STF mandou bloquear rede social por comentário que teve 4 curtidas





Uma das publicações citadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para bloquear as redes sociais do policial civil de Goiás, Osmar Rocha Fagundes, um dos alvos da investigação que apura a disseminação de fake news contra Corte, é, de fato, um compartilhamento de texto escrito pela página “Brasil sem Comunismo”, que pede o fechamento do tribunal. O compartilhamento no perfil do policial teve apenas oito interações, senso esses curtida, compartilhamentos e nenhum comentário. As informações são do site ‘’O País’’

Em outra postagem que menciona o STF, em que o agente afirma que os ministros da Corte são bolivarianos e estão “alinhados com narcotraficantes e corruptos”. A mesma teve apenas dois compartilhamentos, seis curtidas e sete comentários.

 
Em uma das 17 publicações, o número máximo de curtidas que o policial teve foram quatro. Sete e apenas cinco compartilhamentos. 





Comentários

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Polícia indicia pai e mãe de adolescente que pediu socorro pelas redes sociais após ser estuprada

Polícia Civil de Conchal apreendeu na tarde desta terça-feira (16), traficante com 45 papelotes de cocaína, 25 pedras de crack e 31 reais em espécie

Polícia Civil investiga mais dois padres por suspeita de abuso sexual da diocese de Limeira, SP

Liberação de saque de contas do FGTS será anunciada na próxima semana, diz ministro da Casa Civil

Menino que saiu para empinar pipa foi abusado e morto em Itapevi, SP

Vereadores de Conchal aprovam relatório para a abertura de processo de cassação do vereador Rodinei Ferreira da Silva.

Líder de grupo terrorista revela plano para matar Bolsonaro

ANP libera venda direta ao consumidor de botijão de gás de 13 kg

Governo de São Paulo muda identidade visual de viaturas da PM

Funcionários da concessionária Arteris/Intervias entram em greve por tempo indeterminado

Todas as Publicações

Mostrar mais