Novidade!

Avião ucraniano que caiu no Irã levava passageiros de sete nacionalidades

Entre as 176 pessoas que estavam no Boeing que caiu perto do aeroporto de Teerã, 82 eram iranianos e 63 canadenses.

Investigador forense trabalha no local da queda de avião ucraniano no Irã em meio a corpos nesta quarta-feira (8) — Foto: AP Photo/Ebrahim Noroozi

Conteúdo: 'G1

O avião que caiu no Irã perto do aeroporto de Teerã, capital do país, na manhã desta quarta-feira (8), levava passageiros de sete nacionalidades. De acordo com o ministro de relações exteriores da Ucrânia, Vadym Prystaiko, os 176 mortos eram dos seguintes países:

·        Irã : 82 passageiros
·        Canadá: 63 passageiros
·        Ucrânia: 2 passageiros + 9 tripulantes
·        Afeganistão: 4 passageiros
·        Suécia: 10 passageiros
·        Reino Unido: 3 passageiros
·        Alemanha: 3 passageiros

O ministro Vadym Prystaiko expressou suas condolências e declarou, no Twitter, que as autoridades ucranianas continuam investigando a tragédia.

O voo 752 da Ukraine International Airlines partiu com quase uma hora de atraso, às 6h12, do aeroporto Imam Khomeini. Ele tinha como destino o Aeroporto Internacional Boryspil, em Kiev, na Ucrânia. A queda do Boeing 737 ocorreu em Shahedshahr, no sudoeste da capital iraniana, logo após a decolagem.

O avião caiu poucas horas após o Irã ter disparado mísseis contra duas bases aéreas que abrigam tropas dos EUA no Iraque, em resposta à morte do general Qassem Soleimani. Não há informações sobre relação entre os dois casos.

Causas da queda e caixas-pretas

A autoridade iraniana de Aviação Civil informou que as caixas-pretas do avião foram encontradas e devem ajudar a esclarecer a queda do avião. O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou que uma comissão investiga todas possibilidades.

A Organização da Aviação Civil do Irã anunciou que não entregará aos Estados Unidos nem à Boeing, empresa norte-americana fabricante da aeronave, as caixas-pretas do avião.

A embaixada da Ucrânia em Teerã chegou a divulgar uma nota dizendo que, segundo informações preliminares, a queda do avião teria sido provocada por problemas técnicos no motor e descartando qualquer relação do incidente com terrorismo ou com os disparos de foguetes. Mais tarde, uma nova nota destacou que as causas estão sendo esclarecidas.

Em seu perfil no Twitter, a Boeing escreveu que está ciente das notícias sobre o acontecido no Irã e que está coletando mais informações.







Imperdível

Publicidade

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Homem é encontrado morto por enforcamento nesta tarde de domingo (29) em Conchal

Após ler matéria veiculada pelo F5. Família identifica homem que foi encontrado morto por enforcamento neste domingo (29) em Conchal.

Conchal registra primeira morte “SUSPEITA” de coronavirus em homem de 80 anos. Outro paciente de 50 anos, também de Conchal, encontra-se internado em estado grave.

30/03/2020 Boletim Coronavirus: Instituto Adolfo Lutz emiti resultado do exame referente a menina de 13 anos e descarta a primeira Suspeita de coronavirus em Conchal

Câmara aprova projeto que prevê R$ 600 por mês para trabalhador informal

Prefeitura Municipal de Araras investiga morte de paciente suspeita de coronavirus

Governo de SP anuncia programa “Merenda em Casa” para 700 mil alunos

Rio Claro confirma primeiro caso de coronavírus. Paciente tem 50 anos, teve sintomas leves e passa bem.

Bandidos roubam fios e deixam parte do Lago Municipal de Conchal no escuro

Todas as Publicações

Mostrar mais