Novidade!

Corpo trocado: família descobre que idosa com Covid-19 está viva após abrir caixão durante velório


A família de Maria da Conceição Oliveira, de 68 anos, abriu o caixão da avó durante o velório e descobriu que o corpo que estava lá era de outra pessoa. Apesar da emissão da certidão de óbito, Maria está viva e foi encontrada, após insistência da família, em um leito do Hospital Abelardo Santos, em Belém, no Pará. Ela trata dos sintomas do novo coronavírus. As informações são do G1.

 

De acordo com os familiares, a idosa apresentou melhoras na segunda-feira e tomografias mostraram avanço na recuperação dos pulmões. Ela foi internada no último dia 30 de abril. Depois que deu entrada na unidade, a família não teve mais notícias e no dia seguinte (1º) recebeu a certidão de óbito da idosa.

 

Tallya Fernandes, parente de Maria, conta que uma funerária contratada levou o corpo para a casa da família. Um dos filhos perguntou ao funcionário do local como estava a idosa e ele teria respondido “bata vermelha, cabelos brancos”.

A descrição da vítima acionou o alerta da família já que Maria não tinha cabelos brancos e nenhuma bata vermelha havia sido enviada para ela. “Foi que o neto dela teve coragem pra abrir o caixão e foi um susto terrível, era uma senhora morena, com tubo na boca”, relatou Tallya ao G1.

 

Após perceberam que o corpo havia sido trocado, os familiares foram até o hospital. “Fizemos um escândalo na frente e entrou o neto dela. Ele teve que ver mais de 30 cadáveres, um por um, correu risco, e não encontrou a avó. Todo mundo dizendo que ela estava morta”, disse Tallya.

 

Os familiares só descobriram que Maria estava viva após receberem a ajuda de uma enfermeira. A funcionária do hospital fez uma chamada de vídeo com a idosa para comprovar que ela estava viva. Segundo a família, foi feito um boletim de ocorrência contra o hospital pelo erro.

 

Em nota enviada ao G1, a Secretaria de Saúde do Pará (Sespa) reconheceu o erro e informou que a confusão é consequência da falta de estrutura diante do aumento de doentes e de mortos.

 

Segundo a Sespa, o serviço de Verificação de Óbito (SVO) atendeu na última sexta-feira (1º) 35 casos, destes cerca de 50% foram por síndrome respiratória aguda grave (SRAG), o que é cerca de 20 vezes mais do que o normal.

 

O governo do Pará informou ainda que “com a abertura do Hospital para pronto-socorro, os procedimentos e rotinas foram totalmente alterados. Os problemas estão sendo identificados, dentro do possível, corrigidos. Estamos lutando para dar dignidade às famílias neste momento de dor”.


 

Imperdível

Publicidade

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Bandido armado assalta comércio no Jardim Santo Antônio em Conchal. O crime aconteceu nesta sexta-feira (18). Câmeras de segurança flagraram toda a ação do criminoso. Assista vídeo...

Prefeitura de Conchal faz aquisição histórica de tomógrafo – A cidade entra para lista dos pouquíssimos municípios do Estado de SP, com menos de 30 mil habitantes, a possuir o próprio equipamento na rede pública

Indivíduo que traficava há 2 semanas é preso no Parque Industrial em Conchal

Partidários escolhem Eliane Moretti para vice do pré-candidato a prefeito Capitão Pedro Maiochi (Podemos)

Idosa flagrada dirigindo cadeira de carrinho elétrico em rodovia só queria dar um abraço na filha em Limeira, SP

Força Tática retira drogas de circulação com prisão de traficante denunciado pela população em Leme, SP

Auxílio de R$ 300: nem todos vão receber as quatro parcelas; entenda

SP pode registrar ‘chuva preta’ com chegada de fumaça do Pantanal nesta semana

Cerca de 15 carros aparecem em pedreira desativada após diminuição do nível de água

Detran.SP oferece documento de licenciamento do veículo 100% digital

Todas as Publicações

Mostrar mais