Relator mantém condenação de Lula por corrupção e lavagem de dinheiro e aumenta pena; julgamento continua.


O desembargador João Pedro Gebran Neto manteve a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção e lavagem de dinheiro. Ele rejeitou integralmente os recursos apresentados pela defesa durante o julgamento realizado no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, nesta quarta-feira (24).
O voto de Gebran, que é o relator do processo, foi concluído após três horas e meia de leitura. O texto tinha 430 páginas e não chegou a ser lido na íntegra. A sessão continua e mais dois desembargadores ainda darão os seus votos. A sessão foi interrompida e será retomada às 15h.
Gebran Neto determinou pena final de 12 anos e 1 mês de reclusão e 280 dias multa para o ex-presidente. Anterioremente, a pena foi estipulada por Sérgio Moro em 9 anos e seis meses. Ele determinou ainda que a execução da pena se dará após recursos cabíveis no próprio TRF-4.
Fonte: G1


Comentários

Leia também...

Reforma da Previdência - Professores, policiais federais e trabalhadores rurais terão idade mínima igual para homens e mulheres

Conchal - Eleitores são convocados para a Revisão do Eleitorado

Conchal - Sua conta de água veio com valores acima do normal? Saiba como proceder

Marcola, chefe de facção criminosa de SP, é transferido para penitenciária federal

Brasil - Carnaval deve movimentar R$ 6,78 bilhões e gerar 23,6 mil vagas temporárias, prevê CNC

Após velório em SP Corpo do jornalista Ricardo Boechat é levado para cerimônia de cremação

Jovem que teve testa tatuada em 2017 é detido por suspeita de furto em São Bernardo do Campo, SP

WhatsApp pedirá sua permissão antes de adiciona-lo em grupos

Horário de verão termina neste sábado (16)

Mete a colher aplicativo que utiliza a tecnologia como aliada no combate à violência contra as mulheres

Todas as Publicações

Mostrar mais