Homem mais rico da China defende jornada de trabalho de 12 horas, 6 dias na semana




Um dos homens mais ricos da China, quer que seus funcionários trabalhem 12 horas por dia e seis dias por semana. Jack Ma é criador do site Alibaba, ele diz que dinheiro não traz felicidade, e seu plano de trabalho recebeu o apelido de ‘’996’’ para disfarçar o que realmente é: exploração. As informações são do ‘’Portal R7’’.
A sigla corresponde aos horários realizados por seus empregados: das 9 da manhã às 9 da noite, 6 dias por semana. Daí o 996.

Em seu site, Jack Ma disse que considera a semana com 72 horas de trabalho uma ‘’enorme benção’’ e disse que as pessoas que pensam em trabalhar para o Alibaba precisam estará preparadas para isso.

Segundo informações, a carga que o empresário quer viola a lei chinesa, que determina que a carga horária trabalhada não exceda 40 horas semanais. Na Ásia, já são comuns mortes relacionadas às jornadas excessivas, como o caso da japonesa Miwa Sado, vítima de uma insuficiência cardíaca aos 31 anos, após trabalhar cerca de 160 horas extras em um mês.

 
Este tipo de medida vai na contramão de uma tendência crescente principalmente nos países escandinavos, de reduzir o tempo no escritório. Na Suécia, foi testada uma carga horária de 6 horas diárias sem redução de salários e os resultados apresentados foram bastante positivos, com maior produtividade, redução de faltas e melhoria na saúde dos funcionários.



Comentários

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Policia Militar apreende cocaína em comércio no centro de Conchal

Trio é preso suspeito de roubos de combustíveis em Mogi Guaçu

Safra da laranja 2019/20 do cinturão citrícola de SP e MG é estimada em 388,89 milhões de caixas

Família procura por jovem surdo e mudo desaparecido em Engenheiro Coelho, SP

Homem ataca ex-namorada dentro de Delegacia da Mulher em SP

Papa aceita renúncia do bispo de Limeira

Conchal recebe do UNIFAJ o prêmio de “Prefeito Educador 2019”

Tucano é flagrado por câmera de monitoramento na Rodovia Anhanguera, em Campinas

Aposentado cria armadilha para mosquito da dengue e vira projeto de pesquisa em universidades

Todas as Publicações

Mostrar mais