Novidade!

Tremor de terra é registrado em Vitória



Um pequeno tremor de terra foi registrado na tarde desta quinta-feira (2) em Vitória. O sismo foi confirmado pelo Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP).

Vários moradores da Grande Vitória relataram a sensação de tremor nas redes sociais durante a tarde, mas a causa ainda não havia sido confirmada.



De acordo com o Centro de Sismologia, o tremor teve magnitude 1,9, aconteceu às 13h24 e foi registrado em ao menos cinco estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR).

Segundo o Centro, pequenos abalos são comuns no Brasil, entretanto nem sempre são percebidos pela população.



"Como o epicentro deste sismo está no meio da cidade de Vitória, acaba sendo mais perceptível. Normalmente esses tremores são causados por pressões geológicas naturais presentes na crosta terrestre", divulgou o Centro.

Segundo a professora de Geologia Luiza Bricalli, da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), tremores acontecem no estado já há algum tempo.



“Nós tivemos um mais característico em 1955, que o tremor foi de 6,1 na Escala Richter e foi sentido bastante em Vitória, apesar do epicentro não ter sido na capital. Ele foi muito marcante e foi o segundo maior terremoto do Brasil. Esse que tivemos ontem foi de 1,9 de magnitude, que é uma magnitude mais baixa. Ele foi detectado por estações sismográficas fora do estado, duas do Rio de Janeiro e uma de Minas Gerais, e as pessoas sentiram esse tremor aqui", disse.

A professora também explicou como o sismo é formado.



"O terremoto acontece porque a rocha recebe uma tensão e a falha geológica se movimenta e é por isso que a gente sente esse tremor. Apesar de a gente estar sobre uma placa tectônica, em, uma região que a gente chama de intraplaca, essa placa sul americana que o Brasil está, ela sofre uma tensão da placa africana e a placa de Nazca. Além disso, nós temos falhas que vem do oceano pela Cordilheira Mesoatlância que se prolonga pelo Oceano Atlântico e pode ser um dos indícios que fazem com que ocorra terremotos no Brasil", contou



Relatos

Na região do Bairro da Penha, em Vitória, o morador Alex Leandro sentiu o tremor. Segundo ele, amigos que estavam em outros pontos da capital também estranharam a sensação.

“Por volta das 14h, ouvi um estrondo seguido de um pequeno tremor de terra na região do Bairro da Penha. Em seguida, chegaram relatos de alguns amigos em grupos do WhatsApp que também ouviram o estrondo e sentiram a vibração no bairro Cruzamento, Bonfim, Santa Lúcia, Praça de Eucalipto, e estacionamento do Hemoes”, disse.



Everton dos Santos contou que ouviu um barulho parecido com uma trovoada, mas que o tempo estava aberto.

“Moradores da Grande Maruípe falam em um estrondo e janelas balançando. Eu escutei o barulho, parecido com uma trovoada, ao longe, às 13h25. Não tinha condições para trovoada”, disse.

*Com informações de G1.



Imperdível

Publicidade

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Conchal iniciou nesta quinta-feira (21) a vacinação contra a Covid-19

Vagabundo rouba cadeirante e acaba preso em flagrante pela PM em Conchal, SP

Prefeitura de Conchal se prepara para vacinação contra Covid-19 – O F5 entrevistou o diretor do departamento de saúde do município. Wagner Lozano deu mais detalhes sobre esse e outros assuntos relacionados ao setor

Professor pede ajuda após cadelinha ser jurada de morte

Quem são as pessoas que não podem tomar vacina contra covid

Força Tática captura procurado por tráfico de drogas e realiza flagrante de porte Ilegal de arma de fogo durante patrulhamento em Araras, SP

Criança de 10 anos engravida de gêmeos após ser estuprada pelo padrasto, diz polícia

Restaurante Santo Forte faz homenagem à lanchonetes que fizeram parte da história de Conchal

Prefeitura de Conchal inicia obras de manutenção no prédio do Cemec

Governo de SP endurece quarentena, adia volta às aulas e fecha bares, restaurantes e comércio aos finais de semana

Todas as Publicações

Mostrar mais