Após médicos vetarem Bolsonaro para debate, Haddad dispara: ‘Vou até a uma enfermaria, se necessário’




Nesta quarta-feira (10), Fernando Haddad, candidato à presidência da República pelo PT, reagiu à decisão do adversário Jair Bolsonaro, do PSL, de não participar do debate que será realizado na TV Bandeirantes. Quando o petista soube que o ex-militar da reserva alegou restrições médicas para não participar, o ex-prefeito de São Paulo revelou que aceitaria ir até uma enfermaria para realizar o debate.

“Eu vou até a uma enfermaria na boa, para fazer o debate”, afirmou Haddad. “Ele falou que não quer se estressar? Vou falar docemente, nem altero a voz. Faço o que ele quiser para ele dizer o que pensa”, disse o ex-prefeito, ao ser informado do cancelamento do debate enquanto concedia entrevista à imprensa estrangeira. “Os brasileiros precisam saber a verdade”, alertou.

O petista também reclamou das fake news propagadas contra sua campanha e afirmou que já obteve na Justiça o direito de retirar 33 vídeos do ar. Apesar de acreditar que o peso das fake news tende a ser menor neste turno, Haddad lembrou que é necessário o debate direto entre os postulantes à presidência.


Comentários

Leia também...

Vaga de Emprego em Conchal

Comissão da Câmara de Conchal avalia situação de vereador preso com carga roubada de cerveja

Ponto Alto Empreendimentos inicia obra asfáltica na Avenida Manoel Gonçalves Neto

Jovem de 20 anos morre eletrocutada em festival de funk no Rio

Polícia Militar prende traficantes com quase 4 kg de cocaína em Araras, SP

COMUNICADO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA PARA REVISÃO DA LEI DE PARCELAMENTO DO SOLO E URBANIZAÇÕES ESPECIAIS NO MUNICÍPIO DE CONCHAL (SP)

Bolsonaro quer postos de saúde abertos até 22h em todo Brasil

Tribunal divulga relação de cidades com problemas na gestão fiscal e orçamentária

Por que peixe não é considerado carne durante a Quaresma?

Todas as Publicações

Mostrar mais