Professor armado com facão e 'besta' invade Secretaria de Educação do DF

Conteúdo: G1

Armas apreendidas com o professor na secretaria — Foto: Reprodução/Polícia Militar


Um homem armado invadiu, nesta sexta-feira (15), a sede da Secretaria de Educação do Distrito Federal, no Setor Bancário Norte. Ele levava uma faca de caça e uma besta (espécie de arco) com seis flechas – arma idêntica à que foi usada no massacre de Suzano.


O homem, que é professor, chegou a subir até o 12º andar, onde fica o gabinete do secretário Rafael Parente – que estava em uma reunião na Residência Oficial do Governo do DF. Ele foi detido antes que pudesse ferir alguém.

O invasor foi imobilizado pela Polícia Militar, que havia sido chamada pelos seguranças e levado para a delegacia. De acordo com a secretaria, ele é professor de violino erudito da Escola de Música de Brasília e tem histórico de problemas psíquicos.

O professor relatava ter adoecido por conta do trabalho. O nome dele não foi divulgado.

Segundo a pasta, ele já tinha procurado a Ouvidoria havia alguns dias, mas voltou ao local alegando que "algo precisava ser feito".


A invasão deixou os servidores em pânico. Durante os cerca de dez minutos de tensão, seguranças deram cobertura aos funcionários da secretaria.
"Todos estão bem", confirmou o secretário

O caso é investigado pela 5ª DP, que fica na região central de Brasília.



Comentários

Leia também...

Em Mogi Guaçu (SP) aluno foi detido após denúncia de que faria um ataque em escola

Menino de 4 anos corta os pulsos e pais acreditam que pode ser influência da Momo

Caixa deteriorada no Bairro Esperança 3 rompe e desperdiça aproximadamente 150 mil litros d’água. Veja vídeo

Conchal será uma das cidades contempladas com Esquadrilha da Fumaça

Governador João Doria entrega obras de duplicação da Rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332), em Conchal.

Criança de Birigui (SP) tenta se enforcar após ver boneca "Momo" em vídeo infantil

Redução de salário dos vereadores é proposta em Araras, SP

Excursão de escola pública é barrada em shopping de SP e educadora diz que houve discriminação

Policia Militar realiza reunião de segurança pública em Tujuguaba

Causas como ‘’ legalização de estupro, pedofilia e morte de mulheres são defendidas’’ por mentor do ataque na Escola Estadual Professor Raul Brasil em Suzano (SP)

Todas as Publicações

Mostrar mais