Pular para o conteúdo principal

90 dias Grátis

Tribunal rejeita contas de 2016 do ex-prefeito Valdeci A. Lourenço e processo é encaminhado para Câmara Municipal de Conchal



As contas do ex-prefeito de Conchal, Valdeci A. Lourenço, referente ao exercício de 2016, foram reprovadas pelo Tribunal de Contas já no ano passado (2019), porém alguns recursos foram impetrados, de forma que somente este ano (2020) foi dado pelo TC, o final ao processo.

Os documentos foram encaminhados para a Câmara Municipal de Conchal no dia 14/02, embora nenhum vereador da casa legislativa conchalense tenha falado sobre o assunto, durante segunda sessão ordinária deste ano, que aconteceu no dia 17/02. 

Conforme relatório publicado no diário oficial, o Tribunal apontou diversas irregularidades, entre elas:

- DESEQUILÍBRIO FISCAL DAS CONTAS. DESAPREÇO PELA NECESSÁRIA LIMITAÇÃO DE EMPENHOS. PLANEJAMENTO DEFICIENTE.

- NÃO DEMONSTRAÇÃO DE CONTINGENCIAMENTO DE GASTOS PARA REVERSÃO DE DESAJUSTES.

- DESATENDIMENTO AO ARTIGO 42 DA LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL. ACORDO DE PARCELAMENTO REALIZADO NO PERÍODO SEGUINTE.

- AFRONTA AO PRINCÍPIO DA ANUALIDADE. ASSUNÇÃO DE OBRIGAÇÕES NOS ÚLTIMOS OITO (OITO) MESES DO MANDATO SEM RESERVA FINANCEIRA OU DISPONIBILIDADE DE CAIXA PARA AMPARÁ-LAS.

- RESTOS A PAGAR DO FUNDEB SEM NECESSÁRIO LASTRO FINANCEIRO PARA DEVIDA QUITAÇÃO. CONHECIDO.

Além da reprovação das contas de 2016, Valdeci também teve as contas de 2014 reprovadas pelo Tribunal, valendo observar que as contas referentes ao exército de 2014 foram reprovadas também pela Câmara de Vereadores de Conchal.

Os documentos deverão estar à disposição da população já nos próximos dias, assim que for autorizado pelo presidente da Câmara Municipal, Roberson Claudino Pedro.

O F5 entrou em contato com o presidente da Câmara, Roberson C. Pedro, para saber, por qual motivo o assunto não foi colocado em pauta durante a sessão do dia 17/02.



Pedro nos respondeu, que devido a bagunça natural, causada por conta da mudança realizada recentemente pela Câmara Municipal, que passou de um prédio para outro, não houve tempo de e/ou condições de apresentar o processo, que inicialmente é entregue pelo Tribunal gravado em um CD, e que precisa ser transferido para o sistema da Câmara.


Entramos em contato com o ex-prefeito Valdeci, para sabermos se ele mantém a pré-candidatura à prefeito em 2020, mesmo com mais essa reprovação de contas.
Lourenço nos respondeu que sim. Que continua sendo pré-candidato a prefeito de Conchal.

O pré-candidato afirmou, que essas reprovações de contas (2014,2016), não o impedem de concorrer às eleições deste ano.

“Quando eu lancei a minha pré-candidatura, eu já sabia, a conta já tinha transitado e julgado lá no Tribunal. Eu acompanho, eu sou advogado! Mantenho a minha pré-candidatura. Nem todas as contas rejeitadas fica inelegível {deixa o interessado inelegível}, teve mudanças na lei, mas eu não vou dar os caminhos das pedras” afirmou Valdeci.

Quantos as contas do exercício de 2014 que foram reprovadas, tanto pelo Tribunal de Contas, quanto pela Câmara Municipal, Valdeci disse ser uma besteira essa questão de direito ao contraditório que tem sido discutido entre alguns os legisladores. Afirmou ainda que não entrará com um processo contra a Câmara por causa disso.

“Essa questão do contraditório, não sei quem inventou isso aí. Isso aí é uma besteira. Isso aí não vai mudar nada.  Eu não vou ingressar na justiça contra a Câmara, por isso. ” Disse Lourenço.

O F5 fez uma breve pesquisa e encontramos diversos artigos que abordam o assunto. Segue abaixo dois deles, do ano de 2018, publicado pelo Site da Revista, Consultor Jurídico.


DEPENDE DE DOLO - Reprovação de contas do TCE não gera inelegibilidade automática, decide TSE

Nem toda rejeição de contas resulta automaticamente na inelegibilidade do candidato. Com esse entendimento, o Tribunal Superior Eleitoral reformou decisão da corte eleitoral de São Paulo e anulou a inelegibilidade imposta ao candidato a deputado federal Eduardo Soltur (PSB).

O ministro Luis Roberto Barroso, relator do caso, ressaltou que não houve dolo por parte do candidato na decisão que levou à rejeição das contas pelo TCE de São Paulo. E, na verdade, segundo Barroso, ele tentou resolver os problemas detectados.

O Tribunal Regional Eleitoral indeferiu o registro da candidatura de Soltur porque o TCE rejeitou as contas da Câmara Municipal de Guarulhos quando ele era presidente da Casa. Ele ocupou o cargo entre 2011 e 2013.

“Na gestão do recorrente, foram realizados esforços significativos para reduzir o seu alcance. Essa circunstância, em tese, afasta a existência de dolo, elemento necessário à configuração da causa de inelegibilidade em questão", disse Barroso.

O ministro ressaltou que a inelegibilidade deve ser estabelecida ocorrem algumas situações: rejeição das contas; decisão que seja irrecorrível no âmbito administrativo; desaprovação decorrente de irregularidade insanável que configure ato de improbidade administrativa feito com dolo; não exaurimento do prazo de oito anos contados da publicação da decisão; e decisão não suspensa ou anulada pelo Poder Judiciário.

Diante da rejeição de contas pelo TCE-SP, caberia à Justiça Eleitoral “proceder ao enquadramento das irregularidades como insanáveis ou não e verificar se constituem ou não ato doloso de improbidade administrativa”, decidiu Barroso.

A defesa esteve a cargo do Amir Mazloum, do escritório Mazloum Advogados, para quem o candidato foi extremamente prejudicado durante a sua campanha em razão do injusto indeferimento do registro de sua candidatura.

“O indeferimento do registro ficou durante toda a campanha em destaque no site do TSE, causando-lhe grave prejuízo. Seus adversários exploraram isso de forma indevida. O candidato Eduardo Soltur foi injustiçado tendo em vista o reconhecimento, tardio, de que ele está no pleno exercício de seus direitos políticos. Vamos pleitear junto ao TSE alterações do calendário eleitoral para que injustiças como esta não se repitam com outras pessoas”,

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA - Rejeição de contas é suficiente para caracterizar inelegibilidade, diz TRE-SP

A rejeição de contas de prefeitos pelo tribunal de contas, aprovada pelo legislativo municipal, é suficiente para caracterizar ato de improbidade administrativa. Nesses casos, não é necessário o dolo específico de causar prejuízo ao erário ou atentar contra os princípios administrativos, tendo em vista que o dolo é genérico e consiste na vontade de praticar a conduta em si.

Esse foi o entendimento do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, por 4 votos a 3, ao determinar a cassação do registro do prefeito de Iacanga, Ismael Boiani. O julgamento teve início em dezembro e só foi encerrado nesta terça-feira (29/5), com o voto de desempate proferido pelo presidente do TRE-SP, Cauduro Padin.

Boiani foi prefeito de 2005 a 2012 e teve suas contas referentes a 2011 rejeitadas pela câmara municipal, que seguiu parecer do tribunal de contas. As contas foram rejeitadas pelo fato dele não ter aplicado o valor mínimo do Fundeb durante o exercício e abrir créditos adicionais em percentual superior ao permitido por lei municipal.

Em 2016, se candidatou novamente ao cargo e foi eleito. Sua candidatura, porém, foi contestada pela coligação de oposição, que afirmou que Boiani não poderia se candidatar por estar inelegível, nos termos do artigo 1º, inciso I, alínea “g”, da Lei de Inelegibilidade (Lei Complementar 64/1990).

O dispositivo diz que são inelegíveis os que tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa.

Em sua defesa, a defesa do prefeito alegou que não houve dolo ou má-fé. Além disso, afirmou que a Lei Complementar 64/90 exige o dolo para configurar a inelegibilidade, o que não restou comprovado.

Para o juiz relator Manuel Marcelino, no entanto, as irregularidades apontadas configuram condutas com vícios insanáveis e ato doloso de improbidade administrativa. Segundo o relator, nesses casos "é desnecessário o dolo específico de causar prejuízo ao erário ou atentar contra os princípios administrativos, tendo em vista que o dolo é genérico e consiste na vontade de praticar a conduta em si, a qual ensejou a improbidade".

Assim, concluiu pela inelegibilidade de Boiani, votando pelo indeferimento do registro de candidatura e, por consequência, o registro da chapa eleita.

Ausência de dolo
Após o voto do relator, o juiz Marcelo Vieira de Campos abriu divergência. Citando precedente do Tribunal Superior Eleitoral, Campos afirmou que embora não tenha competência para rever ou se imiscuir na decisão do tribunal de contas, a Justiça Eleitoral está autorizada a analisar se os atos que ensejaram a rejeição configuram ato de improbidade.

No caso analisado, Campos entendeu que não ato de improbidade. Isso porque, em seu entendimento, a conduta não representou prejuízo ao ensino educacional do município. Para o juiz, houve apenas falhas formais que afastam qualquer aspecto de dolo.

"Desta forma, não basta que tenha ocorrido a rejeição das contas, faz-se necessário que a irregularidade seja insanável e que o ato que a motivou configura ato de improbidade administrativa, devendo na conduta estar configurado o dolo manifesto", afirmou.

O juiz destacou ainda voto do ministro Herman Benjamin sobre inelegibilidade por não aplicação do valor mínimo no Fundeb. "Não se pode aplicar sem temperos a jurisprudência de que a desaprovação de contas em virtude de não emprego do percentual mínimo da receita do Fndeb gera óbice à candidatura da alínea 'g'. Isso porque, em tese, tal irregularidade é capaz de atrair inelegibilidade, todavia, nuances de cada caso concreto podem afastá-la, como ocorre na hipótese, em que a inconsistência encontrada é de natureza formal", afirmou o ministro.

O corregedor regional eleitoral, desembargador Nuevo Vamos seguiu o voto divergente. Segundo ele, não se extrai da decisão do tribunal de contas todos os elementos indispensáveis ao reconhecimento da inelegibilidade. "Não basta a insanabilidade do vício, mas, também, que a hipótese seja de ato doloso de improbidade administrativa. E, neste ponto, não há que se falar em ato doloso de improbidade administrativa, mas em irregularidade predominantemente formal, cuja natureza não se apresenta como apta a atrair a incidência da inelegibilidade", afirmou.

Porém, prevaleceu no julgamento o voto do relator. Ao desempatar o julgamento, o presidente Cauduro Padin afirmou que a jurisprudência é pacífica no sentido de que ambas as irregularidades atraem a inelegibilidade. "Presentes os requisitos da inelegibilidade prevista no artigo 1º, I, “g”, da LC 64/90, de rigor o provimento do recurso para indeferir o registro de Ismael Edson Boiani", concluiu.

Recurso Eleitoral 250-92.2016.6.26.0049
















Leia também

Vídeo - Assalto com refém nesta quinta (10) termina com 1 criminoso morto e 3 presos em Araras

  Reportagem: Beto Ribeiro Na manhã desta quinta-feira (10), quatro criminosos de São Paulo (SP), ocupando um veículo Toyota/Fielder, produto de roubo invadiram uma residência na Vila Bressan, região central de Araras (SP), e fizeram uma família refém. Assista ao vídeo abaixo. A Polícia Militar foi comunicada sobre o assalto, equipes que estavam de serviço e em treinamento foram rapidamente ao local, e durante a ação de combate ao crime, um dos assaltantes que estava no telhado, acabou sendo alvejado e morto, um foi preso e os outros dois que ficaram no interior do imóvel, se renderam após cerca de duas horas de negociações. Três vítimas foram libertadas e socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192), depois de receberem atendimento no local pelo Dr. Agnaldo Píscopo. Equipes do 10º Baep – ​Batalhão de Ações Especiais de Polícia, halicóptero Águia da Polícia Militar, Guarda Civil Municipal e Corpo de Bombeiros, também estiveram no apoio da ocorrência.

Vídeo - Acidente envolvendo duas motos acontece nesta segunda-feira (7) em Conchal

Um acidente entre duas motocicletas aconteceu nesta manhã de segunda-feira (7), na esquina da Rua Conde de Parnaíba e Rua das Palmas, área central de Conchal. As duas pessoas, uma mulher de 40 anos, que conduzia uma das motocicletas e, um homem com 29 anos, que condizia a outra moto envolvida no acidente, foram socorridos pelo SAMU, com múltiplas escoriações, sem sinal de fraturas e com sinais vitais estáveis. Em seguida foram encaminhados ao Pronto Socorro local.  Um vídeo gravado por câmeras de segurança foi publicado nas redes sociais por moradores próximos ao local. Assista abaixo: 

Covid-19 - Veja como fica o calendário após Governo de SP antecipar datas de vacinação para toda população adulta

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (9) que vai antecipar a vacinação contra Covid-19 do público geral, por faixa etária, e também de diversos grupos prioritários, como trabalhadores da educação e pessoas com deficiência permanente. Em média, cada faixa etária teve sua projeção de vacinação antecipada em cerca de 15 dias, em comparação com o calendário divulgado anteriormente. A partir desta quarta-feira (9) podem se vacinar os profissionais da educação básica com 45 e 46 anos de idade. Já aqueles com idade entre 18 e 44 anos poderão receber o imunizante a partir da próxima sexta-feira (11). Já as grávidas e as puérperas (mulheres que deram a luz há menos de 45 dias) devem receber a vacina a partir desta quinta (10), independente de sua condição de saúde. Antes, a vacinação deste grupo era restrita a mulheres com comorbidades. Também nesta quinta-feira (10) poderão se vacinar as pessoas com deficiência permanente, mas que não recebem o Benefício de Prestação Continua

Policia Civil prende traficante nesta quinta-feira (10) no Parque Industrial em Conchal

Nesta quinta-feira (10), após receber informações de denunciante, dando conta de que indivíduos estariam utilizando de uma residência para a prática de tráfico de drogas, localizada à rua Mato Grosso, no Bairro Parque Industrial, em Conchal, o investigador de polícia Eric Motta, acompanhado com os GCMs Ivan Apparecido e Marcio André, foram até o local informado. Ao chegarem, conseguiram identificar o suspeito, que estava dormindo naquele momento. Junto com o suspeito de 20 anos de idade, foi encontrado 4 porções e maconha e 7 de crack. O investigado admitiu que existiam mais drogas no local, sendo encontrado mais 30 porções de maconha e 4 porções maiores dessa mesma droga, além de valores em dinheiro e um aparelho celular. Em outra residência, indicada pelo individuo, localizada à rua Primo Rebessi, os policiais localizaram 8 porções maiores de maconha, totalizando mais de 360 gramas da droga. O indivíduo recebeu voz de prisão e foi autuado em flagrante delito, sendo encaminh

GCM Conchal apreende menor por tráfico de drogas no Esperança 3 – Pai do adolescente acompanhou grande parte da ocorrência junto aos GCMs

Foto: Gean Mendes F5 Conchal A viatura da Guarda Municipal de Conchal, composta pelos GCMs Macedo e Antônio, faziam patrulhamento pelo bairro Esperança 3, nesta sex-feira (11), quando pela rua dos Battel avistaram um adolescente entregando algo a um motociclista.   Os suspeitos empreenderam fuga ao perceberem a chegada dos policiais. Os GCMs conseguiram abordar o menor após pularem muros e grades de imóveis, inclusive de uma escola. Ao tomar conhecimento do que estava acontecendo, o pai do menor compareceu ao local dos fatos. Segundo informado pelo GCMs, o pai do adolescente acompanhou os Guardas que fizeram trajeto inverso para tentar localizar os ilícitos dispensados durante a fuga. Em um dos pontos durante o percurso, foi encontrado 10 porções de cocaína embaladas para a venda e R$ 22,00 em dinheiro. O menor foi levado ao pronto socorro local, para exame de corpo delito e em seguida à Delegacia de Polícia no município de Araras/SP, onde a autoridade de plantão registrou o

OS MELHORES FILMES - BAIXE O APP AGORA!

Tudo o que você precisa, em um só lugar

Tudo o que você precisa, em um só lugar
Acesse Amazon

Quer receber notícias gratuitamente via WhatsApp?

Quer receber notícias gratuitamente via WhatsApp?
Clique na imagem e nos envie o seu nome e idade

VEJA TAMBÉM

Jovem comete suicídio em Conchal neste domingo (29), um dia após comemorar aniversário

O jovem de aproximadamente 21 anos, morador da cidade de São Paulo, segundo registrado, foi encontrado por uma cidadã conchalense, em uma construção, por volta das 19:10hs, deste domingo (29).   Segundo informações obtidas no local dos fatos pela nossa reportagem e, confirmadas em registro de boletim de ocorrência. Uma cidadã conchalense (Aline), esteve nesta construção, localizada à rua Benedito Novo, no bairro Novo Horizonte, em Conchal, para conhecer o local, onde segundo informações pretendia alugar ou comprar antes mesmo do término da obra.   Chegando ao imóvel em construção, ao entrar em um dos cômodos, a testemunha se deparou com um corpo suspenso, pendurado, enforcado, com uma mangueira em torno do pescoço.   A testemunha acionou a Policia Militar que passava pelo local naquele momento. O SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), a Polícia Cientifica, representada pela perita Mariana, fotógrafo Marco e, a Policia Civil, representada pelo GCM Ivam, que auxilia

Linha com cerol provoca acidente fatal na tarde desta sexta-feira (28) em Conchal

Por volta das 15h40min, desta sexta-feira (28), um homem de 42 anos de idade, morador de Conchal, foi atingido fatalmente por uma linha com cerol, quando passava com sua moto pela Rua dos Battel, próximo a escola Bela Vista, no bairro Esperança 3, em Conchal, SP. Moto da vitima  Segundo testemunhas a vítima ainda conseguiu andar alguns metros, até a esquina com a rua dos Maiochi, lugar onde acabou perdendo os sentidos. O SAMU foi acionado, porém quando chegou ao local foi constatada morte eminente, devido extensa laceração na região do pescoço. A ocorrência ainda está em andamento. A Polícia Militar está no local. O responsável pela linha com cerol que tirou a vida do trabalhador, ainda não foi identificado. Vale lembrar, que a venda e/ou utilização de linha com cerol ou linha chilena, com também é chamada, é crime.     

Homem de 23 anos é assassinado nesta quarta-feira (23) com 3 tiros e 6 facadas em Conchal

O crime aconteceu por volta das 20h25min desta quarta-feira (23), à rua Cândida  Battel, no bairro Jardim Peres, em Conchal.   A Guarda Municipal atendeu a ocorrência com o apoio da Policia Militar.   Segundo informações fornecidas por moradores próximo ao local, a vítima Michael Willian Mendes da Silva, 23 anos, foi abordado por pelo menos dois indivíduos encapuzados.   Michael tentou fugir, mas foi golpeado com pelo menos 6 facadas e três tiros, segundo constatado pela Policia Cientifica que esteve no local dos fatos. A polícia investiga o caso.              

Polícia Militar liberta homem que seria julgado por ‘tribunal do crime’ e prende 11 pessoas em Conchal

Por: Beto Ribeiro Repórter   Na noite de domingo (20), os policiais militares cabo Barros e soldado Consoni, estavam em patrulhamento de Força Tática pelo município de Araras (SP), quando receberam informações via COPOM, que pela cidade de Conchal (SP), estava ocorrendo um suposto "tribunal do crime", em andamento em um bar, pelo bairro Jardim Esperança III. De imediato, foi realizada uma diligência até o local, com o apoio de outras viaturas.   A informação dava conta de que um rapaz havia sido sequestrado e que estava sendo agredido, e provavelmente seria morto, ainda conforme as informações os envolvidos aumentaram o som do estabelecimento, para que os gritos não fossem ouvidos. O local indicado é o conhecido Bar HM, de propriedade de um indivíduo já conhecido nos meios policiais e o estabelecimento é afamado ponto de tráfico.   Defronte ao bar, havia um porco no rolete sendo feito, sendo que ali estavam três indivíduos, os quais, ao perceberem a chegada das vi