Pular para o conteúdo principal

90 dias Grátis

Já começaram a valer as novas regras nas leis de trânsito. Acesse e veja as principais mudanças

Suspensão da CNH por pontos   Haverá uma escala com três limites de pontuação, para que a CNH seja suspensa:   20 pontos, se o condutor tiver duas ou mais infrações gravíssimas em um período de 12 meses; 30 pontos, se tiver apenas uma infração gravíssima no mesmo período; 40 pontos, se não constar entre as suas infrações nenhuma infração gravíssima nesse intervalo. No caso de motoristas profissionais, a medida foi flexibilizada: eles poderão atingir o limite de 40 pontos independente da natureza das infrações cometidas.   Cadeirinha para crianças   O uso de cadeirinhas ou assento de elevação será obrigatório para crianças de até 10 anos que não atingiram 1,45 metro de altura. O descumprimento continua sendo considerado infração gravíssima, segundo o artigo 168 do CTB, que prevê multa e retenção do veículo até a regularização da situação.   Criança na garupa da moto   Passou de 7 para 10 anos a idade mínima para que crianças possam ser transportadas em moto

OS MELHORES FILMES - BAIXE O APP AGORA!

Doria assina contrato para 46 milhões de doses da vacina chinesa e diz que médicos serão vacinados neste ano




O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), assinou nesta quarta-feira (30) um contrato com o laboratório chinês Sinovac para o recebimento de 46 milhões de doses da vacina Coronavac, desenvolvida pela empresa em parceria com o Instituto Butantan. O anúncio de que o Instituto Butantan seria parceiro de um laboratório chinês para a produção de uma vacina contra o coronavírus foi feito há mais de três meses, em 11 de junho.

O acordo foi assinado por Doria e Weining Meng, diretor do laboratório Sinovac, em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes nesta quarta. No mesmo evento, o governador anunciou que a vacinação de profissionais de saúde deve ter início em 15 de dezembro.



"O início da vacinação, previsto até aqui para começar no dia 15 de dezembro, em São Paulo, com os profissionais de saúde: médicos, enfermeiros, paramédicos, aqueles que atuam em hospitais públicos e privados e em todas as unidades de saúde, unidades públicas, municipais, estaduais e do governo do estado de São Paulo", disse Doria.

A vacina CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o instituto, ainda está em testes entre profissionais de saúde brasileiros. Até agora, 7 mil voluntários já participaram da pesquisa, segundo anunciou o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, nesta quarta. A meta é envolver 13 mil pessoas na pesquisa.



Em relação ao valor pago pelo estado de SP para a Sinovac, Doria disse que o contrato assinado nesta quarta é de 90 milhões de dólares. Até dezembro, a farmacêutica vai enviar 6 milhões de doses da vacina já prontas, enquanto outras 40 milhões serão envasadas em São Paulo, segundo o governo.

No entanto, o governador não esclareceu se esse valor é relativo apenas à compra das 46 milhões de doses que devem chegar em 2020, ou se também inclui doses que devem ser entregues apenas em 2021. Doria também não afirmou se o valor de 90 milhões de dólares se soma aos R$ 85 milhões que, em junho, o governo estadual declarou que havia pago pelo acordo.

Durante o evento de assinatura do acordo, Weining Meng, diretor do laboratório Sinovac, disse que o objetivo é trazer vacina suficiente para todo o país.



"Trabalhando em conjunto com o Butantan, nossa meta é simples: nós vamos trazer vacina suficiente para o Brasil. O mais importante, nós também vamos trazer vacina acessível para cá, para beneficiar todo mundo nesse país contra a pandemia da Covid-19. Nós realmente esperamos que no futuro com nossa vacina e com outras grandes contribuições possamos fazer com que as pessoas voltem à vida normal", disse Meng.

Na semana passada, o governador já havia prometido que toda a população do estado vai receber a vacina contra a Covid-19 até fevereiro de 2021. Ele disse que há um "plano alternativo" para o estado de SP, caso não haja acordo com o governo federal para a distribuição nacional.

Em julho, o governador havia declarado que a vacina seria distribuída pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para milhões de brasileiros, não apenas em São Paulo. Ao apresentar o projeto desta vacina para o Ministério da Saúde, em agosto, Dimas Covas, diretor do Butantan, também afirmou que "a vacina é para brasileiros, não é para paulistas".



Nesta quarta, Doria voltou a falar sobre a distribuição da CoronaVac e afirmou que deseja que a importação seja feita em parceria com o governo federal, mas que, caso não haja acordo, São Paulo fará a imunização estadual.

"Se pudermos fazer, faremos em conjunto com o governo federal através do Ministério da Saúde, esse é o nosso desejo, essa é a nossa expetativa. Não vejo motivo para que o ministério não atue nesse sentido. Não há razão para rompimentos ou rupturas. Mas quero deixar claro também, se houver uma circunstância deste tipo, repito, não é a perspectiva que temos nem as indicações que possuímos mas, se tivermos atitude de ordem política, ideológica e discriminatória em relação a São Paulo, São Paulo faz a importação e imunização dos brasileiros aqui em São Paulo", disse Doria.

O acordo com o laboratório chinês prevê o envio de doses prontas da CoronaVac, fabricadas na China, além da transferência de tecnologia para que o Butantan possa fabricá-las em território nacional no futuro.



O estado de São Paulo tem cerca de 44 milhões de habitantes, segundo o IBGE. Os testes da CoronaVac em voluntários são feitos com pelo menos duas doses da vacina por pessoa.

Liberação com 50% de eficácia

Na última sexta-feira (25), Dimas Covas declarou que o governo de São Paulo vai pedir para a Anvisa a liberação de uso emergencial da CoronaVac caso a vacina demonstre eficácia de pelo menos 50% em análise preliminar.

A eficácia de 50% não é, necessariamente, o objetivo final da vacina, mas um valor mínimo a ser obtido em uma análise interina que deve ocorrer até novembro. Essa análise compara quantos voluntários tiveram coronavírus entre aqueles que tomaram a vacina e aqueles que tomaram placebo.



O estudo de fase 3 divide os voluntários em dois grupos iguais: metade dos participantes toma a vacina e a outra metade, um placebo. Os participantes não sabem a qual grupo pertencem. Para que a análise interina da CoronaVac seja feita, é necessário que pelo menos 61 casos de Covid-19 ocorram entre os 13 mil voluntários, sejam eles membros do grupo que tomou vacina ou do chamado grupo de controle.

"Então, se nessas 13 mil pessoas que vão ser vacinadas, que estão em processo de vacinação, o que acontecerá até o dia 15 de outubro, se nessas 13 mil nós tivermos 61 casos de Covid-19, nós podemos fazer a análise interina, ou seja, a primeira análise da eficácia da vacina. É uma análise mais rigorosa e, se passar nessa primeira análise, nós podemos prosseguir com o registro", explicou Dimas Covas.
O estudo deve ter ainda uma segunda análise, chamada de análise primária, que é feita quando o número de casos confirmados de Covid-19 entre os 13 mil voluntários chegar a 154 casos.



"Caso ainda persista alguma dúvida nós vamos para a análise primária que é quando nós atingimos 154 casos e aí seguramente o objetivo é demonstrar uma eficácia de no mínimo 50%. Com esses dados, com essa eficácia demonstrada, seja com 61 ou com 164, os dados são oferecidos a Anvisa que vai analisar todo o dossiê", explicou Dimas Covas.

A escolha de profissionais de saúde para os testes no Brasil pode acelerar a execução das análises preliminares, já que o grupo é naturalmente mais exposto ao coronavírus e, por isso, demora menos tempo até que os casos confirmados comecem a aparecer entre os voluntários.

A meta de eficácia de uma vacina para a análise preliminar faz parte do protocolo de cada imunização. Os protocolos de vacinas contra a Covid-19 em desenvolvimento, que costumam ser secretos, foram divulgados pelas empresas americanas Moderna e Pfizer e também pela britânica AstraZeneca.



A chinesa Sinovac não publicou todo o protocolo, mas algumas informações foram reveladas pelo diretor do Butantan, Dimas Covas, em coletivas de imprensa.

Na segunda-feira (21) a cientista-chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Soumya Swaminathan, afirmou que uma vacina contra a Covid-19 com 50% de eficácia seria capaz de ajudar a conter a pandemia. No entanto, a cientista alertou que "uma vacina com menos de 30% talvez não seja muito eficaz". "Não alcançaremos o nível de imunidade pretendido", explicou.

A eficácia de vacinas que fazem parte do calendário oficial brasileiro varia. Na vacina da gripe, por exemplo, que é aplicada anualmente, a taxa varia ano a ano, e não costuma superar a marca de 50%.



Esse valor, no entanto, é diferente do calculado para vacinas ainda em testes, porque a eficácia das imunizações que ainda estão em desenvolvimento pode mudar conforme os testes avançam. Se, no final dos testes da CoronaVac, a proporção de doentes entre o grupo que recebeu placebo aumentar, a eficácia final pode ser maior do que a medida nas análises preliminares, por exemplo.

Meta de eficácia

A Anvisa já autorizou a ampliação do número de voluntários para o estudo da fase 3 da CoronaVac, de 9 mil para 13 mil voluntários.

Segundo Dimas Covas, do Butantan, com o aumento também muda um critério importante. Até agora os voluntários eram só profissionais de saúde em contato com a Covid-19, mas que não tinham tido a infecção. Com a expansão, o grupo de testes terá também profissionais que já pegaram a doença, o que ajudará na pesquisa sobre a possibilidade de reinfecção.



O número de centros participantes do estudo também aumentou de 12 para 16: agora fazem parte unidades de saúde e pesquisa de Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Pelotas (RS) e Barretos, no interior do estado.

Doutora em microbiologia pela USP e divulgadora científica, Natália Pasternak está acompanhando de perto o desenvolvimento das principais vacinas contra Covid-19 no mundo.

A especialista avalia que é possível começar a utilizar a CoronaVac antes do fim da fase 3 do estudo da Sinovac, que está previsto para acabar apenas em outubro de 2021, desde que os resultados da análise preliminar sejam "robustos".

“Em relação a começar a vacinar antes do fim do estudo de fase 3, a Sinovac vai fazer uma análise parcial de eficácia da vacina em novembro e esse uso depende disso. As pessoas que estão no estudo vão ser acompanhadas até o final de outubro de 2021 de qualquer maneira”, explica.



“O que pode acontecer é que na análise parcial de novembro, se os resultados forem muito robustos, se a vacina tiver uma eficácia muito alta, você quebra o estudo, vacina todo o grupo placebo, e daí pode pedir a liberação emergencial da vacina. Com uma boa análise interina você pode pedir liberação pra uso na Anvisa”, completa.

A médica e vice-presidente do Instituto Sabin de Vacinas, Denise Garrett, explica que o estudo da fase 3 que está sendo conduzido no Brasil é essencial para comprovar a eficácia da CoronaVac contra o vírus.

“Como a gente vê eficácia? Na fase 3 são dois grupos: grupo da vacina e o placebo. Ninguém sabe quem está recebendo o quê, os pesquisadores não sabem, nem a pessoa que está participando sabe. Aí essas pessoas, umas que receberam a vacina, outras que não, elas são vacinadas e existe um tempo que a gente tem que esperar para dar a chance delas viverem a vida normal delas e serem, ou não, infectadas”, explica Garrett.



A escolha de profissionais de saúde para os testes no Brasil pode facilitar esta fase, já que o grupo é considerado naturalmente mais exposto ao coronavírus e, por isso, pode demorar menos tempo até que os casos confirmados comecem a aparecer entre os voluntários.

“Quando a gente fala de eficácia a gente tá falando de proteção. A vacina impediu as pessoas de ficarem doentes? Quantas pessoas ficaram protegidas? Nesse sentido não dá pra apressar a fase 3 porque a gente precisa de tempo pra observar os eventos, que são as pessoas ficando doentes. O que você pode fazer pra apressar é aumentar o número de pessoas”, explica Pasternak.
Garrett, do Instituto Sabin de Vacinas, concorda que a fase 3 deve ser feita com cautela e ter seu tempo respeitado.

“É uma fase que não dá para pegar atalho, porque mesmo que você atinja o número total de participantes que você precisa, não é ali que acaba, eu preciso dar um tempo para essas pessoas viverem a vida normal e se infectarem, ou não, porque o meu indicador é este”, explica.



“É preciso ver quantas pessoas ficaram doentes no grupo da vacina, comparado com quantas pessoas ficaram doentes no grupo do placebo. Se eu noto que a maioria dos casos foi no grupo placebo e quase não teve gente doente no grupo vacina, aí eu faço os cálculos e analiso os dados e falo que a vacina realmente protege”, afirma Garrett.

A microbiologista Natália Pasternak esclarece que, caso não sejam verificados casos confirmados de Covid-19 entre os voluntários, seja entre os que receberam placebo ou entre os que foram vacinados, é possível aumentar o número de participantes do estudo – o que o Instituto Butantan já anunciou que deve fazer.

“Se eu esperei 3, 4 meses e ninguém ficou doente, eu preciso esperar mais ou chamar mais gente. Eu preciso ter um número determinado de pessoas que ficaram doentes para comparar os dois grupos, de placebo e de vacina, e ver em qual ocorreu mais [casos confirmados de Covid-19]”, completa.



Efeitos colaterais

Em entrevista coletiva na última quarta-feira (23), o governador afirmou que 94,7% dos mais de 50 mil pessoas que tomaram a vacina na China não apresentaram efeito adverso à Coronavac.

Apesar da divulgação, segundo o Instituto Butantan, os dados ainda não foram publicados em revistas científicas. Para especialistas, a falta de divulgação dos detalhes levados em consideração para os resultados dificulta qualquer análise dos números por outros cientistas.

“Não existe um estudo publicado em uma revista científica mostrando os dados e isso já é a primeira observação que eu faço. Em dados de ensaios clínicos de vacina, é praxe serem publicados os dados até mesmo para que os outros cientistas possam avaliar, possam dar feedback e a gente possa ter a transparência de que existe uma segurança”, disse Denise Garrett, epidemiologista e vice-presidente do Sabin Institute.



Para especialistas, os dados relacionados à segurança da vacina são interessantes e até positivos, mas já era esperado que os efeitos colaterais fossem baixos. Os estudiosos ressaltam que os principais dados que devem ser acompanhados são os que se referem à eficácia da imunização, a qual só pode ser medida na fase 3.

*Com informações de G1.





Quer receber notícias gratuitamente via WhatsApp?

Quer receber notícias gratuitamente via WhatsApp?
Clique na imagem e nos envie o seu nome e idade

5X Mais Comédia

VEJA TAMBÉM

Polícia persegue criminosos próximo a Conchal e recupera dois veículos Hilux roubados na noite de terça-feira (14)

Três veículos foram roubados em Cosmópolis (SP), na noite de terça-feira (14), no pátio do Detran. Dois veículos foram recuperados pela polícia. Na fuga, houve perseguição pela rodovia Prof. Zeferino Vaz(SP-332), sentido Conchal. Os bandidos que ocupavam um dos veículos, uma Hilux, cor prata, fugiram para o matagal, após abandonarem o automóvel no acostamento próximo ao Km 167. Uma segunda Hilux, também de cor prata, capotou na estrada  que liga Conchal ao município de Araras. O terceiro veículo, ainda não foi encontrado. Até o momento ninguém foi preso.   As melhores séries e filmes você encontra aqui. Role para baixo e clique na imagem da “Prime Vídeo” e veja os melhores pacotes que preparamos para você. 

“Doe quem puder. Pegue quem precisar” - Casal cria barraca de alimentos solidário em Conchal

Uma barraca recheada de produtos alimentícios, com um cartaz escrito, “Doe quem puder. Pegue quem precisar”, foi montada por um casal de comerciantes no dia 04 desde mês, em frente a loja da Honda, próximo ao semáforo da rua Camilo Chagas, em Conchal.   O objetivo é justamente esse, quem puder doar para aqueles que estão passando por necessidade, basta levar o alimento e deixar na barraca. Já, àqueles que estão necessitando de alimentos, basta ir buscar o necessário gratuitamente.   A ideia partiu do casal, Patrícia e Rodrigo, que são proprietários da serralheria Ideal, que também fica localidade próximo ao semáforo da rua Camilo Chagas.   Patrícia contou ao F5, que Rodrigo, seu marido, sentiu que poderia ajudar de alguma forma, ao grande número de conchalenses que passam por necessidade, principalmente neste período da pandemia, provocada pelo coronavirus.   “Na primeira semana fomos ao mercado e compramos aproximadamente R$ 300,00, em alimentos, arroz, feijão, óleo, mac

Maria da Penha - Policia Militar prede individuo em via pública em Conchal por agredir esposa

Neste domingo (11), por volta das 21:20hs, a Policia Militar foi acionada por populares, para comparecer pela Av. Prefeito Egídio Corte, S/N, no Jardim do Lago. Segundo informações recebidas via COPOM, um homem estaria agredindo uma mulher (esposa), com socos e chutes, além de ameaça-la de morte, caso a polícia fosse acionada. Ao chegar ao local os policiais constataram as agressões. Diante dos fatos foi dado voz de prisão ao indiciado e conduzido as partes até o pronto socorro local para exames de corpo de delito. Posterior o casal foi levado para a Delegacia de Polícia Civil no município de Araras. A autoridade policial de plantão Dr. Tabajara Zuliani dos Santos, tomou ciência dos fatos, ratificando a prisão do indiciado tendo o mesmo permanecido à disposição da justiça.        

Policia Militar persegue criminosos após roubo de veículos em pátio do DER - os bandidos que ocupavam a Hilux roubada, fugiram para o matagal, após abandonarem o veículo no acostamento da rodovia Prof. Zeferino Vaz (SP-332), próximo ao Km 167, sentido Conchal.

Foto: Gean Mendes (F5) De acordo com a informação preliminares, aproximadamente onze indivíduos adentraram o pátio de apreensão de veículos do DER, vindo a roubar pelo menos 3 veículos, sendo 2 Hilux e 1 Fox, na noite desta terça-feira. Após receberem informação via Copom, a Policia Militar saiu na captura, logrando êxito ao conseguir recuperar um dos veículos. Uma Hilux, cor prata. Houve perseguição e os bandidos que ocupavam a Hilux roubada, fugiram para o matagal, após abandonarem o veículo no acostamento da rodovia Prof. Zeferino Vaz (SP-332), próximo ao Km 167, sentido Conchal. A ocorrência está em andamento, logo traremos mais informações. Esse é o segundo assalto acontecido no mesmo pátio do DER, em menos de trinta dias. No dia 19/03, deste ano, a Policia Militar recuperou 5 veículos roubados do mesmo local.   Na fuga aconteceu troca de tiros, capotamento de veículo e 1 adolescente conduzindo BMW foi apreendido pela Força Tática. Os veículos foram encontrados no Conchal

Aniversário de 72 anos da cidade de Conchal é marcado por protestos de servidores públicos do município

Nesta manhã de sexta-feira (9), dia em que município de Conchal comemora o aniversário de 72 anos de emancipação política, parte dos servidores do município saíram em carreata protestando contra o corte do BDF, (Bonificação por Desempenho de Função).   Cumprindo os cuidados sanitários por conta da pandemia provocada pelo coronavirus, os servidores se reuniram por volta das 9hs, na Praça da Fonte que não funciona há anos.  Em seguida saíram em fila e, de forma ordeira, sem atrapalhar o trânsito na cidade. Passaram em frente à residência da vice-prefeita Angella Caleffi (PSDB), do prefeito Vando Magunusson (PSDB) e também em frente a casa de diversos vereadores do município.   O F5 acompanhou o protesto e você pode conferir o vídeo e os comentários acessando a Fan Page do F5. CLIQUE AQUI .   As imagens publicadas abaixo foram registradas após a carreata, quando aparece na foto, apenas um servidor, representando "simbolicamente"  alguns dos diversos setores  da prefeitur

Fase vermelha em São Paulo: veja o que abre a partir da segunda-feira

Após queda no número de internações em UTIs e enfermarias de todo o estado, o governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira, 9, que voltará à fase vermelha do Plano SP contra a Covid-19 na próxima segunda-feira, 12, quase um mês após entrar na fase emergencial, a mais restritiva do plano. Apesar de voltar à fase vermelha, algumas imposições do período de fase emergencial serão mantidas em SP.   O toque de recolher continua no Estado das 20h às 5h, assim como a recomendação de escalonamento nos horários de entradas e saída para indústrias, serviços e comércio, a obrigatoriedade do teletrabalho para atividades administrativas e a proibição de celebrações religiosas coletivas.   “A proibição de celebrações religiosas foi uma decisão tomada nesta semana pelo Supremo Tribunal Federal”, lembrou o vice-governador Rodrigo Garcia. Os parques continuarão fechados em todo o Estado.   Poderão funcionar   Assim como na última fase vermelha, findada no dia 15 de março, foram consid

Primeira turma dos GCMs de Conchal realiza última etapa de curso de aprimoramento

Aula prática realizada no ginásio de esportes em Conchal. O curso é dividido em três fases, psicológico, teórico e prático. Para evitar aglomeração, por conta da pandemia provocada pelo coronavirus, os GCMs de Conchal foram divididos em duas turmas. A primeira turma iniciou ontem, terça-feira (13), a terceira e última fase do curso. A previsão é que terminem na próxima segunda-feira (19). Já pensou em que vai comprar para a sua Mãe? Clique aqui e veja as melhores opções de presentes Segundo informado pela prefeitura, a primeira turma de GCMs, poderá voltar as atividades normais a partir da próxima semana, após a conclusão e recebimento do laudo que será fornecido por um Agente da Policia Federal.     Ainda na próxima semana, a segunda turma de GCMs, iniciará a terceira fase (prática) do curso. O início está previsto para o dia 20/04. Clique Aqui -  Assista a filmes e séries recomendados para você, incluindo Amazon Originals como The Marvelous Mrs. Maisel, Jack Ryan de Tom Clancy

Polícia Militar faz grande apreensão de drogas com apoio do helicóptero Águia em Leme, SP. Acesse e assista vídeo da prisão

Reportagem: Beto Ribeiro No final da tarde de quinta-feira (8), policiais militares de Força Tática de Leme (SP), estavam em patrulhamento pelo Distrito Industrial, quando se depararam com um indivíduo, de iniciais M.P.T., o qual a equipe tinha informações que ele estaria embalando, armazenando e distribuindo drogas, pelo bairro Alto da Glória.   O suspeito estava no contra fluxo, saindo de uma estrada rural, e ao ver a viatura policial, fez o retorno e evadiu-se em alta velocidade, sentido bairro República no momento que tentou embrenhar-se a mata, veio a cair em um buraco com a motocicleta e abandonou uma sacola e correu para o interior de um canavial.   De imediato foi irradiado via COPOM onde com o apoio das viaturas de área, viatura DEJEM, Policiamento Rural, viatura de Força Tática de Araras (SP), Comando de Força, e demais equipes, foi realizado o cerco pelo canavial onde o helicóptero Águia fez a varredura e localizou o indivíduo meio a cana, apontando o local onde os p

Já começaram a valer as novas regras nas leis de trânsito. Acesse e veja as principais mudanças

Suspensão da CNH por pontos   Haverá uma escala com três limites de pontuação, para que a CNH seja suspensa:   20 pontos, se o condutor tiver duas ou mais infrações gravíssimas em um período de 12 meses; 30 pontos, se tiver apenas uma infração gravíssima no mesmo período; 40 pontos, se não constar entre as suas infrações nenhuma infração gravíssima nesse intervalo. No caso de motoristas profissionais, a medida foi flexibilizada: eles poderão atingir o limite de 40 pontos independente da natureza das infrações cometidas.   Cadeirinha para crianças   O uso de cadeirinhas ou assento de elevação será obrigatório para crianças de até 10 anos que não atingiram 1,45 metro de altura. O descumprimento continua sendo considerado infração gravíssima, segundo o artigo 168 do CTB, que prevê multa e retenção do veículo até a regularização da situação.   Criança na garupa da moto   Passou de 7 para 10 anos a idade mínima para que crianças possam ser transportadas em moto

Conchal vacina 194 profissionais da educação acima de 47 anos de idade contra a Covid-19 no último domingo

A Prefeitura de Conchal seguindo o calendário de vacinação contra a Covid-19 e a disponibilidade de doses enviadas pelo Governo Estadual, vacinou no domingo, dia 11, 194 profissionais da educação com idade acima de 47 anos.   Já pensou em que vai comprar para a sua Mãe? Clique aqui e veja as melhores opções de presentes A aplicação da primeira dose foi realizada na EMEF “Alonso Ferreira de Camargo” com horário programado de acordo com a escola em que o profissional trabalha. Vacinômetro   De acordo com o Departamento Municipal de Saúde, por meio de Informe Epidemiológico Covid-19, disponível no site da Prefeitura, foram aplicadas até o dia 12 de abril de 2021, 3.591 doses.   O próximo grupo a ser imunizado serão os idosos de 67 anos ou mais. A aplicação da primeira dose será nesta quarta-feira, dia 14, das 09h às 14h na EMEF “Alonso Ferreira de Camargo”. Não é preciso agendar e nem chegar bem cedo, pois haverá doses para todos os idosos desta faixa etária. Apenas apresentar R