Itamaraty demite diplomata filmado aos tapas com colega na Bolívia

O Palácio do Itamaraty, em Brasília



O Ministério das Relações Exteriores demitiu o conselheiro Sóstenes Arruda de Macedo, que se envolveu em uma briga e foi filmado aos tapas com o ex-cônsul-geral da Bolívia, José Augusto Silveira de Andrade Filho, em fevereiro.

A decisão foi publicada na edição de ontem do Diário Oficial da União e teve como justificativa "inassiduidade habitual", que é a ausência injustificada por período igual ou superior a 60 dias.

O diplomata, que também é padre, cumpria a função desde 1996 e nos últimos meses foi alvo de uma investigação da Controladoria Geral da União e da Advocacia Geral da União por excesso de faltas no trabalho.

No episódio da briga, no início deste ano, Macedo estapeou Andrade Filho e derrubou seu celular, antes de levar um soco no rosto, no aeroporto de Viru Viru, em Santa Crus de la Sierra, na Bolívia.

Na época, Sóstenes Arruda de Macedo disse ao Metrópoles que foi falar com o colega, que estava nervoso e pegou o celular para gravá-lo.

"Bati na mão dele para o celular cair. Quando caiu, ele me deu um soco. Quando me recompus, meu ímpeto foi de imediatamente reagir, mas me lembrei que estava no exterior, em local público, diante de câmeras", descreveu.
Segundo dados divulgados pelo governo, Sóstenes recebia até agosto remuneração de R$ 24,5 mil reais.



Clique na imagem e faça a sua inscrição!



Comentários

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Suspeito de Roubar Joalheria em Conchal é preso pela Policia Civil

Umaflex inaugura fábrica de espumas especiais em Conchal com capacidade de produção de 1500 toneladas mês

Corpo de mulher é encontrado fora da cova e seminu: “Apavorante”

Videos - Após chuvas em Conchal, infestação de pequenos sapos assusta moradores

Policia Militar prende dois por tráfico no Parque Industrial em Conchal

Adolescente de 12 anos é estuprada dentro de escola pública em SP

Mais um processo na conta do Presidente da Câmara conchalense - Ministério Público pede condenação do presidente da Câmara de Conchal (Robinho) por “gastos abusivos com combustível”

Corpo de menina torturada por pai tem 37 marcas de tiros de arma de pressão, diz Conselho Tutelar

Justiça determina bloqueio de 407 mil reais do Presidente da Câmara Municipal de Conchal Roberson Claudino Pedro (Robinho) e de Marcelo Aparecido Mandeli, ex-assessor do presidente

Todas as Publicações

Mostrar mais