Novidade!

Retorno às aulas presenciais na cidade de SP só deve ser definido após 10 de novembro, diz secretário de saúde




O retorno às aulas presenciais na cidade de São Paulo só deve ser definido após o dia 10 de novembro. Segundo o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, a gestão municipal aguarda os resultados da testagem de professores, servidores e alunos das escolas municipais para tomar a decisão.

"A gente acredita que em até 40 dias concluiremos todo o censo. Fazer essa testagem em massa vai permitir o retorno seguro às aulas presenciais", disse Aparecido em entrevista à GloboNews na manhã desta terça-feira (29).



"Não podemos fazer qualquer decisão dessa natureza [retomar as aulas presenciais] até no mínimo o início de novembro. [A espera] permite que a gente confirme os números do inquérito sorológico", continuou.

O secretário municipal da saúde argumentou que 18,4% das crianças da rede municipal confirmaram a doença, sendo 70% delas assintomáticas, enquanto a prevalência entre professores foi de apenas 7,2%.



"Juntar esses dois grupos - um que teve grande contato com a doença e que é assintomático, com professores, entre os quais a doença têm prevalência muito baixa, seria um risco muito grande de avançar com o número de casos, sem esse rigor e sem estratégia. Por isso a importância desse censo sorológico, mesmo que leve até o dia 10 de novembro para ser concluído", completou Edson Aparecido.

O prefeito Bruno Covas (PSDB) liberou a reabertura das escolas para atividades de reforço a partir do dia 7 de outubro. Quanto ao ensino superior, a prefeitura permitiu que as aulas sejam retomadas na mesma data. A decisão vale para o ensino público e privado na cidade.



Como será o teste

O mapeamento do coronavírus nas escolas municipais de São Paulo, por meio de testes em massa realizados em um total de 770 mil professores, alunos e demais servidores das unidades, deve começar na quinta-feira (1) e vai definir o retorno às aulas presenciais na cidade.

A secretaria municipal da saúde vai enviar comunicados aos pais dos alunos e aos professores, que deverão comparecer às escolas, e as UBSs de cada região oferecerão apoio ao serviço, colhendo os materiais.



A primeira etapa do censo sorológico vai acontecer entre o dia 1 e o dia 15 de outubro, quando serão testados 93 mil professores com menos de 60 anos, 45 mil alunos do nono ano e 41 mil alunos do terceiro ano do Ensino Fundamental, além de 2.400 estudantes do Ensino Médio.

"O inquérito vai colher informações importantes: com quem essas crianças e professores vivem, em que condições sócio-econômicas, quais deles tiveram a contaminação confirmada, quem foi assintomático. A sensibilidade do soro é altíssima, 98,9%, então a possibilidade de dar errado é muito pequena. Não é como o teste rápido, e vai dar segurança sobre quem já teve contato com o vírus e está imune", explicou o secretário municipal de saúde, Edson Aparecido.

*Com informações de G1.





Imperdível

Publicidade

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Polícia Civil prende dois indivíduos após furto a academia em Conchal

Polícia Militar captura procurado em Conchal

Entregador morre após bater em carro e ser lançado para cima de outro veículo em Franca; vídeo

Candidato a vereador é suspeito de matar a mulher no Sul de Minas

Mulher baleada em tentativa de latrocínio é socorrida pela PM em Araras, SP

Suspeito de colocar fogo em companheira grávida diz à polícia que jogou líquido inflamável durante ato sexual

Criador do bordão 'bigodin finin, cabelin na régua', menino Kallebe morre afogado em rio no Norte do RJ

Roger Abdelmassih é atacado por preso em hospital penitenciário na Zona Norte de SP

Conchal Eleições 2020 no F5 – Veja a lista de candidatos a vereador(a) que se inscreveram para participar das entrevistas

Adolescente convida grupo de sem-teto para sua festa de 15 anos. Eles comeram, dançaram e se divertiram juntos

Todas as Publicações

Mostrar mais