Novidade!

Não haverá horário de verão em 2019




A partir deste ano o Brasil não adotará o horário de verão. Teoricamente, o Horário de Verão 2019 começaria no dia 3 de novembro, mas, em função do presidente Jair Bolsonaro ter assinado em abril um decreto que extingue a medida, o clássico “adiante seu relógio em 1 hora” não se usará em 2019.

A decisão foi baseada em recomendação do Ministério de Minas e Energia, que apontou pouca efetividade na economia energética, e estudos da área da saúde, sobre o quanto o horário de verão afeta o relógio biológico das pessoas. De acordo com o secretário de Energia Elétrica do MME, Ricardo Cyrino, a economia de energia com o horário de verão diminuiu nos últimos anos e, neste ano, estaria perto da neutralidade. “Na ótica do setor elétrico, deixamos de ter o benefício”, disse.

O horário de verão foi criado em 1931 e aplicado no país em anos irregulares até 1968, quando foi revogado. A partir de 1985, foi novamente instituído e vinha sendo aplicado todos os anos, sem interrupção. Normalmente, o horário de verão começava entre os meses de outubro e novembro e ia até fevereiro do ano subsequente, quando os relógios deveriam ser adiantados em uma hora em parte do território nacional.

O secretário afirmou, ainda, que a medida pode ser instituída novamente no futuro. “Tivemos muitas alternâncias. Vamos continuar fazendo avaliações anuais e nada impede que, no futuro, caso venha a ser conveniente na ótica do setor elétrico, vamos sugerir novamente a introdução do horário de verão. Por hora, ele não faz mais sentido.”




Imperdível

Publicidade

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Prefeitura prepara terreno para receber construção de empresa que estima gerar 3 mil empregos diretos em Conchal

Ônibus Circular em Conchal recebe novos horários

Minas Gerais tem primeiro caso suspeito de “coronavírus” no Brasil

Fumacê de combate ao mosquito da dengue vai percorrer bairros em Conchal a partir das 19hs desta terça-feira (21)

Coronavírus pode ter sido transmitido por sopa de morcego e carne de cobra. Os animais são vendidos vivos na China e consumidos como iguaria

27/01/2020 - Departamento de Saúde disponibiliza novos dados referentes à situação da dengue em Conchal

Via Rápida Virtual tem 20 mil vagas para cursos rápidos e gratuitos

Começa a valer a partir de 31 de janeiro novo modelo de placa de veículos padrão Mercosul

Vídeo - Empresa Zanchetta Alimentos exporta as primeiras 27 toneladas de frango para a China. Em entrevista, José Carlos Zanchetta, Presidente da Zanchetta Alimentos fala sobre o novo complexo industrial do grupo, que será construído em Conchal

Polícia Rodoviária Federal prende sequestradores e recupera caminhões roubados em Americana

Todas as Publicações

Mostrar mais