A partir de hoje 10/11 boletos vencidos podem ser pagos em qualquer banco


Febraban afirma que novo sistema de pagamentos garantirá maior praticidade e segurança aos consumidores brasileiros

Os boletos vencidos de todos os valores podem ser pagos em qualquer banco a partir deste sábado (10).

Antes desta resolução, estes documentos deveriam ser pagos apenas na instituição em que foram emitidos.

O pagamento em todos os bancos será possível com a conclusão da implementação da NPC (Nova Plataforma de Cobrança), sistema desenvolvido pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos) em parceria com os bancos.


Na última fase do processo, passa a ser obrigatório o cadastramento de títulos referentes a faturas de cartão de crédito e doações no novo sistema.

A Febraban informa que o novo sistema garantirá praticidade e segurança, evitando riscos de fraudes em boletos.

Também haverá mudança no comprovante de pagamento, que será mais completo, apresentando todos os dados do boleto, como juros, multas e descontos, e informações do beneficiário e pagador.


O projeto da Nova Plataforma de Cobrança começou há quatro anos.

Desde 2016 ele vem incorporando na sua base de dados os boletos de pagamentos já dentro das normas exigidas pelo Banco Central, ou seja, com informações do CPF (Cadastro de Pessoa Física) ou CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) do emissor, data de vencimento e valor, além do nome e número do CPF ou CNPJ do pagador.

A Febraban diz que essas informações são importantes para checar a veracidade dos documentos na hora de se fazer o pagamento.

Caso os dados do boleto a ser pago não coincidam com aqueles registrados na base da Nova Plataforma, ele é recusado, pois o boleto pode ser falso.

Para fazer a migração do modelo antigo de processamento para o atual, os bancos optaram por incluir os boletos no novo sistema por etapas, de acordo com o valor a ser pago.

Esse processo começou em meados do ano passado para boletos acima de R$ 50 mil (os de menor volume) e termina no dia 10 de novembro, com a incorporação dos boletos de cartão de crédito e doações.



A previsão inicial era que o processo fosse concluído em 22 de setembro. Entretanto, em junho deste ano, após dificuldades de clientes para pagar boletos, a Febraban alterou o cronograma.

Última fase

Com uma participação de cerca de 40% do total de títulos emitidos no país, os boletos de cartões de crédito e doações têm uma característica em comum: o valor a ser pago pelo consumidor pode não ser exatamente o que consta em cada boleto.

No caso dos cartões, porque há opções de pagamento, como valor mínimo, duas ou três parcelas. No caso das doações, ele também pode escolher um valor diferente do que está impresso no boleto.

Segundo a Febraban, da mesma forma que nas fases anteriores, se os boletos não estiverem cadastrados na base do novo sistema, os bancos irão recusá-los.

Se isso acontecer, o pagador deve procurar o beneficiário, que é o emissor do boleto, para quitar o débito ou solicitar o cadastramento do título.


FONTE: R7


Comentários

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Vídeo - Acidente entre ônibus e caminhão deixa feridos na Rodovia Anhanguera

Policia Militar prende homem por tráfico de drogas no Bairro Sol Nascente em Conchal

'Se encontrar algum, mate e congele': o alerta nos EUA pelo aparecimento de peixe cabeça-de-cobra, que respira fora d’água

MC Gui se retrata após rir de criança em vídeo: 'Não pensei em atacar ou fazer bullying'

Motorista perde controle do carro em teste de baliza e derruba muro recém-construído, em Curitiba

A JUNTA DE SERVIÇO MILITAR DE CONCHAL CONVOCA OS JOVENS DA CLASSE DE 2001 E ANOS ANTERIORES PARA JURAMENTO À BANDEIRA

Laudos afirmam que Raíssa de 9 anos foi estuprada antes de ser morta em SP

Justiça barra estátua gigante e ordena retirada de monumentos dedicados à Padroeira em Aparecida

Mais de 5.100 pessoas vão ter que devolver dinheiro do Bolsa Família

Conchal - Sindicato Rural de Mogi Mirim convida CITRICULTORES a receberem orientações sobre o ingresso de ação judicial indenizatória contra as indústrias que assumiram formação e operação de CARTEL na comercialização/compra de laranja

Todas as Publicações

Mostrar mais