Bombom com receita fitoterápica promete curar de TPM a ansiedade

Chocolate feito em farmácias de manipulação, com mistura de cacau 70%, antioxidantes e probióticos, conquista cariocas.

Matéria: O Globo


Beatriz Ferreira é uma das que aderiram o chocolate manipulado em farmácias especializadas. Foto: Ana Branco/Agência O Globo 

Precisa emagrecer? Reduzir a TPM? Ou barrar algum processo inflamatório? A solução pode não ser fechar a boca ou apelar para um remedinho. E, sim, investir num bombom. Com princípios ativos fitoterápicos, o chocolate vendido em farmácias de manipulação — mas só com receita — virou o queridinho de uma turma de pacientes que não pode passar sem uma novidade.

Sim, paciente, pois, apesar de o produto ser à base de cacau, não se trata apenas de um doce. Só pode ser prescrito por nutricionistas e médicos. A dermatologista Paola Queiroz, que já recomendou os bombons em seu consultório na Barra para mais de 50 pessoas, explica que não se pode acabar com a caixa de guloseimas de uma vez só. A panaceia tem até posologia.

— Esse é um tratamento fitoterápico como qualquer outro. Sendo assim, também não pode ter abuso. Geralmente, a dose é de dois por dia. Nada de comer dez de uma vez ou de dar para as crianças, por exemplo — diz a médica, que costuma devorar alguns. — Como às vezes o que tem picolinato de cromo e triptofano, que é o que diminui a vontade de comer doce.

Preço salgado

Chocolates manipulados só podem ser feitos em farmácias de manipulação Foto: Leo Martins 

Depois de conhecer esses chocolates especiais, há um ano, a nutricionista Sarah Stroppa passou a indicá-los para pacientes com resistência insulínica, ansiedade e compulsão alimentar:

— O formato de bombom faz sucesso, pois, além dos benefícios conhecidos, o paciente ainda come um chocolatinho acima de 70% de cacau, que é rico em antioxidantes, melhora inflamação, melhora vascularização, o humor... Mas vale sempre lembrar que o tratamento deve ser acompanhado por um profissional.

O armazenamento dos chocolates de manipulação também precisa ser especial. Eles devem ficar longe do calor e da umidade e alguns, dependendo da fórmula, não podem ficar mais de suas horas fora da geladeira.

 A farmacêutica Natália Pedrosa, da Pharma Veritas, diz ter sentido desde o ano passado um aumento na procura pelos chocolates com “recheio saúde”. Agora, todo dia ela recebe encomendas, principalmente para o bombom de emagrecer. Mas também não têm ficado de fora os que levam antioxidantes, probióticos, os que têm efeito termogênico, anti-inflamatório e anti-TPM. Natália sempre prepara unidades de 10 gramas com o cacau 70%. O preço, porém, não é tão doce. A caixa com 30 unidades sai a cerca de R$ 100.

— Já fizemos experiências com o chocolate 50%, mas o 70% tem mais qualidade. Está uma febre esse chocolate. Acredito que ninguém vai deixar de comer o normal, mas, com cada vez mais pesquisas, haverá mais opções saudáveis — diz Natália.

Moradora da Barra, a empresária Beatriz Ferreira foi uma das que aderiram à moda. Ela usa há quase um mês chocolate para controlar sua compulsão em comer o doce. O bombom é consumido com hora marcada — às 16h ou depois do almoço:

— Eu me vi numa situação de ansiedade. Descontei na comida e acabei ganhando oito quilos. Conversando com minha nutricionista, falei que sempre tenho vontade de comer um docinho à tarde. Ele me indicou esse bombom que tira a ideia de comer o tempo inteiro.

Já a advogada Carolina Pequeno conheceu o chocolate por meio de uma amiga médica em 2017. Ela ganhou uma receita para controlar a compulsão que se dá, principalmente, durante a TPM. Também consome um bombom que estimula a produção de colágeno.

— O que me surpreendeu foi que é um chocolate sem aquele gosto glicerinado, era gosto de chocolate mesmo — opina Carolina, que relata apenas um “efeito colateral”:

— Como eu não tirei o normal da minha vida, agora, sempre que eu como, fico com culpa.



Comentários

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Jovem que estava desaparecido desde 07/09 é localizado pela família

Conde Sanduiche, Dippas Burguer e Bar do Edilson foram os três primeiros colocados do 1º Festival Gastronômico Delícias de Boteco (categoria melhor prato), Santo Forte e Pitanga Madura levaram o título dos melhores drinques.

Antes de jogar carro contra caminhão, pai manda filho gravar vídeo: “Adeus, mãe”

Grávida morre após ter AVC minutos antes de subir ao altar em SP

Jovem de 22 anos morre após explosão de churrasqueira no interior de SP

Rede de supermercados é condenada a indenizar mulher após vender pão com barata

Redemoinho de fogo assusta moradores e faz raposa fugir em Jandaia (GO); vídeo

Família procura jovem desaparecido desde sábado (07)

Exigência de simulador para obter CNH deixa de valer a partir de hoje

Todas as Publicações

Mostrar mais