Justiça de SP decreta prisão de professor de kung fu acusado de abusar de dez alunas

Luiz Fabiano do Nascimento negou que tenha assediado quaisquer alunas e disse ser normal encostar nos praticantes para orientá-los.

Luiz Fabiano do Nascimento negou que tenha assediado quaisquer alunas Foto: Facebook / Reprodução


A Justiça de São Paulo decretou a prisão temporária por 30 dias do professor de kung fu Luiz Fabiano do Nascimento, acusado de abusar sexualmente de ao menos dez alunas, uma delas menor de idade, desde 2014.

Ao justificar o pedido de prisão, a Polícia Civil alegou que havia risco de fuga, já que o professor iria participar de uma competição nos Estados Unidos no mês que vem. O Ministério Público concordo com o pedido, concedido pelo juiz Jean Thiago Pereira.

Segundo a polícia, ex-alunas de Nascimento formaram um grupo de Whatsapp para trocar mensagens sobre os supostos abusos. Uma delas relatou que, em 2014, quando tinha 11 anos, foi "apalpada" pelo professor enquanto estava provando o uniforme na academia.

As demais vítimas têm entre 16 e 34 anos. Os depoimentos seguem um mesmo padrão. Na maioria dos casos, segundo as mulheres, Luiz usava o pretexto de corrigir a postura delas ou um movimento para passar a mão em suas partes íntimas.

Uma arquiteta de 29 anos disse que teve os seis tocados pelo professor. Outra mulher, de 32, relatou que o acusado encostou em sua virilha.

Em depoimento divulgado pela TV Globo, Luiz negou que tenha assediado quaisquer de suas alunas. Ele disse que dá aulas há cerca de 20 anos e que é normal encostar nos alunos para orientá-los a fazerem os exercícios corretamente, evitando lesões.

Conteúdo: O Globo






Comentários

Não Perca Tempo! Venha para os Cursos 24 horas

Leia também...

Polícia Civil de Conchal apreendeu na tarde desta terça-feira (16), traficante com 45 papelotes de cocaína, 25 pedras de crack e 31 reais em espécie

Polícia indicia pai e mãe de adolescente que pediu socorro pelas redes sociais após ser estuprada

Vídeo - Segundo incêndio em menos de um ano acontece no setor de meio ambiente em Conchal

Polícia Civil investiga mais dois padres por suspeita de abuso sexual da diocese de Limeira, SP

Vereadores de Conchal aprovam relatório para a abertura de processo de cassação do vereador Rodinei Ferreira da Silva.

FaceApp: App que envelhece rosto dos usuários vira febre na internet; veja como usar

Homem atacado por onça-pintada é salvo por 5 cachorro em MS

Liberação de saque de contas do FGTS será anunciada na próxima semana, diz ministro da Casa Civil

Descoberta a origem de vídeo de drone com fogos de artifício

Líder de grupo terrorista revela plano para matar Bolsonaro

Todas as Publicações

Mostrar mais