Fiocruz vai fabricar remédio usado no tratamento do HIV


A medida, que começará em agosto, vai baratear em até 10% os gastos do governo federal com a compra do medicamento para o Sistema Único de Saúde (SUS).




O medicamento usado para o tratamento do HIV, o Duplivir, começará a ser totalmente fabricado pela Fundação Oswaldo Cruz no Rio de Janeiro (Fiocruz). A medida, que começa em agosto, vai baratear em até 10% os gastos do governo federal com a compra do medicamento para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Atualmente, o remédio é fabricado em parceria entre a Fiocruz e laboratórios privados. A coordenadora de Desenvolvimento Tecnológico de Farmanguinhos da Fiocruz, Alessandra Esteves, ressalta que a produção em um laboratório público afeta especialmente o preço do medicamento.

“Esse projeto representa a autonomia nacional da produção desse medicamento no país, o que era renda, emprego, e principalmente autonomia em relação aos preços, o que aumenta em muito o acesso da população. Aumenta o número de pessoas que podem ser tratadas através do medicamento”, explica Esteves.

O projeto faz parte de uma política do Ministério da Saúde, chamada Parceria de Desenvolvimento Produtivo, onde um laboratório privado transfere a tecnologia de produção para um laboratório público. O processo já está em uma das últimas etapas. Para a produção completa da Fiocruz, falta apenas uma autorização do procedimento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Nos primeiros quatro meses deste ano, a Fiocruz já conseguiu produzir 30 milhões de unidades. A expectativa é de que até o fim do ano sejam produzidas 75 milhões.

 Conteúdo: Jovem Pan



Comentários

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Corpo de mulher é encontrado fora da cova e seminu: “Apavorante”

Suspeito de Roubar Joalheria em Conchal é preso pela Policia Civil

Videos - Após chuvas em Conchal, infestação de pequenos sapos assusta moradores

Policia Militar prende dois por tráfico no Parque Industrial em Conchal

Adolescente de 12 anos é estuprada dentro de escola pública em SP

Mais um processo na conta do Presidente da Câmara conchalense - Ministério Público pede condenação do presidente da Câmara de Conchal (Robinho) por “gastos abusivos com combustível”

Corpo de menina torturada por pai tem 37 marcas de tiros de arma de pressão, diz Conselho Tutelar

Justiça determina bloqueio de 407 mil reais do Presidente da Câmara Municipal de Conchal Roberson Claudino Pedro (Robinho) e de Marcelo Aparecido Mandeli, ex-assessor do presidente

Bar suspenso a 45 metros de altura é atração em Holambra

Todas as Publicações

Mostrar mais