Novidade!

Bailarina de 19 anos desafia ousadamente os padrões de “Corpo de Dançarina” e é uma coisa linda



O modelo padrão de um corpo de bailarina, é bem diferente do de Lizzy Howell. Mas isso nunca a impediu de sonhar alto e conquistar o seu espaço no balé! Hoje, de uma maneira ousada e linda, essa adolescente vem quebrando todos os padrões e mostrando que o corpo gordo, também pode ter leveza!

Ela dança desde os 5 anos

Lizzy começou a dançar quando tinha apenas 5 anos. Hoje, aos 19, essa jovem de Delaware, nos Estados Unidos, já participou de campeonatos de categoria mundial, como o Eurovision 2019.



Mas foi através do documentário “Unstoppable” (“Imparável” em português), que Lizzy ganhou fama.

Jordan Matter é o fotógrafo responsável pelo filme e registrou movimentos de Lizzy, que impressionaram diversas pessoas nas redes sociais.



O documentário também mostra um pouco da história dessa jovem, que já batalhou muito na vida. Lizzy perdeu a mãe em um acidente de carro quando era mais nova. Ela também conta a má experiência que teve com comentários de ódio e bullying de pessoas dentro e fora do balé, com base em sua aparência.

Desde quando perdeu a mãe, Lizzy foi morar com a tia, que é a sua maior incentivadora. E foi por causa dela que a jovem não desistiu do balé.



Ela enfrenta a crítica com um sorriso

Lizzy conta que desde os 6 anos sofre intimidações dentro da comunidade de dança. Ela já se acostumou com isso e diz que enfrenta as críticas com um sorriso.

“A maioria dos dançarinos são magros e eu não. Eu acho que muitas pessoas podem se relacionar comigo dessa forma. Eles me veem como uma inspiração porque me disseram para parar de dançar várias vezes e não o fiz. A dança é o que eu amo e é tudo para mim. Então, eu acho que isso me faz continuar”, diz a adolescente.



Lizzy sempre tem algo a dizer para qualquer um que deixe comentários odiosos nas redes sociais.

“O que quer que você diga nas redes sociais, será visto por alguém e pode ferir seus sentimentos. Você sabe, você não pode simplesmente dizer algo que você acha engraçado, mas pode afetar os sentimentos de outra pessoa. Sou uma pessoa muito sensível, então levo tudo a sério. Há um monte de pessoas que são como eu que pensam da mesma maneira.”



Dança é terapia para Lizzy

Lizzy diz que sente paz e alegria quando está fazendo o que ama. Essa jovem incrível, criou uma mente brilhante e treinou o seu corpo para ser excepcional na dança. E ela vem conseguindo isso da forma mais linda.

Hoje Lizzy acumula mas de 200 mil seguidores, apenas no Instagram e, praticamente todos os dias, ela compartilha vídeos dançando. Isso é incentivador!

*Com informações de Razões para acreditar.









Imperdível

Publicidade

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Jovem tenta se desfazer de drogas e é presa pela Policia Militar em Conchal

Policia Militar e fiscais da prefeitura de Conchal fecham 4 estabelecimentos por não respeitar medidas de combate ao Covid-19

Menor e drogas são apreendidos pela Polícia Civil no Sol Nascente em Conchal

“As pessoas precisam entender que o momento é crítico”, diz Dr. Agnaldo Piscopo sobre atual situação da pandemia em Araras, SP

Pai e filho saem para trabalhar e são baleados na zona oeste de SP

Câmara dos Deputados pede ao STF prisão do comediante Danilo Gentili

Avião com doses da vacina da Covid-19 bate em jumento que estava em pista de aeródromo da Bahia

Doria anuncia mais restrições para São Paulo nesta quarta, mas deve manter escolas abertas

Assédio moral no trabalho, o que fazer nestas situações?

Adolescente é apreendido pela PM por tráfico de drogas durante patrulhamento em Araras, SP

Todas as Publicações

Mostrar mais