aconteceu esse pregão depois que foi publicado o nome da empresa ganhadora do certame e não me lembro de ter visto em nenhum lugar algo sobre a publicação dessa concorrência. A prefeitura não fez tomada de preços com a minha clinica e nem com as demais clinicas de Conchal”.
O F5 Conchal entrou em contato com a prefeitura, para saber por qual motivo as clinicas veterinária do município não foram consultadas?
A prefeitura justificou que em Conchal as clinicas não oferecem o serviço de “castração móvel” e por esse motivo não fez a tomada de preços com as mesmas.
O veterinário contestou o argumento;
“Nós sempre fizemos serviços de castração para a prefeitura. Não temos a “castração móvel”, mas temos nossas clinicas e veículos para buscar e levar os animais nos locais solicitados. Tivemos uma reunião na prefeitura quando fomos reclamar sobre os acontecimentos e nos deram como justificativa, que a decisão de optar pelo castromóvel foi “técnica”, então eu pergunto... O que é melhor para o seu animal, é fazer uma cirurgia dentro de uma clinica, ou dentro de um veículo? A empresa que venceu tem toda a capacidade e esta completamente apta para fazer esse trabalho, mas qual a necessidade da prefeitura contratar uma empresa com serviço “móvel”, em uma cidade do tamanho de Conchal, onde tudo é perto e de fácil acesso?”. 
 Enviamos todos os questionamentos para a prefeitura e em nota, a mesma nos respondeu que;
A Prefeitura de Conchal informa que realizou o Pregão Presencial nº 44/17 do Processo Administrativo nº 4311/17 gerando a Ata de Registro de Preços nº 47/17 para a contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de atividades veterinárias de castrações de caninos e felinos através de unidade móvel.
E que o montante de 1.600 (um mil e seiscentos) procedimentos licitados foi estimado para o período de 12 (doze) meses e levado em consideração a grande quantidade de animais que se encontram na lista de espera no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), que hoje esta em torno de 450 (quatrocentos e cinqüenta).
A proposta do CCZ seria castrar aproximadamente 150 (cento e cinqüenta) animais por mês, mas diante da situação financeira que o município se encontra foi optado o Registro de Preços para não comprometer os cofres públicos, ou seja, foi licitado a quantidade citada acima, porém o município não tem a obrigatoriedade por lei de executá-las.
Na ocasião da elaboração do certame foi pensado na contratação da castra móvel, devido à disponibilidade de locomoção do mesmo para locais com grande quantidade de animais, o que inclui a zona rural do município, como por exemplo: (Iate Clube, Pádua Sales, Tujuguaba, Piraporinha e Bairro Noventa).
Como nenhuma empresa de Conchal atenderia ao objeto licitado que é o de clinica veterinária móvel, o convite não foi feito.
Outro ponto a esclarecer é que se as mesmas tivessem o objeto licitado, poderiam participar do certame, independentemente de terem realizado ou não cotação de preços junto a esta municipalidade, bastando apenas protocolizar no dia e horário estabelecido em edital para participar do referido processo licitatório com a apresentação dos documentos exigidos pelo mesmo.
Com respeito à publicação do edital do mencionado pregão presencial, vale salientar que o mesmo foi divulgado em vários meios de comunicação, a saber:
- DOE – Diário Oficial do Estado;
- Jornal Folha de SP;
- Jornal Oficial do Município;
- Site da Prefeitura do Município de Conchal;
- Portal da Transparência da Prefeitura do Município de Conchal, e
- Mural da Prefeitura do Município de Conchal.
Conforme pode se notar o edital foi divulgado em até mais locais conforme exigido por lei, porém não podemos prever quantas empresas irão participar do certame no dia marcado, e infelizmente isso se deu neste processo licitatório, apenas uma empresa compareceu ao certame, mas não podemos dizer que foi por falta de divulgação do edital, e sim falta de interessados, vale salientar ainda que apesar disso o preço contratado está dentro da normalidade, bem como os valores contratados são compatíveis com o praticado no mercado. Informamos ainda que esta Administração está revendo para que possa fazer um novo procedimento licitatório onde neste não será exigido o castra móvel, assim não só as clinicas veterinárias desta cidade e sim das demais possam participar, desde que estas atendam a todas as exigências editalícias do serviço a ser prestado.

1ª fase do programa de recapeamentos das ruas da cidade começa esse mês
Colaboração: Gean Mendes – f5conchal@gmail.com


A prefeitura de Conchal dará inicio ainda esse mês, ao recapeamento das ruas da cidade.
A primeira via pública a ser recapeada, será a Rua dos Locatelli. Os trabalhos se estenderão por mais onze ruas da cidade, são elas: Rua dos Maróstica e Rua dos Bonini no Conjunto Habitacional Deputado Barros Munhoz (Esperança II), Rua dos Archangelo, Rua dos Sommer, Rua dos Pianca, Rua dos Dias e Rua dos Gomes no Jardim Bela Vista (Esperança III), Rua Amadeu Santiago e Rua Cândida Battel no Jardim Peris e Rua Álvaro Ribeiro na região central da cidade.
O custo da obra será de R$ 500 mil reais. O recuso foi adquirido por meio da emenda parlamentar do Deputado Federal Ricardo Tripolli do PSDB que teve apenas 137 votos em Conchal nas eleições de 2014.
Na segunda fase do programa, serão recapeadas as ruas: Av. Manoel Gonçalves Neto, Rua Albuquerque Lins, Praça dos Expedicionários, Rua Visconde de Indaiatuba e Rua 9 de Abril, todas na região central da cidade e as ruas,  Cristiano  Sommer e rua Antonio Refundini no Jardim Peres.
O início da segunda fase das obras se dará logo que o recurso já liberado de R$ 250 mil reias adquirido por meio da emenda parlamentar do deputado Cauê Macris (PSDB), der entrada nos caixas da prefeitura. 
Vale resaltar, que a promessa de recursos para recapeamento em 2017, feita pelo deputado Cauê, foi de R$ 500 mil reais, sendo assim, existe a esperança, de que a  terceira fase do programa de recapeamento seja realizado com a segunda parcela prometida pelo deputado estadual  Cauê Macris que teve 2.131 votos em Conchal nas eleições de 2014.



TROCA DE FILTRO PODERÁ MELHORAR A QUALIDADE E A QUANTIDADE DA ÁGUA DISTRIBUÍDA NAS RESIDÊNCIAS
Colaboração: Gean Mendes – f5conchal@gmail.com

A estação de tratamento de água "Francisco Fernandes", localizada no Jardim Bela, esta em obras para melhorar o serviço prestado à população conchalense, principalmente os moradores dos bairros atendidos pela ETA.
Os trabalhos de substituição do filtro da estação começou no dia 17/07. O filtro utilizado para a limpeza e tratamento da água esta sendo substituído por três equipamentos menores, porém como maior eficácia, devido às novas tecnologias.
Com isso, a prefeitura pretende melhorar a qualidade e a quantidade de água tratada. Além disso, esta sendo realizado melhorias na distribuição de água potável na Rua dos Maiochi, Rua dos Ferreira de Melo e Rua Vicente Viganó.
Os bairros abastecidos por esta ETA são: Conjunto habitacional Deputado Barros Munhoz, Jardim Bela Vista, Conjunto Habitacional Sol Nascente, Jardim Boa Vista, Jardim São Paulo e Conchal B-2 (CDHU).


Melhorias nas estradas rurais trazem mais segurança para agricultores e moradores da zona rural de Conchal

A Prefeitura de Conchal, através do Departamento Municipal de Agricultura e Abastecimento, tendo como uma de suas prioridades manter as estradas rurais em boas condições de trafegabilidade, esta realizando diversas melhorias para garantir mais segurança aos agricultores e moradores da zona rural de Conchal. Máquinas e operários trabalham em ritmo acelerado na manutenção das estradas.
Recentemente, as estradas CHL 040 – Bairro Santa Rita; CHL 250 – próxima ao Bairro Alemanha, CHL 336 – que dá acesso ao Bairro Conchal Velho, CHL 120 – Bairro Conchal Velho, CHL 461e CHL 358 – Bairro Água Branca, CHL 362 – Tujuguaba e acesso ao Bairro Córrego do Meio, CHL 366 – conhecido por Morro do Pereira até o Bairro Terra Queimada, CHL 447 – conhecida popularmente como Paulo Maeda, CHL 382 e CHL 392– Bairro Piraporinha e CHL 37 - que dá acesso ao Bairro Pederneiras, foram recuperadas.

As melhorias vão desde a limpeza de barrancos, capim, caixas secas entupidas e tubos de passagem de água até tapa-buracos, colocação de raspa de asfalto e de entulho de construção civil triturado e abertura de caixas secas.
O prefeito Vando Magnusson destacou a importância das melhorias para contribuir com a qualidade de vida dos moradores da área rural. “Queremos manter todas as estradas do município em boas condições. Sou agricultor e sei da dificuldade que é ao ter que transitar por estradas esburacadas e transportar mercadorias”.
Fonte: Imprensa Oficial
 A Polícia Civil de Conchal contribui com Campanha do Agasalho 2017

Esse ano, a campanha do agasalho contou com a importante participação da Policia Civil do município, que arrecadou diversas peças de roupas.                               A presidente do Fundo Social, a primeira-dama Jane Mary Graci Magnusson, esteve na Delegacia juntamente com o delegado Dr. Marcelo Marques de Oliveira, para receber os agasalhos arrecadados, que foram distribuídos a famílias carentes do município.
Ex-prefeito deixa Conchal sem Plano diretor
Colaboração: Gean Mendes – f5conchal@gmail.com

Como se não bastasse às inúmeras irregularidades praticadas pelo ex-prefeito de Conchal durante os quatro anos que ficou à frente da administração municipal, recentemente recebemos a informação, de que o Plano Diretor Estratégico foi revogado ao final de seu mandato (2016), o que deixou o município sem a lei exigida pelo Estudo da Cidade.
Ao tenta realizar mudanças na lei do Plano diretor, o ex-prefeito acabou revogando o plano em sua totalidade, isso, após várias tentativas frustradas de vender a água do município.
No ano passado foi aprovada a Lei Complementar n.° 428/16 que revogou a Lei Complementar n.° 157/06 que era o Plano Diretor vigente.
 No entanto, o Plano Diretor aprovado em 2016 foi revogado pela Lei Complementar n.º 435/16. Diante da revogação do PDEC o município encontra-se sem esta lei importantíssima.
O que é o Plano Diretor Participativo?

Para que possamos entender o que é plano diretor, primeiro é preciso saber que o Brasil passou por profundas transformações durante o século XX, principalmente no que diz respeito ao processo de formação e desenvolvimento de suas cidades, marcado pela intensa migração da população da zona rural para a zona urbana, principalmente para os grandes e médios centros.
Segundo dados do IBGE, em 1940 apenas 23,6% da população vivia nas cidades, no ano 2000 este percentual atingiu 81,2%!
Infelizmente, este processo não foi acompanhado pela execução de políticas públicas eficazes, em acomodar o novo contingente de pessoas que vinham morar nas cidades, o que causou grandes desequilíbrios sociais econômicos e ambientais.
Ao longo do tempo, as lutas e reivindicações de diferentes setores da sociedade resultaram na formulação de novos conceitos de desenvolvimento e da necessidade de planejar o crescimento das cidades como forma de garantir o fortalecimento econômico, a valorização das potencialidades locais, a cooperação social, a conservação dos recursos naturais e a melhoria da qualidade de vida.
Essas reivindicações resultaram na inclusão, na Constituição Federal de 1988, de um capítulo específico sobre a política urbana (artigos 182 e 183), posteriormente regulamentada pela Lei nº 10.257/01, mais conhecida como Estatuto da Cidade.
Plano Diretor

As diretrizes do Estatuto da Cidade devem ser utilizadas pelo município de acordo com as características locais. Isto é feito através do “plano diretor”, que “é o instrumento básico da política de desenvolvimento e expansão urbana” do município (Estatuto da Cidade, artigo 40).
O objetivo é garantir o desenvolvimento das funções econômicas, sociais e ambientais do município, gerando um ambiente de inclusão socioeconômica de todos os cidadãos e de respeito ao meio ambiente.
Como se pode ver, o plano diretor é a base do planejamento do município, cabendo a ele a tarefa de articular as diversas políticas públicas existentes, fazendo-as convergir para uma única direção.
A lei do plano diretor deve ser revista, pelo menos, a cada dez anos e suas diretrizes e prioridades devem ser incorporadas pelas leis orçamentárias (Plano Plurianual, Lei de Diretrizes Orçamentárias e Lei Orçamentária Anual).
O plano diretor também deve integrar as dinâmicas existentes na zona rural com as da zona urbana, uma vez que suas diretrizes devem abranger o território do município como um todo.


Para regularizar a situação, a atual administração municipal deu inicio as discussões para a aprovação a elaboração de uma nova lei (Plano Diretor). No dia 23/08/2017, às 19h30min, no Centro Cultural “Vereador Alfredo Guilherme Madeira Campos”, acontecerá a audiência pública para apresentação das propostas do novo plano.
A proposta do plano, que será bastante similar a Lei Complementar n.º 157, prevê a manutenção do sistema de água e esgoto sob domínio do Município (Assunto bastante discutido na gestão anterior), e no mais se adéqua a Lei Federal n.º 10.257/01 – Estatuto da Cidade.
A participação de toda sociedade conchalense é de suma importância.

Mais de 3000 animais foram vacinados contra a raiva em Conchal
Há cerca de um mês, desde o início da campanha de vacinação contra a raiva para cães e gatos das áreas rurais e urbanas de Conchal, a Prefeitura, através do Departamento Municipal de Saúde vacinou 2.948 animais, sendo 2.462 cachorros.
486 gatos. Isso até o dia 08/08/2017, dia do fechamento dessa matéria. A campanha de vacinação itinerante teve duração até ontem 11/08 e certamente ultrapassou a marca, dos 3000 animais vacinados.


 
Desde o dia 03/07, a equipe de Vigilância em Saúde trabalhou se deslocando, cada dia em um ponto diferente, de forma itinerante, para atender todos os bairros e imunizar os animais gratuitamente.
Ainda durante o mês de agosto, a partir da próxima segunda-feira, dia 14 de agosto, a vacinação será realizada no Setor de Bem Estar Animal - Canil as terças e quintas-feiras das 08h30 às 14 horas. Local: Rodovia SP 191 km 22.5 s/n – Bairro São João da Figueira.
VEREADOR BONINI UTILIZA SUBSIDIO PARA CUSTEAR CIRURGIA EM CIDADÃ CONCHALENSE
Colaboração: Gean Mendes – f5conchal@gmail.com

Desde o inicio do ano o vereador Bonini da farmácia têm doado o seu subsidio de vereador para o hospital Madre Vaninni, cumprindo sua promessa de campanha. No mês de Julho, o vereador não efetuou a doação para o hospital, pois utilizou o subsidio para o custeio da cirurgia de catarata da cidadã conchalense Elizabeth. A. Pedro Benedito.
Dona Elizabeth já aposentada, reportou ao F5 Conchal, que já aguardava há mais de 3 anos na fila de espera do SUS (Sistema Único de Saúde), sem perspectivas  de  resolver o problema que já havia afetado 80% de sua visão.
“Fazem mais de 3 anos que eu tento fazer essa cirurgia .Eu praticamente não saia da minha casa, por causa da dificuldade em enxergar”, disse a aposentado.

A cirurgia foi realizada na segunda semana deste mês pelo oftalmologista Dr. Orlando  Perches do Hospital São Luiz no município de Araras. As despesas da cirurgia, do pós-operatório, da  lente intraocular, e dos medicamentos foram custeados pelo vereador.
Em situações comuns, o custo desse trabalho poderia chegar a custar até 8 mil reias, dependendo dos valores cobrados pelo médico e também pela lente intraocular mas, o vereador usou de sua influência  para obter descontos mantendo a mesma qualidade do trabalho  e dessa forma conseguiu custear todos os procedimentos utilizando o subsídio de vereador que é pouco mais de 5 mil reais liquido.
Vale lembrar, que a prefeitura de Conchal realizou no mês passado, um mutirão de cirurgia de catarata para diminuir a fila espera, no entanto Bonini preferiu pagar e manter o compromisso que assumiu com a aposentada, dando a ela o tratamento particular, além de não querer tirar a oportunidade de outros que também necessitavam da mesma cirurgia e que fizeram custeado pela prefeitura de Conchal.


Dia dos Pais


Atualmente, tal como o dia das mães, o dia dos pais é uma das datas mais prestigiadas no mundo como um todo e no Brasil, em especial. Entretanto, pouco se sabe sobre a origem dessa data.
No Brasil, ela é comemorada no segundo domingo de agosto, mas já foi comemorada fixamente no dia 16 desse mesmo mês. Nos Estados Unidos e em várias outras nações, a data é comemorada no terceiro domingo de junho; em Portugal e Espanha, em 19 de março; na Rússia, no dia 23 de fevereiro. Mas qual é a razão dessas diferenças? 

Origem da comemoração nos Estados Unidos
O dia dos pais passou a ter repercussão mundial a partir do início do século XX, quando a data foi institucionalizada nos Estados Unidos da América. Os Estados Unidos comemoraram pela primeira vez o dia dos pais em 19 de junho de 1910. Tal data foi escolhida a partir da sugestão de uma moça chamada Sonora Louis Dodd, que quis homenagear seu pai, William Jackson Smart.
Smart era um veterano da Guerra Civil Americana que, após a morte da esposa, teve que criar sozinho Sonora e os outros filhos. A homenagem de Sonora começou em 1909, em sua cidade, Spokane, no estado de Washington. O dia em questão, 19 de junho, era a data de nascimento de seu pai. O gesto simples da moça acabou por mobilizar muitas pessoas da mesma cidade a fazer o mesmo tipo de homenagem. De Spokane, a prática alastrou-se para outros estados dos EUA.

Entretanto, em 1966, houve uma alteração na comemoração da data em decorrência de outros fatores. Do dia 19 de junho, a comemoração passou para o terceiro domingo de junho. Em 1972, o presidente Richard Nixon declarou o terceiro domingo de junho como o dia oficial da comemoração do dia dos pais. Essa data foi adotada como modelo por vários países ocidentais.

Origem da comemoração no Brasil
No Brasil, o dia dos pais só foi comemorado pela primeira vez em 1953, no dia 16 de agosto. Ao contrário do que ocorreu nos EUA, essa data não foi pensada como forma de homenagem local e simples, que se alastrou depois, sem planejamento. Na verdade, ela foi pensada por um publicitário chamado Sylvio Bhering, à época diretor do jornal O Globo e da rádio homônima.
O objetivo de Bhering era tanto social quanto comercial. A tentativa inicial foi associar a data ao dia de São Joaquim, pai de Maria, mãe de Jesus Cristo, que é comemorado em 16 de agosto, no calendário litúrgico da Igreja Católica, já que a população brasileira era predominantemente constituída de católicos. No entanto, nos anos seguintes, a data também foi deslocada para um domingo, o segundo domingo do mês de agosto – e assim permanece até hoje.

O caso particular de outros países
Há o caso de outros países nos quais o dia dos pais está relacionado com aspectos culturais muito específicos. É caso, por exemplo, de Portugal, Espanha, Itália, Andorra, Bolívia e Honduras, que o comemoram em 19 de março. Isso ocorre porque tais países, também de tradição católica, associam o dia dos pais ao dia de São José, esposo de Maria.
Um caso curioso é o da Rússia, que celebra o dia dos pais em 23 de fevereiro. O motivo é o fato de que esse dia também é reservado à comemoração do Dia do Defensor da Pátria Local – data celebrada desde 1919. As duas datas acabaram por se entrelaçar.
Por Me. Cláudio Fernandes – Brasil Escola



Aprendendo ICPB – 43 alunos de Conchal concluem curso

Colaboração: Gean Mendes – f5conchal@gmail.com
Quarenta e três alunos que participaram do curso de administração básica do projeto “Aprendendo ICPB” receberam os certificados de conclusão do curso no dia 08/08/2017.
Essa foi a segunda turma formada esse ano (2017) pelo projeto patrocinado pela ICPB (Igreja de Cristo pentecostal do Brasil). O curso é totalmente gratuito e já está sendo formada nova turma. A igreja fica localizada à Rua das Azaleias 1146, próximo ao Pappa Pizza. 

       


                                                          
 CRÔNICA


Sonhar é preciso, viver não é preciso
Assistindo as sessões da Câmara dos Vereadores, via internet, não consigo entender o conteúdo da oratória dos nobres Edis: uns pedem lombadas, outros corte de arvores, outros reclamam dos buracos no asfalto. E isso se repete em todas as sessões. Cá entre nós, esse conteúdo discutido exaustivamente nas sessões não necessita de representantes tão onerosos aos cofres públicos. Creio que qualquer cidadão morador dos bairros assistidos pela prefeitura poderia fazer essa leitura e encaminhar ao Departamento especifico. Perder tempo discutindo lombadas, corte de arvores, buracos no asfalto não faz jus a um legitimo representante do povo. Para se legitimar como vereador é preciso mais do que discussões superficiais; se faz necessário aprofundar-se nos temas realmente importantes no dia a dia da cidade: saúde, educação, emprego, droga, segurança, temas pouco explorado nas pautas dos nobres. Podemos vivenciar também a política tacanha dos vermelhos e amarelos. Vergonhosa a conduta de um ser que se apequena diante de fatos tão irrelevantes na condução do bem publico. Aliás, debruça-se sobre problemas que deveriam ser corrigidos desde a sua implantação, o que tornaria o nosso dia-a-dia mais confortável e dinâmico (palavra que não faz parte do dicionário
publico).  Mas esse mal vem ocorrendo há muito tempo; pelo andar da carruagem creio que desde a emancipação do município. Tendo como parâmetro a iniciativa privada, os nobres não passariam pelo crivo do mercado, pois este trabalha sobre a perspectiva da produção. Desde o inicio dessa gestão, quando da posse dos nobres, não observei em suas pautas projetos consistentes, de conteúdo coletivo, que abrangesse, de fato, a todos, indistintamente. Em inicio de gestão, os nobres poderiam fazer um levantamento socioeconômico em todos os bairros, com esses dados, priorizar os mais carentes, diagnosticados nesse levantamento e assim ir assistindo gradativamente os problemas existentes em cada bairro; deixando assim de ser um mero apaga fogo (característica de qualquer departamento publico), com soluções imediatistas e resultados pífios (vide os buracos no asfalto em todos os bairros). Parece haver uma pauta sobre o turismo na cidade. Creio ser um tema interessante, pois poderiam fazer um caminho turístico-pedagógico , um trenzinho que circulasse pela cidade mostrando como o dinheiro publico é mal gasto pelos seus representantes legais; o trenzinho circularia pelas ruas esburacadas da cidade. Pede-se aos turistas que levem um lanche. 
P.S. Conchal é abençoado com um dos lugares mais belo da região: a área ao entorno do lago. Para aqueles que têm a pauta do turismo nas mãos, use esse espaço, transforme-o... Esse espaço, além da beleza, trará muitos turistas e proporcionará empregos a nossa comunidade. Mãos a obra, nobres!
Floriano de Campos Flores



Atualização do Cadastro Único

Cerca de 11 milhões de famílias devem fazer a atualização dos dados do Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal. Com início em abril, a ação é a maior já realizada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA).
O Cadastro Único é porta de entrada para mais de 20 iniciativas do governo federal, entre elas, o Bolsa Família. A atualização ocorrerá em etapas e será executada pelos municípios.
Passarão pela Revisão Cadastral aquelas famílias que estão há mais de dois anos sem atualizar os dados. Já aquelas que apresentaram diferença entre a renda declarada ao Cadastro Único e o que consta em outras bases de dados do governo farão parte do processo de Averiguação Cadastral.
A atualização cadastral é um dos mecanismos de controle da qualidade do Cadastro Único, feita todos os anos, que reúne informações de mais de 27 milhões de famílias. “É o principal instrumento para identificação das famílias mais vulneráveis. Por isso, é fundamental manter a ferramenta com informações corretas”, ressalta o secretário Nacional de Renda de Cidadania, Tiago Falcão.
Informações
Do total de convocados, cerca de 4,2 milhões de pessoas são beneficiárias do Programa Bolsa Família, das quais 1,7 milhão passarão pela Revisão Cadastral e 2,5 milhões pelo processo de Averiguação. As famílias serão comunicadas sobre o prazo para atualizar as informações por meio de mensagem no extrato de pagamento.
Qualquer alteração, como mudança de endereço, renda, escola dos filhos ou composição familiar, deve ser comunicada à gestão municipal do Cadastro Único e do Bolsa Família. Mesmo que não tenha ocorrido nenhuma mudança, as famílias precisam atualizar ou confirmar os dados a cada dois anos para não deixar de receber o benefício.
Fonte: Portal Brasil, com informações do MDSA



CNH vencida há mais de 30 dias não será cancelada
Voltou a circular ontem em redes sociais e no WhatsApp um boato criado em agosto de 2016 e que trata de um tema caro aos brasileiros: a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
Segundo a notícia falsa, reencarnada pelo blog Central G20 e replicada em outros sites, o Senado aprovou uma lei que cancela as carteiras de motorista após 30 dias do vencimento delas e faz com que, depois desse prazo, seja necessário passar por todas as aulas e todos os testes para voltar a dirigir. A nova regra, diz o boato, passaria a valer a partir do dia 25 de outubro.
Para começo de conversa, o projeto de lei informado pela notícia falsa, de número 155/2017, sequer pretende cancelar carteiras de motorista vencidas há mais de 30 dias para “diminuir o número de carteiras de habilitação irregulares” e “aumentar a arrecadação” do DETRAN.
O Projeto de Lei do Senado (PLS) 155/2017, de autoria do senador Telmário Mota (PTB-RR), quer alterar a lei nº 10.048, aprovada em 2000, para dar prioridade de atendimento a pessoas com deficiência “em qualquer serviço prestado por repartições públicas, empresas concessionárias de serviços públicos e instituições financeiras”.
A proposta de Mota quer garantir nestes serviços, por exemplo, intérpretes de Libras no auxílio ao atendimento a deficientes auditivos, além de “outros profissionais capacitados”. O PLS 155/2017 tramita na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado e tem como relator o senador Romário (Podemos-RJ).
Além de o projeto de lei “informado” no boato não corresponder ao projeto de lei em curso no Senado, a Casa se posicionou no Twitter para desmentir a notícia falsa, ressaltando que esta não é a primeira vez em que teve que lidar com a lorota sobre o cancelamento das CNHs vencidas
Fonte: Veja.com

Situação fiscal é 'crítica' ou 'difícil' em 86% das prefeituras do país, aponta Firjan

A gestão fiscal na grande maioria dos municípios brasileiros beira à insolvência. É o que aponta um levantamento divulgado nesta quinta-feira (10) pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). De acordo com o Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), 86% das prefeituras do país têm situação fiscal considerada crítica ou difícil.
A entidade analisou as contas de 2016 de 4.544 prefeituras, o equivalente a 81,6% das cidades do país. O levantamento tem como base os dados divulgados pelos próprios municípios para a Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

De acordo com a Firjan, 2016 foi o ano com o maior percentual de prefeituras em situação difícil e com o menor número em situação excelente de toda a série histórica do IFGF, iniciada em 2006. O nível de investimento dos municípios atingiu o menor patamar em 10 anos.
O resultado do IFGF mostrou que “a crise fiscal se estende e é bastante abrangente nos municípios”, conforme afirmou o gerente de Estudos Econômicos da Firjan, Guilherme Mercês. Foram 3.905 prefeituras com avaliação negativa no índice. A Região Nordeste concentrou o maior percentual de municípios nesta situação (94,9%). Já as cidades com boa situação fiscal se concentraram nas regiões Centro-Oeste (26,1%) e Sul (24,7%).
Problema estrutural
Segundo a Firjan, o problema fiscal brasileiro é estrutural e comum aos três níveis de governo. Ele está diretamente relacionado ao elevado comprometimento dos orçamentos com gastos obrigatórios, principalmente as despesas de pessoal.
"Estamos falando de um problema estrutural que enseja, até mesmo, mudanças na nossa Constituição", avaliou o economista Guilherme Mercês.
Em um contexto econômico como o atual, em que a queda de receita é crescente e generalizada, "há pouca margem de manobra para adequar as despesas à capacidade de arrecadação, deixando as contas públicas extremamente expostas à conjuntura econômica", conforme destacou a Firjan.

Segundo a entidade, no governo municipal esse quadro é agravado pela dependência crônica por transferências de recursos dos estados e da União. Além disso, devido às restrições de acesso a crédito, as prefeituras usam cada vez mais a postergação de despesas via restos a pagar como fonte de financiamento de suas despesas.
O IFGF apontou que, em 2016, 82% dos municípios brasileiros não conseguiram gerar nem 20% de suas receitas. As regiões Nordeste e Norte foram as que apresentaram maior percentual de prefeituras nesta situação – respectivamente 93,2% e 90,7%.
A Firjan destacou que na região Sudeste, que concentra 55,2% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional, 75,3% dos municípios não conseguiram arrecadar mais de 20% da receita. Nas regiões Centro-Oeste e Sul, o percentual de municípios com o mesmo quadro de arrecadação foi de 73,1% e 76,8%, respectivamente.
Apenas 136 municípios (2,4%) do país conseguiram arrecadar com recursos próprios mais de 40% de suas receitas. A maior parte destes municípios (70) estão concentrados na Região Sudeste.
Gastos com pessoal

O IFGF apontou ainda que mais da metade das prefeituras brasileiras (55,1%) finalizou o último ano de mandato comprometendo mais de 50% de seus orçamentos com a folha de pagamento do funcionalismo público. Destas, 16,2% atingiram o limite prudencial de 57% da Receita Corrente Líquida (RCL), definido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), enquanto outros 23% delas ultrapassaram o limite legal de 60% da RCL com gastos de pessoal. Macapá foi a única capital nesta situação.
Apenas 144 municípios (3,2% do total do país) conseguiram gastar menos de 40% de seu orçamento com pessoal. São Paulo foi a única capital com este resultado. A Firjan destacou que, "apesar do cenário de alerta", 30% do total de prefeituras do país apresentou boa gestão com gastos de pessoal.
Fonte: G1







Comentários

Leia também...

Policia Civil de Conchal prende homem que vendia carne furtada do Frigorífico Morro Grande

Policia Civil de Conchal estoura mais um ponto de tráfico no conjunto habitacional Ângela Maria Vivaldini Caleffi (Predinhos do CDHU - bloco C)

Conchal inicia aulas em salas descentralizadas da ETEC “Pedro Ferreira Alves”

Estado de São Paulo corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

Dia dos Pais com o Maestro: João Carlos Martins e Orquestra estarão em Conchal, dia 12 de agosto

Idosos fogem de casa de repouso para ir a festival de heavy metal

Caminhão derruba parte de pedágio na Bandeirantes. Veja vídeo do momento do acidente.

PLANTÃO DE VENDAS NO LOCAL

PLANTÃO DE VENDAS NO LOCAL
VISITE O APARTAMENTO DECORADO