Atingido por bala perdida, estudante morre a caminho da escola no Rio

 Foto: Reprodução 


Um estudante de 18 anos morreu vítima de uma bala perdida na manhã desta sexta-feira (9), na Tijuca. Gabriel Ferreira Alves aguardava o transporte para o Colégio Estadual Herbert de Souza em um ponto de ônibus na Rua Conde de Bonfim quando foi atingido. Uma troca de tiros próxima dali, no Morro do Borel, foi registrada por volta das 7h20 pelo aplicativo Onde Tem Tiroteio, que mapeia ocorrências na capital fluminense.

De acordo com nota divulgada pela Polícia Civil, o estudante foi socorrido e levado para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos. "Testemunhas estão sendo ouvidas. Equipes da [Delegacia] Especializada realizam diligências para apurar circunstâncias da morte", acrescenta o texto.

Neste momento, moradores da Tijuca e parentes do estudante protestam nas ruas do bairro. A deputada estadual Mônica Francisco (PSOL), ex-moradora do Morro do Borel, acompanha a manifestação. Ela também se pronunciou nas redes sociais. "Mais um jovem morto no Borel. Impedido de ir à escola. Foi atingido enquanto esperava o ônibus. Quantos mais?", escreveu a parlamentar. Segundo Mônica, ações policiais nas comunidades devem evitar o horário em que as pessoas saem para trabalhar e para estudar.

Mais cedo, por volta das 10h10, o aplicativo Onde Tem Tiroteio já havia registrado outra manifestação na Tijuca próximo ao local onde Gabriel foi atingido. "Relatos de quebra-quebra, corrreria, bombas. Situação tensa e complicada na ruas Conde de Bonfim e São Miguel", informava a postagem.

Policial morto

Na noite de ontem (8), o sargento Glaucio Misael da Costa, de 39 anos, tornou-se o 32º policial militar morto neste ano em ações violentas. Ele foi baleado no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

A Secretaria de Estado de Polícia Militar divulgou nota lamentando a morte do policial. De acordo com a secretaria, ele integrava uma equipe que patrulhava o bairro Parque Duque, em Duque de Caxias, quando acessaram a Rodovia Washington Luiz, quando o grupo deparou com um carro em alta velocidade. Ao iniciar o cerco e preparar a abordagem, os ocupantes do veículo atiraram nos policiais e fugiram.

Glaucio tinha 39 anos e era policial militar desde 2002. Ele deixou esposa e dois filhos. Dois policiais ficaram feridos no episódio, mas estão em estado estável e em observação no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes.





Comentários

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Recém-nascido encontrado em canavial foi morto por esfaqueamento em Ibaté, SP

Colisão de asteroide com a Terra é "100% certa", diz cientista

Avião com mais de 200 a bordo faz pouso de emergência em milharal após colidir com pássaros na Rússia

Mulher faz falsificação 'grotesca' em bilhete e tenta retirar prêmio da Mega Sena em lotérica de MT

Funcionário morre ao fazer manutenção dentro de máquina em fábrica de cervejas em Itu (SP)

Madrasta grava vídeo dando lata de cerveja para enteada e revolta moradores de Bom Jesus de Goiás; veja

Homem de muleta é atingido por roda que se solta de carro em movimento, em Goiânia; vídeo

Cantor sertanejo morre após bater motocicleta em caminhão em MT

Conchal - Projeto distribuirá plantas medicinais para pacientes da USF “Ministro José Serra”

Caminhonete com Luan Santana e equipe se envolve em acidente

Todas as Publicações

Mostrar mais