Carrefour terá de pagar R$ 1 milhão para cuidados a animais

Conteúdo: R7

Reprodução Record

O Ministério Público de São Paulo publicou, nesta sexta-feira (15), um termo de compromisso no qual o supermercado Carrefour e o município de Osasco assumem responsabilidades após o caso da agressão e maus-tratos de um segurança a um cachorro, em 28 de novembro passado, que causou a morte do cão.

 A rede de supermercados terá de depositar R$ 1 milhão em um fundo, que será criado e administrado pela prefeitura da cidade para cuidados e ações para os animais.

A contar da data do termo de compromisso e da criação do fundo, o Carrefour terá 15 dias para efetuar o pagamento.

Deste valor, R$ 500 mil irão para a esterelização de cães e gatos. Serão destinados R$ 350 mil a medicamentos para animais do Hospital Municipal Veterinário ou que estejam no canil municipal. Por fim, os R$ 150 mil restantes serão para a aquisição e entrega de rações para associações, ONGs e outras entidades de cuidado aos animais na cidade de Osasco.

No caso de atraso no pagamento por parte do Carrefour, a rede de supermercados será multada em R$ 1 mil por dia. Caso a prefeitura de Osasco não cumpra com o papel designado pelo Ministério Público, será investigada por ato de improbidade administrativa.

O caso

Em novembro passado, o caso da agressão por parte de um segurança ao cachorro Manchinha, um cão abandonado que frequentemente passava pela área do supermercado, ganhou repercussão nacional. Por conta do sangramento causado pela agressão, o animal faleceu.

Em depoimento posterior à polícia, o segurança admitiu a agressão. Na semana seguinte, o Ministério Público de São Paulo instaurou um inquérito civil para apurar o caso.


Nota oficial do Carrefour

O Carrefour informa que firmou acordo com o Ministério Público do Estado de São Paulo e Município de Osasco em prol da causa animal, após episódio ocorrido em sua loja de Osasco (SP), no ano passado. A partir do seu compromisso e transparência com toda a sociedade, a empresa irá reverter R$ 1 milhão a fundo ligado à causa que será criado pelo município, sendo R$ 500 mil destinados para a castração de cães e gatos, R$ 350 mil à compra de medicamentos para o Hospital Municipal Veterinário ou canil municipal e R$ 150 mil à compra de ração para associações, ONGs e demais entidades na cidade. O acordo, que será remetido ao Conselho Superior do Ministério Público para homologação, prevê que a Promotoria de Justiça de Osasco será responsável pelo acompanhamento e fiscalização quanto ao cumprimento do acordo. O Carrefour reforça ainda que já implementa extenso plano de ação em prol da causa animal, estruturado com o apoio de diversas ONGs e entidades, com ações concretas em curso na cidade de Osasco e no país. As informações estão disponíveis no canal criado exclusivamente para informar a sociedade sobre essas e outras iniciativas: carrefour.com.br/causa-animal.



Comentários

  1. E quanto a rapaz morto pelo segurança será que a família zera indenizado também

    ResponderExcluir

Postar um comentário

"Olá, agradecemos a sua mensagem. Acaso você não receba nenhuma resposta nos próximos 5 minutos, pedimos para que entre em contato conosco através do WhatsApp (19) 99153 0445." Gean Mendes...

Leia também...

Em Mogi Guaçu (SP) aluno foi detido após denúncia de que faria um ataque em escola

Menino de 4 anos corta os pulsos e pais acreditam que pode ser influência da Momo

Caixa deteriorada no Bairro Esperança 3 rompe e desperdiça aproximadamente 150 mil litros d’água. Veja vídeo

Conchal será uma das cidades contempladas com Esquadrilha da Fumaça

Governador João Doria entrega obras de duplicação da Rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332), em Conchal.

Criança de Birigui (SP) tenta se enforcar após ver boneca "Momo" em vídeo infantil

Redução de salário dos vereadores é proposta em Araras, SP

Excursão de escola pública é barrada em shopping de SP e educadora diz que houve discriminação

Policia Militar realiza reunião de segurança pública em Tujuguaba

Causas como ‘’ legalização de estupro, pedofilia e morte de mulheres são defendidas’’ por mentor do ataque na Escola Estadual Professor Raul Brasil em Suzano (SP)

Todas as Publicações

Mostrar mais