STF veta showmício, mas permite apresentação para arrecadar recursos Pular para o conteúdo principal


STF veta showmício, mas permite apresentação para arrecadar recursos




A proibição de showmícios se justifica para resguardar a paridade de armas entre os candidatos a cargos eletivos. E a medida não afeta a liberdade de expressão, pois não impede que artistas manifestem suas opiniões políticas em apresentações próprias.

Com esse entendimento, o Plenário do Supremo Tribunal Federal, por 8 votos a 2, manteve nesta quinta-feira (7/10) a proibição de showmícios por candidatos em eleições. Porém, a Corte, por 7 votos a 3, concluiu que apresentações artísticas em eventos de arrecadação de campanha não contrariam a Constituição. Também por 7 a 3, o STF decidiu que o entendimento vale para as eleições de 2022.

A Ação Direta de Inconstitucionalidade 5.970 questionou dos dispositivos. O primeiro foi o artigo 39, parágrafo 7º, da Lei 9.504/1999, acrescentado pela Lei 11.300/2006, que proíbe "a realização de showmício e de evento assemelhado para promoção de candidatos" e a apresentação, "remunerada ou não", de artistas para animar comícios e reuniões eleitorais.

O segundo ponto em discussão era o artigo 23, parágrafo 4º, inciso V, que dispõe que as doações poderão ser efetuadas por meio de "promoção de eventos de arrecadação realizados diretamente pelo candidato ou pelo partido político".

O relator do caso, ministro Dias Toffoli, votou nesta quarta (6/10) para negar o pedido de declaração de inconstitucionalidade parcial do artigo 39, parágrafo 7º, da Lei 9.504/1997, e manter a proibição de showmícios.


De acordo com Toffoli, a proibição de showmícios "buscou evitar o abuso de poder econômico no âmbito das eleições e resguardar a paridade de armas entre os candidatos". E isso também vale para apresentações gratuitas, pois há considerável benefício ao candidato, que recebe um serviço que pode ser quantificado em dinheiro.

Além disso, showmícios podem ser considerados oferecimentos de vantagens aos eleitores, que podem associar o entretenimento à figura do político homenageado. "Nesse sentido, a norma protege, também, a livre formação de vontade do eleitor", declarou o relator. Os showmícios, segundo o ministro, também conferem vantagem na disputa eleitoral, que pode desequilibrar a paridade de armas entre os candidatos.

A vedação dos showmícios não configura censura prévia, pois não impede manifestações de cunho políticos de artistas, desde que sejam feitas em apresentações próprias, avaliou Toffoli. O entendimento foi seguido na quarta por Nunes Marques e Alexandre de Moraes.

Nesta quinta, também seguiram o relator nesse ponto os ministros Edson Fachin, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Luiz Fux.

Fachin apontou que a liberdade de expressão é “um pilar da democracia”. Como todos os outros direitos, contudo, não é ilimitada. Assim, os showmícios podem ser proibidos em eleições para resguardar a igualdade na disputa e frear a influência do poder econômico.

Nessa mesma linha, Rosa Weber avaliou que a proibição de apresentações artísticas em comícios de candidatos é compatível com a Constituição Federal.

“A proibição de showmícios não configura censura prévia ou vedação ao engajamento político dos artistas”, declarou Lewandowski. Afinal, a prática visa assegurar a igualdade de condição dos candidatos a cargos eletivos e garantir a livre escolha dos eleitores, disse o ministro.


Gilmar Mendes opinou que, no conflito entre a liberdade de manifestação e a igualdade na disputa eleitoral, este princípio tem mais peso com relação aos showmícios. Isso porque a vedação se destina a evitar distorções no pleito e o abuso do poder econômico. E os artistas continuam livres para expor suas preferências políticas.

O presidente do STF, Luiz Fux, ressaltou que o objetivo das apresentações artísticas em eventos eleitorais é captar as emoções dos cidadãos. “Ninguém vai a um showmício para assistir político falando”. Dessa maneira, os shows desequilibram as eleições, pois sua organização, mesmo não remunerada, exige recursos elevados, disse Fux, defendendo a necessidade de respeitar a vontade do legislador.

Liberdade de manifestação

Ficaram vencidos quanto à proibição de apresentações artísticas em eventos de campanha os ministros Luís Roberto Barroso e Cármen Lúcia, que votaram pela permissão de showmícios não remunerados.

Barroso disse que a vedação configura "violação desproporcional da liberdade de expressão". A seu ver, se a proibição de showmícios se destina a evitar o abuso do poder econômico, não deveria incidir nas hipóteses de participação não remunerada dos artistas. "Aí é espontâneo exercício da liberdade de manifestação política."

Além disso, o ministro apontou que a restrição à participação de músicos em eventos eleitorais é "totalmente discriminatória". "Jogador de futebol, jornalista, ex-presidente pode participar de eventos eleitorais. Mas músico não? Dizer que uma pessoa ou grupo de pessoas não pode se manifestar em determinado momento e lugar evidentemente é um cerceamento da liberdade de expressão", afirmou Barroso, ressaltando que tal direito pode ser restringido para um fim legítimo — o que não acontece no caso.


"Se o músico é alguém que influencia a sociedade, como o escritor ou o cineasta, não vejo como impedi-lo de participar de manifestação cívica. O que ele faz é uma exposição sobre o que pensa sobre o mundo. Seria extremamente difícil e preconceituoso dizer que só ele não pode falar", disse Cármen Lúcia, ressaltando que, hoje em dia, influenciadores digitais têm mais alcançam mais pessoas do que artistas.

Shows para arrecadação

Dias Toffoli votou para conferir interpretação conforme à Constituição ao artigo 23, parágrafo 4º, inciso V, da Lei 9.504/1997, para permitir apresentações artísticas em eventos de arrecadação de recursos para campanhas eleitorais.

Conforme o ministro, tais eventos são voltados a eleitores que, conscientemente, contribuíram com uma candidatura. "Ou seja, o comparecimento do eleitor à ocasião tem o propósito definido de financiar o projeto político de sua escolha", disse Toffoli, apontando que tal medida permite que os cidadãos viabilizem as propostas que apoiam.

Alexandre de Moraes o acompanhou na sessão de quarta. O voto do relator foi seguido nesse ponto na quinta por Barroso, Fachin, Rosa Weber, Cármen Lúcia e Lewandowski.

Barroso declarou contraditório permitir apresentações em eventos de arrecadação e proibir showmícios não remunerados.

Fachin, por sua vez, analisou que atos para levantar recursos não podem ser equiparados a atos de campanha. Isso por os atos de campanha têm o objetivo de obter voto. E quem vai a um evento de arrecadação já tem seu candidato e busca apoiá-lo.

Uma vez que a legislação eleitoral não proíbe expressamente a realização de shows em atos para levantar fundos para candidato, a prática é permitida, disse Rosa Weber.

"O silêncio dos artistas tem custado muito caro à democracia brasileira", declarou Cármen Lúcia, defendendo a constitucionalidade das apresentações.

Lewandowski avaliou que o eleitor que vai a um show de arrecadação de fundos contribui para o projeto político de sua escolha. Assim, o ministro votou pela permissão da prática, observadas as limitações observadas na legislação própria quanto às limitações de doações de bens e serviços e candidatos.

Risco de desequilíbrio

Nunes Marques abriu, na quarta, a divergência quanto a shows em eventos de arrecadação, entendendo que essas performances também atraem pessoas que possivelmente não iriam a tal ato, desequilibrando a disputa. Por isso, votou para negar o pedido de liberação dessas apresentações. A divergência foi seguida na quinta por Gilmar Mendes e Luiz Fux.

Gilmar opinou que a permissão de shows em eventos de arrecadação pode ser uma forma de burlar a decisão do Supremo que proibiu as doações eleitorais de pessoas jurídicas.


"Imagino que uma empresa possa comprar todos os ingressos de um almoço ou show de uma pequena reunião de arrecadação de campanha e distribuir aos seus empregados, que podem ou não ir. Isso já resulta em um tipo de financiamento por pessoa jurídica", destacou, ressaltando que a prática pode configurar "uma espécie de cashback do crime embalado musicalmente".

O decano da Corte ainda lembrou que, se um cantor cobra R$ 500 mil por show, esse é o valor da doação que está fazendo ao candidato ao se apresentar em evento de sua campanha. Assim, tais apresentações podem ultrapassar o teto de doações feitas por pessoas físicas, de até 10% do rendimento bruto obtido no ano anterior. Ainda ressaltou que muitos artistas são contratados como pessoas jurídicas — e doações por tais entidades foram vedadas pelo STF.

Fux afirmou que a arrecadação via apresentações artísticas gera desigualdade entre os candidatos. O presidente do Supremo também destacou que a permissão da prática dificultaria a fiscalização da Justiça Eleitoral, que teria que apurar se não houve doações ilegais ou lavagem de dinheiro nesses eventos.

Eleições de 2022

O Supremo, por 7 votos a 3, decidiu que a decisão de permitir shows em eventos de arrecadação para candidatos não viola o princípio da anualidade eleitoral.

Essa garantia consta do artigo 16 da Constituição, que tem a seguinte redação: "A lei que alterar o processo eleitoral entrará em vigor na data de sua publicação, não se aplicando à eleição que ocorra até um ano da data de sua vigência".

Prevaleceu o voto de Dias Toffoli, para quem não se aplica o dispositivo no caso porque não houve modificação legislativa, apenas determinação de interpretação conforme à Constituição ao artigo 23, parágrafo 4º, inciso V, da Lei 9.504/1997, para permitir apresentações artísticas em eventos de arrecadação de recursos para campanhas eleitorais.

Ficaram vencidos nesse ponto os ministros Nunes Marques, Gilmar Mendes e Luiz Fux, que entenderam que houve modificação nas regras eleitorais feitas a menos de um ano da disputa — o primeiro turno do pleito de 2022 ocorrerá em 2 de outubro.

Pedidos dos partidos

O Partido Socialista Brasileiro (PSB), o Partido Socialismo e Liberdade (Psol) e o Partido dos Trabalhadores (PT) ajuizaram no Supremo Tribunal Federal ação contra regra da legislação eleitoral que trata da organização de eventos de arrecadação de recursos e da proibição de showmícios por candidatos.

A pretensão dos partidos é que seja declarada a inconstitucionalidade parcial do artigo 39, parágrafo 7º, da Lei 9.504/1997, quando as apresentações forem gratuitas, sem cobrança de cachê, mediante a supressão da expressão "ou não" do texto legislativo. "É proibida a realização de showmício e de evento assemelhado para promoção de candidatos, bem como a apresentação, remunerada ou não, de artistas com a finalidade de animar comício e reunião eleitoral", diz o dispositivo.

Além disso, as agremiações requereram o reconhecimento de que a proibição de showmícios e eventos assemelhados não impediria a ocorrência de eventos artísticos, inclusive shows musicais, feitos no intuito de arrecadar recursos para campanhas eleitorais.

"Diante da postura por vezes censória da Justiça Eleitoral, existe o elevado risco de que se adote a compreensão de que tal preceito não abrange a realização de espetáculos artísticos, em razão da vedação aos showmícios e à apresentação de artistas para animar eventos eleitorais", afirmaram as legendas.

Segundo os partidos, tanto a proibição dos showmícios não remunerados quanto a vedação de eventos artísticos de arrecadação eleitoral são incompatíveis com a garantia constitucional da liberdade de expressão.

"A primeira medida ofende, ainda, o princípio da proporcionalidade, enquanto a segunda também viola a isonomia e o imperativo constitucional de valorização da cultura", apontaram.

Os partidos destacaram que tanto a atividade artística como as manifestações de natureza política compõem o núcleo essencial da liberdade de expressão. "Música não é apenas entretenimento, mas também um legítimo e importante instrumento para manifestações de teor político", sustentaram. "Não é legítima a pretensão legislativa de converter o embate político-eleitoral numa esfera árida, circunscrita à troca fria de argumentos racionais entre os candidatos, partidos e seus apoiadores, sem espaço para a emoção e para a arte."

A Procuradoria-Geral da República manifestou-se pela improcedência da ADI, sustentando que "o dispositivo questionado veicula importante mecanismo de controle sobre a propaganda eleitoral, com a finalidade de assegurar a igualdade entre os postulantes a cargos públicos, combater o abuso do poder nas eleições e o uso indevido dos meios de comunicação".

*Consultor Jurídico 


“Poder da Sedução” Moda Íntima



Rua Conde de Parnaíba 528 - centro - Conchal

Horários (ponto a ponto) do ônibus circular e telefones úteis Conchal

Horários (ponto a ponto) do ônibus circular e telefones úteis Conchal
CLIQUE NA FOTO PARA ACESSAR TABELA DE HORÁRIOS

Leia também

Presidente do Banco Central diz que cartão de crédito deixará de existir

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse que o cartão de crédito deixará de existir em breve. Ele afirmou que o “open finance“, modalidade pela qual os clientes disponibilizam seus dados a diferentes instituições, deve acelerar o processo. Com isso, não haverá mais a necessidade de diversos aplicativos de bancos. Ele prevê que até 2024 já esteja disponível uma moeda digital em que cada pessoa terá um aplicativo integrador que cuidará da vida financeira virtual e física no mesmo lugar. Além disso, ele ressaltou que o Pix já faz muitas questões relacionadas a pagamentos e soluciona problemas, inclusive oferecendo aos usuários compras através da modalidade de crédito. Campos Neto também falou sobre uma possível regulação das criptomoedas no Brasil, para que haja mais transparência na maneira como são transacionadas, criadas e negociadas. “A gente tem que ter certeza de que as pessoas sabem o que estão comprando. A tarefa do regulador é essa da transparênci

Bandidos armados invadem residência no centro de Conchal e roubam veículos e outros pertences das vítimas – Crime aconteceu na noite desta terça-feira (16)

Três bandidos, dois deles armados e encapuzados, invadiram uma residência na noite desta terça-feira (16), localizada à rua Visconde de Indaiatuba, no centro do município de Conchal (SP), fizeram os moradores reféns e roubaram diversos pertences no local. Os criminosos roubaram dois veículos, sendo, um Jeta RL, cor branca e um Up Move Ma de cor cinza. Os criminosos também levaram uma televisão, joias, dinheiro em espécie e equipamentos odontológicos. De acordo com informações, os criminosos ainda obrigaram as vítimas a fazerem transferências bancarias via Pix, no valor de R$ 500. A Guarda Municipal foi acionada e os GCMs Mauricio e Nezão atenderam a ocorrência.  

Policial militar morre após grave acidente na Rodovia Anhanguera em Araras

Um policial militar de 43 anos morreu, após um grave acidente na manhã de domingo (14), no km-175,5 da Rodovia Anhanguera (SP-330), em Araras (SP). O cabo Daniel Azevedo Bassinello, trabalhava na cidade de Limeira (SP). Segundo a concessionária Arteris Intervias, a colisão na pista sentido capital envolveu um carro e um caminhão. As causas serão investigadas pela Polícia Civil. De acordo com a nota do 36º Batalhão de Polícia Militar do Interior, o policial dirigia um veículo modelo Chevrolet/Astra quando colidiu contra um caminhão Volvo que tracionava dois semirreboques. O motorista do caminhão sofreu ferimentos leves. Já o policial chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel (Samu) e pelo Resgate da concessionária, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital. Uma faixa da pista precisou ser interditada para o socorro das vítimas. Segundo a concessionária, o tráfego foi liberado por volta das 9h45. Profissionalismo e honra De acordo com

GCMs promovem operação conjunta de prevenção ao crime em Conchal e Engenheiro Coelho

Uma ação conjunta entre as GCMs de Conchal e Engenheiro Coelho, aconteceu no último final de semana em ambos os municípios. A operação teve por objetivo, coibir a ação de criminosos. Pelo menos doze GCMs, em cinco viaturas, percorrem diversos pontos da cidade de Conchal, onde realizaram diversas abordagens a pessoas e veículos em busca de ilícitos. Após a varredura pelo município, os GCMs seguiram para a cidade de Engenheiro Coelho onde obtiveram êxito em deter uma pessoa pela prática de tráfico de drogas.

Guarda Municipal de Conchal localiza veículo produto de roubo em meio a matagal – veículo com emplacamento de Pedreira (SP), teria sido roubado em Campinas (SP)

A Guarda municipal de Conchal, localizou na manhã desta terça-feira (16), um veículo Fiat Weekend, com emplacamento do município de Pedreira (SP), produto de roubo no último dia 12/08, em Campinas (SP). O carro foi encontrado no bairro Conchal Velho, área rural do município de Conchal. O veículo foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil, onde foram adotadas as medidas cabíveis.     A ação foi promovida pelos GCMs, Casanova, Silva, Braga, Franco e Souza.

Quer receber notícias gratuitamente via WhatsApp?

Quer receber notícias gratuitamente via WhatsApp?
Clique na imagem e nos envie o seu nome e idade

VEJA TAMBÉM

Presidente do Banco Central diz que cartão de crédito deixará de existir

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse que o cartão de crédito deixará de existir em breve. Ele afirmou que o “open finance“, modalidade pela qual os clientes disponibilizam seus dados a diferentes instituições, deve acelerar o processo. Com isso, não haverá mais a necessidade de diversos aplicativos de bancos. Ele prevê que até 2024 já esteja disponível uma moeda digital em que cada pessoa terá um aplicativo integrador que cuidará da vida financeira virtual e física no mesmo lugar. Além disso, ele ressaltou que o Pix já faz muitas questões relacionadas a pagamentos e soluciona problemas, inclusive oferecendo aos usuários compras através da modalidade de crédito. Campos Neto também falou sobre uma possível regulação das criptomoedas no Brasil, para que haja mais transparência na maneira como são transacionadas, criadas e negociadas. “A gente tem que ter certeza de que as pessoas sabem o que estão comprando. A tarefa do regulador é essa da transparênci

Bandidos armados invadem residência no centro de Conchal e roubam veículos e outros pertences das vítimas – Crime aconteceu na noite desta terça-feira (16)

Três bandidos, dois deles armados e encapuzados, invadiram uma residência na noite desta terça-feira (16), localizada à rua Visconde de Indaiatuba, no centro do município de Conchal (SP), fizeram os moradores reféns e roubaram diversos pertences no local. Os criminosos roubaram dois veículos, sendo, um Jeta RL, cor branca e um Up Move Ma de cor cinza. Os criminosos também levaram uma televisão, joias, dinheiro em espécie e equipamentos odontológicos. De acordo com informações, os criminosos ainda obrigaram as vítimas a fazerem transferências bancarias via Pix, no valor de R$ 500. A Guarda Municipal foi acionada e os GCMs Mauricio e Nezão atenderam a ocorrência.  

Vídeos: Bandidos roubam carro em Mogi Guaçu, tentam assalto em Itapira e são presos em Conchal - Ação da PM com apoio da GCM Conchal resultou na prisão de dois elementos e a recuperação do veiculo produto de roubo

A Guarda Municipal de Conchal e a Polícia Militar conseguiram recuperar um veículo e prender dois indivíduos nesta sexta-feira (22), em Conchal. As primeiras informações dão conta que, os indivíduos teriam roubado um veiculo Onix, no município de Mogi Guaçu e, em seguida, seguido para o município de Itapira, onde tentaram praticar um assalto. Os suspeitos teriam fugido daquela região e seguido sentido Conchal, quando deram de encontro com uma viatura de polícia militar, momento este que deu início a uma perseguição. A PM solicitou apoio em Conchal e prontamente foi atendida pela Guarda Municipal. Um dos vídeos que circula na internet, mostra pelo menos seis viaturas fazendo o acompanhamento dos suspeitos pelas ruas da cidade; veja vídeos abaixo.  Os indivíduos foram abordados pelo bairro Santa Rita, quando um dos GCMs de Conchal (Marques), conseguiu deter um suspeito, enquanto o outro elemento fugiu para o mato, mas logo foi capturado pela PM.   De acordo

Jogadora da Seleção Brasileira Tandara Caixeta, conquista recursos para tratamento da menina Ana Clara de Conchal (SP)

A família de Ana Clara, conseguiu, com recursos de uma emenda, ter nova esperança sobre a situação da bebê de 1 ano de idade. A menina, residente em Conchal, sofre de AME (Atrofia Muscular Espinhal) e faz uso de Gastrostomia para se alimentar e Traqueostomia para respirar. Após Tandara Caixeta, jogadora da Seleção Brasileira de vôlei, conhece-la, sua história passou a mudar.   “Quando eu tomei conhecimento através do Osmar Metzker,   da situação da Ana Clara, meu coração de mãe se sensibilizou. Osmar me pediu apenas uma camisa para fazer uma rifa para levantar recursos e através do Instituto Tandara Caixeta, busquei interceder junto ao governador do Estado. Ele – Rodrigo Garcia – gentilmente, liberou 150 mil reais para o município de Conchal, a fim de ajudar a criança”, explicou Tandara. Segundo a atleta, o prefeito de Conchal, Vando Magnusson, ficou muito feliz com a intervenção dela, que resultou na emenda.   “O vôlei me ensinou a lutar pelas minhas colegas em qua

Postagens mais visitadas deste blog

Dois bairros em Conchal amanhecem com faixas de alerta colocadas por moradores; “Sujeito a Cacete”

  Duas ruas de diferentes bairros em Conchal, SP, amanheceram nesta quinta-feira (23), com faixas alertando quanto ao barulho provocado pelo escapamento de motocicletas. “Proibido tirar de giro e chamar no grau – Sujeito a Cacete. Não vamos aceitar essas coisas na comunidade”, diz a mensagem nas faixas. Os responsáveis pela colocação das faixas não foram identificados, porém a mensagem foi bem aceita por moradores próximos aos locais onde as faixas foram colocadas, conforme algumas pessoas dos bairros relataram ao F5. Uma das faixas foi colocada na rua dos Battel, no bairro Esperança III, próximo ao campo de futebol. A outra foi colocada no bairro Parque Industrial, na rua Mato Grosso. Atualizando - 13:30hs:  Polícia Civil retira faixas de “Proibido tirar de giro e chamar no grau – Sujeito a Cacete, colocadas em bairros de Conchal – Faixas idênticas foram vistas em quase todas as regiões do estado de SP; Veja outras cidades. Acesse:

Horários (ponto a ponto) do ônibus circular e telefones úteis Conchal

Os horários apresentados nesta tabela representam horários aproximados do tempo de percurso de um ponto ao outro; Pode ocorrer variação de até 5 minutos para mais ou para menos. Solicitamos aos leitores F5 que utilizam o transporte público em Conchal, para que nos comunique através do número de WhatsApp (19) 99153 0445, se forem encontradas divergências nos horários publicados abaixo, para que possamos editar. Os horários apresentados nesta tabela representam horários aproximados do tempo de percurso de um ponto ao outro; Pode ocorrer variação de até 5 minutos para mais ou para menos.   Os horários apresentados nesta tabela representam horários aproximados do tempo de percurso de um ponto ao outro; Pode ocorrer variação de até 5 minutos para mais ou para menos.   Os horários apresentados nesta tabela representam horários aproximados do tempo de percurso de um ponto ao outro; Pode ocorrer variação de até 5 minutos para mais ou para menos.   Os horários apr

Presidente do Banco Central diz que cartão de crédito deixará de existir

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse que o cartão de crédito deixará de existir em breve. Ele afirmou que o “open finance“, modalidade pela qual os clientes disponibilizam seus dados a diferentes instituições, deve acelerar o processo. Com isso, não haverá mais a necessidade de diversos aplicativos de bancos. Ele prevê que até 2024 já esteja disponível uma moeda digital em que cada pessoa terá um aplicativo integrador que cuidará da vida financeira virtual e física no mesmo lugar. Além disso, ele ressaltou que o Pix já faz muitas questões relacionadas a pagamentos e soluciona problemas, inclusive oferecendo aos usuários compras através da modalidade de crédito. Campos Neto também falou sobre uma possível regulação das criptomoedas no Brasil, para que haja mais transparência na maneira como são transacionadas, criadas e negociadas. “A gente tem que ter certeza de que as pessoas sabem o que estão comprando. A tarefa do regulador é essa da transparênci

Desentendimento em bar em Conchal (SP), termina com um morto, um hospitalizado e dois foragidos

O que era para ser apenas uma discussão, levou a morte de um jovem de 26 anos, proprietário de um bar na esquina da rua Pernambuco, com a rua Mato Grosso, no bairro Parque Industrial, no município de Conchal (SP). De acordo com as primeiras informações, por volta das 23hs, desta segunda-feira (08), o proprietário do estabelecimento tratava sobre uma dívida com um adolescente de 17 anos de idade, que estava junto com o pai. O pai do adolescente saiu para fora do estabelecimento e passou a discutir com a irmã do proprietário do bar que, entrou no próprio veículo e saiu do local, porém retornou em seguida e, em alta velocidade, atropelou o homem com quem havia discutido. Ao ver que o pai havia sido atropelado, o adolescente de 17 anos, golpeou com uma faca, o dono do bar (veja outra versão abaixo). O dono do estabelecimento Júlio Cesar Brito, chegou a ser socorrido ao hospital Madre Vannini, em Conchal, mas não resistiu aos ferimentos. O homem atropelado, foi socorrido

Grave acidente entre carro e ônibus na SP-191 acontece na manhã desta sexta-feira (22) - Vítimas são de Conchal

Um grave acidente envolvendo um veículo WV Gol e um ônibus que transportava trabalhadores, aconteceu por volta das 7h15 da manhã desta sexta-feira (22), no Km 3+300m da SP-191 (Conchal/Mogi Mirim). Segundo testemunhas que estavam pelo local, o WV Gol com dois ocupantes, transitava no sentido Mogi Mirim para Conchal, quando ao tentar fazer uma ultrapassagem atingiu de raspão a traseira de outro veículo, um Astra, que seguia de Conchal para Mogi Mirim. O WV Gol rodopiou e colidiu em um ônibus que transportava 21 trabalhadores. Os dois ocupantes do WV Gol são de Conchal. Como impacto, Robson Lázaro Ruiz Júnior, que viajava no banco de passageiros do Gol, entrou em óbito no local. A jovem, Eduarda Pereira, foi socorrida ainda com vida, porém em estado gravíssimo, pela equipe do Águia, da Polícia Militar, para o HC da Unicamp. Até o momento não temos informações "oficiais" do estado de saúde de Eduarda.  Do ônibus ninguém se feriu. Unidades do Samu (Serviço de A

Adolescente de 16 anos é encontrado morto na tarde desta sexta-feira (12) em estrada rural de Conchal, SP

Populares encontraram o corpo do adolescente e acionaram a GCM - Foto Gean Mendes/F5 O adolescente Wesley Abreu de Andrade, de 16 anos de idade, foi encontrado morto na tarde desta sexta-feira (12), às margens da estrada municipal Conchal/Martinho Prado, bairro 90. Populares encontraram o adolescente e acionaram a Guarda Municipal. O SAMU também foi acionado, porém ao chegar no local constataram que a vitima já estava morto.   Wesley foi vítima de homicídio, sendo inicialmente constatado uma perfuração no dorso (região entre o pescoço e a região glútea), provocado por arma de fogo. A área foi isolada até a chegada da polícia cientifica que compareceu para coleta de material para exames.  O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal do município de Limeira, sendo conduzido pela funerária São Bento.  Investigadores e delegado da Policia Civil estiveram presentes, buscando evidências que possam levar ao autor do homicídio.

Ainhume Gonçalves será velada nesta quarta-feira (20), a partir das 7hs, no Cemitério Municipal de Conchal

A jovem de 24 anos de idade, Ainhume Gonçalves, será velada nesta quarta-feira (20), a partir das 7hs, no Velório Municipal de Conchal. A jovem faleceu na cidade de Monte Sião (MG), e será sepultada em Conchal. A publicação deste comunicado vem a pedido de familiares da jovem, a quem deixamos os nossos mais sinceros pêsames.

Veículo atropela ciclista no distrito de Tujuguaba em Conchal – A professora Nelide Rossi, não resistiu aos ferimentos – Amigos prestam homenagem a vítima nesta sexta-feira (24)

Um grave acidente aconteceu na noite desta quinta-feira (23), em uma estrada de terra, próximo ao antigo cemitério, localizado no distrito de Tujuguaba, município de Conchal, SP. A professora aposentada Nelide Rossi, 67 anos, praticava seu esporte preferido, o ciclismo, juntamente com quatro amigos, quando foi atropelada por um veículo, que fugiu do local sem prestar assistência. Conforme relato de testemunha, eles estavam parados na beirada da estrada, quando avistaram o veículo, que reduziu a velocidade, mas em seguida acelerou vindo a atropelar a vitima.   A vítima foi socorrida pelo SAMU e encaminhada em estado grave ao pronto socorro do Hospital Madre Vaninni, em Conchal. Por conta da gravidade dos ferimentos, infelizmente a professora aposentada não resistiu, vindo à óbito pouco tempo depois. Segundo informações A pessoa que dirigia o veículo que atropelou Nelide, se apresentou na delegacia de polícia no município de Mogi Guaçu, na noite de ontem. Conforme rel

Suspeito de cometer vários roubos em Conchal é preso pela Polícia Civil nesta segunda-feira (17) – Delegado Dr. Luis Henrique Lima Pereira, diz que indivíduo cometeu pelo menos cinco crimes. Assista vídeo

  Nesta segunda-feira (17) a Polícia Civil, com o apoio da GCM, prendeu um indivíduo suspeito de ter cometido pelo menos cinco crimes no município de Conchal (SP). A prisão aconteceu no início da tarde, poucas horas após criminosos terem assaltado a loja do Magazine Luiza , localizada na avenida Mogi Mirim. O F5 entrevistou com exclusividade, o delegado de Polícia Civil Dr. Luis Henrique Lima Pereira, que falou sobre a ondas de assaltos que tem acontecido no município e, sobre a prisão acontecida nesta segunda-feira. Assista abaixo

Investigada de atropelamento em briga de bar em Conchal é presa por tentativa de homicídio – “O acidente aconteceu após o irmão ter sido esfaqueado, na tentativa de dispersar as pessoas para tentar impedir o pior, ”, disse advogado ao F5

A Polícia Civil prendeu na tarde de terça-feira (08), a mulher de 22 anos de idade, investigada pelo atropelamento de um homem, durante uma confusão generalizada acontecida na noite de segunda-feira (07), em um bar/mercearia, no bairro Parque Industrial, em Conchal (SP). A investigação para elucidar o caso deu início poucas horas após o acontecimento dos fatos. Durante a briga, que teria sido motivada por uma dívida, envolvendo o proprietário do estabelecimento, Júlio Cezar, de 26 anos, um adolescente de 17 anos e, seu pai de 39 anos, entre outras pessoas que estavam no local, o dono do comércio acabou sendo esfaqueado. Júlio chegou a ser socorrido ao pronto socorro do hospital Madre Vannini, mas não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito. Imagens da câmera de monitoramento do próprio estabelecimento (assista abaixo), que registraram toda a confusão, ajudaram a esclarecer diversas dúvidas, inclusive sobre a atropelamento ter acontecido após a facada, e não ao contrário, como at