Bolsonaro sanciona lei que permite falta escolar por motivo religioso; todas as crenças serão beneficiadas



O presidente Jair Bolsonaro, do PSL, sancionou nesta sexta-feira (4) uma lei que permite que alunos de escolas públicas e particulares – com exceção dos colégios militares – possam faltar às aulas e em provas por razões religiosas.

O projeto é uma proposta de deputados petistas e foi aprovado em caráter conclusivo, ou seja, não precisou ser votado nas casas legislativas devido ao apoio integral da Comissão de Constituição e Justiça que o analisou.

A nova lei abarca todas as crenças. As escolas brasileiras têm o prazo de dois anos para se adequar à novidade a partir do momento em que a lei entra em vigor, o que acontecerá 60 dias após sua publicação no Diário Oficial da União.



Para que o estudante tenha direito a faltar sem ter a ausência contabilizada na presença mínima exigida, deverá comunicar previamente a instituição de ensino. “É assegurado, no exercício da liberdade de consciência e de crença, o direito de, mediante prévio e motivado requerimento, ausentar-se de prova ou de aula marcada para dia em que, segundo os preceitos de sua religião, seja vedado o exercício de tais atividades”, diz o texto aprovado.

As escolas podem oferecer reposição da aula perdida ou da prova, além de trabalhos escritos ou atividades de pesquisa que sigam o conteúdo programado para o período sem custos adicionais aos estudantes.

*Com informações do Estadão Conteúdo  Via Jovem Pan


Comentários

Leia também...

Em Mogi Guaçu (SP) aluno foi detido após denúncia de que faria um ataque em escola

Adolescente é apreendido com simulacro de pistola e balas dentro da sala de aula em Leme, SP

Menino de 4 anos corta os pulsos e pais acreditam que pode ser influência da Momo

Caixa deteriorada no Bairro Esperança 3 rompe e desperdiça aproximadamente 150 mil litros d’água. Veja vídeo

Conchal será uma das cidades contempladas com Esquadrilha da Fumaça

Governador João Doria entrega obras de duplicação da Rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332), em Conchal.

Professor armado com facão e 'besta' invade Secretaria de Educação do DF

Com marreta na mão, homem invade escola em Mesquita, RJ

Redução de salário dos vereadores é proposta em Araras, SP

Criança de Birigui (SP) tenta se enforcar após ver boneca "Momo" em vídeo infantil

Todas as Publicações

Mostrar mais