Pular para o conteúdo principal

90 dias Grátis

Desemprego diante da pandemia bate recorde e atinge mais de 14 milhões de brasileiros, diz IBGE



O desemprego diante da pandemia causada pelo novo coronavírus bateu recorde na penúltima semana de setembro, atingindo mais de 14 milhões de brasileiros. É o que apontam os dados divulgados nesta sexta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o levantamento, entre maio e setembro, mais de 4,1 milhões de brasileiros entraram para a fila do desemprego, o que corresponde a uma alta de 43% do número de desempregados no país em cinco meses.




Com isso, a taxa de desemprego passou de 10,5% para 14,4%, a maior de todo o período pesquisado.

A pesquisa mostrou também que:

Entre as regiões, o Nordeste apresentou a maior alta no número de desempregados, de 69%.

O Sudeste, região mais populosa, concentra cerca de 45% dos desempregados no país.



A população ocupada ficou estável na maior parte do período pesquisado.

O nível de ocupação também ficou estável ao longo da pandemia.

A flexibilização do isolamento social foi responsável por pressionar o mercado de trabalho.

A informalidade teve queda no país, indicando estagnação do mercado de trabalho.

O número de trabalhadores afastados por causa do isolamento social caiu em 83,9% em 5 meses.



O levantamento foi feito entre os dias 20 e 26 de setembro por meio da Pnad Covid19, versão da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua realizada com apoio do Ministério da Saúde para identificar os impactos da pandemia no mercado de trabalho e para quantificar as pessoas com sintomas associados à síndrome gripal no Brasil. Esta foi a última edição da pesquisa semanal.

Apesar de também avaliar o mercado de trabalho, a Pnad Covid19 não é comparável aos dados da Pnad Contínua, que é usada como indicador oficial do desemprego no país, devido às características metodológicas, que são distintas.



Os dados da Pnad Contínua mais atuais são referentes a julho, quando o país atingiu taxa de desemprego recorde, de 13,8%, com mais de 13,1 milhões de brasileiros em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho.

Nordeste teve maior alta no desemprego entre as regiões
A maior parte dos 14 milhões de desempregados na penúltima semana de setembro estava concentrada na Região Sudeste (6,3 milhões), que é a mais populosa do país.



No entanto, foi na Região Nordeste que se observou a maior alta no número de desempregados ao longo dos cinco meses de pandemia – passou de 2,3 milhões na primeira semana de maio para 3,9 milhões na penúltima de setembro, o que corresponde a uma alta de 69% no período.

A segunda maior alta foi observada na Região Norte, onde o número de desempregados passou de 890 mil para 1,3 milhão – um aumento de 46,9%.



O Sudeste, por sua vez, registrou alta de 39,2% no número de desempregados, passando de 4,3 milhões para 6,3 milhões.

No Centro-Oeste, região com o menor número de desempregados, o número de pessoas buscando emprego aumentou de 819 mil para 1 milhão, o que corresponde a um aumento de 25%.



Já a Região Sul viu o contingente de desempregados passar de 1,3 milhão para 1,5 milhão, uma alta de 16,5%.

Flexibilização do isolamento pressiona o desemprego

Na comparação com a terceira semana de setembro, aumentou em cerca de 700 mil o número de desempregados, fazendo a taxa de desemprego passar de 13,7% para 14,4% em uma semana. Essa alta, no entanto, é considerada como uma estabilidade estatística pelo IBGE.



A gerente da pesquisa, Maria Lúcia Vieira, avaliou que o avanço da flexibilização do isolamento social por todo o Brasil tem relação direta com o aumento do desemprego ao longo de todo o período do levantamento.

“Embora as informações sobre a desocupação tenham ficado estáveis na comparação semanal, elas sugerem que mais pessoas estejam pressionando o mercado em busca de trabalho, em meio à flexibilização das medidas de distanciamento social e à retomada das atividades econômicas”, apontou.



A pesquisadora ressaltou que a população ocupada no mercado de trabalho se manteve estável durante a maior parte do levantamento, o que sugere que o desemprego foi pressionado por um maior número de pessoas buscando emprego, ou seja, não houve corte expressivo de postos de trabalho no país.

“Vínhamos observando, nas últimas quatro semanas, variações positivas, embora não significativas da população ocupada. Na quarta semana de setembro a variação foi negativa, mas sem qualquer efeito na taxa de desocupação”, destacou Maria Lúcia.



Na penúltima semana de setembro, a população ocupada foi estimada em cerca de 83 milhões de pessoas. Na primeira semana de maio, esse contingente era de cerca de 83,9 milhões. O menor contingente de ocupados havia sido registrado na primeira semana de julho, com 81,1 milhões de trabalhadores ativos no mercado.

O nível de ocupação ficou em 48,7% na última semana do levantamento, estável na comparação com o registrado na primeira semana de maio, que foi de 49,4%.



Também se manteve estável o número de pessoas que não estava trabalhando nem procurava por trabalho no país - eram cerca de 73,4 milhões de pessoas na penúltima semana de setembro contra 76,2 milhões na primeira de maio.

O IBGE destacou, no entanto, que caiu de 27,1 milhões na primeira semana do levantamento para 25,6 milhões o número de pessoas fora da força de trabalho que disseram que gostariam de trabalhar, embora não procurassem por uma ocupação.



Informalidade tem queda

O levantamento mostrou que o número de trabalhadores informais teve queda de, aproximadamente, 1,6 milhão entre o começo e o fim da pesquisa. Na primeira semana de maio, o país tinha cerca de 30 milhões de pessoas trabalhando na informalidade, número que caiu para 28,4 milhões na penúltima semana de setembro.

Com isso, a taxa de de informalidade no país caiu de 35,7% para 34,2% no período.



O IBGE considera como trabalhadores informais aqueles profissionais sem carteira assinada (empregados do setor privado e trabalhadores domésticos), sem CNPJ (empregadores e por conta própria) e sem remuneração.

O órgão enfatiza que a informalidade é a via de mais fácil acesso ao mercado de trabalho e que, por isso, tende a ser o primeiro meio de ocupação a reagir diante de uma crise financeira como a estabelecida pela pandemia do coronavírus. Ou seja, a evolução da informalidade ao longo da pandemia indica que há certa estagnação do mercado de trabalho no país.



Afastamentos do trabalho tiveram queda de 83,4%
Desde o início do levantamento, o número de trabalhadores afastados do trabalho em função do distanciamento social teve queda semanalmente.

Na primeira semana de maio, eram 16,6 milhões de pessoas nessa condição, número que chegou a 2,7 milhões na penúltima semana de setembro, uma queda de 83,4% no período.



Essa queda, segundo o IBGE, está diretamente relacionada com o avanço gradual da flexibilização das medidas de distanciamento social para conter a disseminação do novo coronavírus.

O IBGE destacou que, somente entre a terceira e quarta semana de setembro, caiu em cerca de 2,2 milhões o número de pessoas que dizia manter isolamento social rigoroso. No mesmo período, aumentou em cerca de 937 mil o número pessoas que disse não ter tomado nenhuma medida de restrição para evitar o contágio pelo novo coronavírus.



A maior parte da população afirmou, na penúltima semana de setembro, ter reduzido o contato com outras pessoas, mas continuou saindo de casa ou recebendo visitas.

*Com informações de G1.






Leia também

Vídeo - Acidente envolvendo duas motos acontece nesta segunda-feira (7) em Conchal

Um acidente entre duas motocicletas aconteceu nesta manhã de segunda-feira (7), na esquina da Rua Conde de Parnaíba e Rua das Palmas, área central de Conchal. As duas pessoas, uma mulher de 40 anos, que conduzia uma das motocicletas e, um homem com 29 anos, que condizia a outra moto envolvida no acidente, foram socorridos pelo SAMU, com múltiplas escoriações, sem sinal de fraturas e com sinais vitais estáveis. Em seguida foram encaminhados ao Pronto Socorro local.  Um vídeo gravado por câmeras de segurança foi publicado nas redes sociais por moradores próximos ao local. Assista abaixo: 

Vídeo - Assalto com refém nesta quinta (10) termina com 1 criminoso morto e 3 presos em Araras

  Reportagem: Beto Ribeiro Na manhã desta quinta-feira (10), quatro criminosos de São Paulo (SP), ocupando um veículo Toyota/Fielder, produto de roubo invadiram uma residência na Vila Bressan, região central de Araras (SP), e fizeram uma família refém. Assista ao vídeo abaixo. A Polícia Militar foi comunicada sobre o assalto, equipes que estavam de serviço e em treinamento foram rapidamente ao local, e durante a ação de combate ao crime, um dos assaltantes que estava no telhado, acabou sendo alvejado e morto, um foi preso e os outros dois que ficaram no interior do imóvel, se renderam após cerca de duas horas de negociações. Três vítimas foram libertadas e socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192), depois de receberem atendimento no local pelo Dr. Agnaldo Píscopo. Equipes do 10º Baep – ​Batalhão de Ações Especiais de Polícia, halicóptero Águia da Polícia Militar, Guarda Civil Municipal e Corpo de Bombeiros, também estiveram no apoio da ocorrência.

Hospital de Conchal emite alerta de superlotação na área Covid – “Se continuar nessa proporção, nós teremos que começar a colocar camas nos corredores”, disse diretora do Madre Vannini

Neste domingo (6), a diretora do hospital Madre Vannini, Suelleni Santos, emitiu um alerta através de áudio enviado às autoridades da cidade, informando sobre a superlotação no hospital, na área reservada a tratamento de pacientes com Convid-19. “Nós chegamos até aqui e a nossa capacidade de ocupação de leitos chegou a 100%. Abrimos quatro novos leitos e todos já estão ocupados. Se continuar nessa proporção, nós teremos que começar a colocar camas nos corredores, pois o local destinado aos pacientes com Covid, não comportam mais ninguém” , explicou Suelleni.   No áudio a diretora explicou estar se referindo apenas a área reservada para o tratamento dos pacientes com Covid, não podendo misturar essas pessoas com os demais pacientes que buscam por atendimento devido outras patologias.   “Não temos como misturar fluxo, ou seja, colocar os pacientes com Covid em outros leitos destinados aos pacientes clínicos, pois pode acontecer a contaminação daqueles que vem no hospital por

Covid-19 - Veja como fica o calendário após Governo de SP antecipar datas de vacinação para toda população adulta

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (9) que vai antecipar a vacinação contra Covid-19 do público geral, por faixa etária, e também de diversos grupos prioritários, como trabalhadores da educação e pessoas com deficiência permanente. Em média, cada faixa etária teve sua projeção de vacinação antecipada em cerca de 15 dias, em comparação com o calendário divulgado anteriormente. A partir desta quarta-feira (9) podem se vacinar os profissionais da educação básica com 45 e 46 anos de idade. Já aqueles com idade entre 18 e 44 anos poderão receber o imunizante a partir da próxima sexta-feira (11). Já as grávidas e as puérperas (mulheres que deram a luz há menos de 45 dias) devem receber a vacina a partir desta quinta (10), independente de sua condição de saúde. Antes, a vacinação deste grupo era restrita a mulheres com comorbidades. Também nesta quinta-feira (10) poderão se vacinar as pessoas com deficiência permanente, mas que não recebem o Benefício de Prestação Continua

48 novos casos de Covid-19 são confirmados nesta segunda-feira (7) em Conchal – Ao todo são 158 casos, com 20 hospitalizados, sendo 8 em UTI

Nesta segunda-feira (7), o município de Conchal registou 48 novos casos de Covid-19. A atualização foi publicada no boletim epidemiológico, fornecido pelo Departamento de Saúde do município (veja abaixo). Ao todo o município está com 158 pacientes diagnosticado com a doença, sendo que 20 desses pacientes estão hospitalizados, 8 em UTIs. Nesta tarde, o F5 publicou a matéria em que a diretora do Hospital Madre Vannini, Suelleni Santos, emitiu um alerta quanto a superlotação da área Covid no hospital ( Clique aqui para ler ) . A Unidade Sentinela atendeu 117 pessoas com síndrome gripal nesta segunda. Na semana passada foram 430 atendimentos em apenas 4 dias, segunda, terça, quarta e sexta-feira.      

OS MELHORES FILMES - BAIXE O APP AGORA!

Tudo o que você precisa, em um só lugar

Tudo o que você precisa, em um só lugar
Acesse Amazon

Quer receber notícias gratuitamente via WhatsApp?

Quer receber notícias gratuitamente via WhatsApp?
Clique na imagem e nos envie o seu nome e idade

VEJA TAMBÉM

Jovem comete suicídio em Conchal neste domingo (29), um dia após comemorar aniversário

O jovem de aproximadamente 21 anos, morador da cidade de São Paulo, segundo registrado, foi encontrado por uma cidadã conchalense, em uma construção, por volta das 19:10hs, deste domingo (29).   Segundo informações obtidas no local dos fatos pela nossa reportagem e, confirmadas em registro de boletim de ocorrência. Uma cidadã conchalense (Aline), esteve nesta construção, localizada à rua Benedito Novo, no bairro Novo Horizonte, em Conchal, para conhecer o local, onde segundo informações pretendia alugar ou comprar antes mesmo do término da obra.   Chegando ao imóvel em construção, ao entrar em um dos cômodos, a testemunha se deparou com um corpo suspenso, pendurado, enforcado, com uma mangueira em torno do pescoço.   A testemunha acionou a Policia Militar que passava pelo local naquele momento. O SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), a Polícia Cientifica, representada pela perita Mariana, fotógrafo Marco e, a Policia Civil, representada pelo GCM Ivam, que auxilia

Linha com cerol provoca acidente fatal na tarde desta sexta-feira (28) em Conchal

Por volta das 15h40min, desta sexta-feira (28), um homem de 42 anos de idade, morador de Conchal, foi atingido fatalmente por uma linha com cerol, quando passava com sua moto pela Rua dos Battel, próximo a escola Bela Vista, no bairro Esperança 3, em Conchal, SP. Moto da vitima  Segundo testemunhas a vítima ainda conseguiu andar alguns metros, até a esquina com a rua dos Maiochi, lugar onde acabou perdendo os sentidos. O SAMU foi acionado, porém quando chegou ao local foi constatada morte eminente, devido extensa laceração na região do pescoço. A ocorrência ainda está em andamento. A Polícia Militar está no local. O responsável pela linha com cerol que tirou a vida do trabalhador, ainda não foi identificado. Vale lembrar, que a venda e/ou utilização de linha com cerol ou linha chilena, com também é chamada, é crime.     

Homem de 23 anos é assassinado nesta quarta-feira (23) com 3 tiros e 6 facadas em Conchal

O crime aconteceu por volta das 20h25min desta quarta-feira (23), à rua Cândida  Battel, no bairro Jardim Peres, em Conchal.   A Guarda Municipal atendeu a ocorrência com o apoio da Policia Militar.   Segundo informações fornecidas por moradores próximo ao local, a vítima Michael Willian Mendes da Silva, 23 anos, foi abordado por pelo menos dois indivíduos encapuzados.   Michael tentou fugir, mas foi golpeado com pelo menos 6 facadas e três tiros, segundo constatado pela Policia Cientifica que esteve no local dos fatos. A polícia investiga o caso.              

Polícia Militar liberta homem que seria julgado por ‘tribunal do crime’ e prende 11 pessoas em Conchal

Por: Beto Ribeiro Repórter   Na noite de domingo (20), os policiais militares cabo Barros e soldado Consoni, estavam em patrulhamento de Força Tática pelo município de Araras (SP), quando receberam informações via COPOM, que pela cidade de Conchal (SP), estava ocorrendo um suposto "tribunal do crime", em andamento em um bar, pelo bairro Jardim Esperança III. De imediato, foi realizada uma diligência até o local, com o apoio de outras viaturas.   A informação dava conta de que um rapaz havia sido sequestrado e que estava sendo agredido, e provavelmente seria morto, ainda conforme as informações os envolvidos aumentaram o som do estabelecimento, para que os gritos não fossem ouvidos. O local indicado é o conhecido Bar HM, de propriedade de um indivíduo já conhecido nos meios policiais e o estabelecimento é afamado ponto de tráfico.   Defronte ao bar, havia um porco no rolete sendo feito, sendo que ali estavam três indivíduos, os quais, ao perceberem a chegada das vi