Funcionários da concessionária Arteris/Intervias entram em greve por tempo indeterminado

A informação é do Sindecrep-SP (Sindicato dos Empregados nas Empresas Concessionárias no Ramo de Rodovias e Estradas em Geral do Estado de São Paulo).




Os empregados da concessionária Intervias, pertencente ao grupo Arteris, entraram em greve nesta quinta-feira (18/07) por tempo indeterminado. Empregados das áreas operacionais da concessionária paralisaram suas atividades e buscam, através do movimento grevista, a solução de diversos problemas que há muito tempo atingem estes trabalhadores. São eles:


– Péssimas condições de trabalho;

– Negociação Coletiva sem êxito;

– Melhoria do Convênio Médico.

De acordo com o Sindecrep-SP (Sindicato dos Empregados nas Empresas Concessionárias no Ramo de Rodovias e Estradas em Geral do Estado de São Paulo), entidade que representa os empregados da categoria, a Arteris/Intervias foi alertada e chamada para negociar soluções para estes problemas, porém não só deixou de oferecer propostas, como também tem apresentado uma postura desrespeitosa, indigna, arrogante e inflexível diante das reivindicações do Sindicato e dos empregados da empresa.

A empresa foi convocada para negociar com o Sindicato e a comissão de empregados da concessionária, depois de ser notificada da greve, como manda a Lei de Greve, porém ela não enviou nenhum representante para negociar.

Diante desta situação, não restou outra alternativa aos companheiros da Intervias, representados pelo Sindecrep-SP, a não ser decretar greve até que a concessionária retome as negociações, o diálogo, o respeito, e apresente propostas e soluções aos vários problemas enfrentados por seus empregados.

Além disso, hoje a Intervias tentou uma liminar para impedir a greve junto ao TRT de Campinas (SP), o que lhe foi negado. O Tribunal marcou para amanhã, às 15h30, uma audiência de conciliação entre as partes para buscar um acordo. Porém, a greve está confirmada para amanhã, a partir das 6h.



O Sindecrep-SP destaca que continua, desde sempre, aberto e disposto a dialogar e negociar com os patrões, mas que também não medirá esforços para conseguir o atendimento às necessidades dos companheiros da Intervias e que irá permanecer dando todo o apoio aos empregados desta concessionária, assim como ficará atento a qualquer ato praticado pela empresa contra a livre manifestação e luta dos trabalhadores grevistas, e tomará as medidas cabíveis caso não sejam respeitadas as regras previstas na Lei nº 7.783/89 (Lei de Greve).

A Intervias, pertencente ao grupo Arteris, é responsável pela operação de 380,3 quilômetros de rodovias, abrangendo 19 municípios da região Centro-Norte do Estado de São Paulo, entre eles Mogi Mirim, Limeira, Piracicaba, Araras e Rio Claro, com um movimento médio de 91 mil veículos diários.


Comentários

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Suspeito de Roubar Joalheria em Conchal é preso pela Policia Civil

Umaflex inaugura fábrica de espumas especiais em Conchal com capacidade de produção de 1500 toneladas mês

Corpo de mulher é encontrado fora da cova e seminu: “Apavorante”

Videos - Após chuvas em Conchal, infestação de pequenos sapos assusta moradores

Policia Militar prende dois por tráfico no Parque Industrial em Conchal

Adolescente de 12 anos é estuprada dentro de escola pública em SP

Mais um processo na conta do Presidente da Câmara conchalense - Ministério Público pede condenação do presidente da Câmara de Conchal (Robinho) por “gastos abusivos com combustível”

Corpo de menina torturada por pai tem 37 marcas de tiros de arma de pressão, diz Conselho Tutelar

Justiça determina bloqueio de 407 mil reais do Presidente da Câmara Municipal de Conchal Roberson Claudino Pedro (Robinho) e de Marcelo Aparecido Mandeli, ex-assessor do presidente

Todas as Publicações

Mostrar mais